Desafio dos 100 Filmes | Um lançamento

Continuando…

Um lançamento

Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald (Fantastic Beasts: The Crimes of Grindelwald) é um futuro filme britânico-americano de aventura e fantasia de 2018, dirigido por David Yates e escrito por J. K. Rowling, sendo a sequência de Animais Fantásticos e Onde Habitam (Fantastic Beasts and Where to Find Them), de 2016, e a segunda prequela spin-off da franquia Harry Potter. Produzido pela Heyday Films e distribuído pela Warner Bros. Pictures, é estrelado por Eddie Redmayne, Katherine Waterston, Dan Fogler, Alison Sudol, Ezra Miller e Johnny Depp, que reprisam seus papéis do título anterior, enquanto, Jude Law, Zoë Kravitz e Callum Turner fazem suas estreias na franquia.

Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald tem estreia marcada para o dia 16 de novembro de 2018 no Reino Unido e nos Estados Unidos nos formatos convencional, RealD 3D e IMAX 3D. No Brasil e em Portugal, o lançamento está previsto para o dia 15 de novembro de 2018.

Enredo

A história se passa na cidade de Nova Iorque em 1926, aproximadamente 70 anos antes da jornada de Harry Potter. O autor do livro de estudos obrigatório da Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, que dá título ao filme, Newt Scamander desenvolveu um interesse em animais fabulosos desde pequeno, com o incentivo da Sra. Scamander (essa uma criadora entusiástica de hipogrifos de luxo), e ele, aos sete anos de idade, passava horas desmembrando toletes no seu quarto – e suas descobertas das criaturas extraordinárias.

Ao entrar em território americano, Newt deixa alguns animais escaparem, causando um imbróglio com o Congresso Mágico dos Estados Unidos, que zela pela exclusão da sociedade bruxa da sociedade no-maj (no Brasil: Trouxa, em Portugal: Muggle) devido ao medo gerado no Julgamento das Bruxas de Salém. A exposição que Newt causa leva as autoridades no-maj, principalmente a família Shaw, a darem maior atenção ao grupo radical de extermínio bruxo Second Salamers, liderado por Mary Lou.

*A imagem ilustrativa deste post retirei do blogspot https://1.bp.blogspot.com/-jCqtt2UpwlY/U9Jdm3ATeaI/AAAAAAAABrs/CEZbMAvUDMs/s400/Capa.png através de pesquisa na internet.
*O trailer oficial “Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald” retirei do site https://youtu.be/gGJDqfZEObk através de pesquisa na internet.
*Este é um post do Desafio dos 100 Filmes! Para entender o que é o desafio clique aqui e para ver todos os posts já publicados clique aqui.
Publicado em Desafio dos 100 Filmes | Marcado com , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Cirurgia Plástica Reparadora – 22 coisas que só quem colocou silicone entende

Abaixo postarei umas informações que só quem é siliconada entende (e que me identifiquei perfeitamente).

Se você concorda, deixa um comentário ou seu relato sobre o tema.

22 coisas que só quem colocou silicone entende

As dores e delícias de passar por uma cirurgia para aumentar o tamanho dos seios

Escrito por Nicole Dias

Conforme o Dr. Fernando Amato, cirurgião plástico da Amato Instituto de Medicina Avançada, a cirurgia é recomendada para aquelas pacientes que possuem mamas pequenas e realmente estão dispostas a serem submetidas a um procedimento cirúrgico para mudar isso, além de mulheres que já tiveram filhos, amamentaram e a mama ficou flácida.

“Trata-se de uma cirurgia que faz muita diferença para a vaidade”, comenta a Dra. Ivanoska Filgueira, cirurgiã plástica e mestre em Ciências da Saúde pela Universidade de Brasília. “É uma melhora muito grande na autoestima. A pessoa se sente mais bonita, mais segura. Após o implante ela fica mais confortável para ir à praia, ao clube, usar roupas que ela antes não usava”, comenta.

Independente da sua motivação e do tamanho da prótese que você colocou, há certas coisas pelas quais praticamente toda siliconada passa. Fizemos uma lista com 22 delas. Será que você se identifica? Confira.

1. Não importa se você tem 18 ou 50 anos: sempre vai ter alguém que não vai reagir bem ao seu desejo

Foto: Reprodução / Giphy

Pode ser o pai, a mãe, a avó ou um relacionamento sério: algum indivíduo vai falar que você não precisa, que é loucura, que é um dinheiro posto fora.

2. Vão falar que você vai perder a sensibilidade dos seios

Foto: Reprodução / Giphy

E vão falar sem conhecimento de causa! Conforme Ivanoska Filgueira, não se perde a sensibilidade do seio após a cirurgia. “Em alguns casos, se a paciente exagerar na prótese e colocar um tamanho muito grande, pode ter uma redução, que se restabelece dentro de 6 meses a 1 ano”, explica. Entretanto, alguns médicos afirmam que se perde parte da sensibilidade sim, mas não totalmente.

3. E também vão falar que seios naturais são muito mais bonitos

Foto: Reprodução / Giphy

Sim, seios naturais são lindos. Seios pequenos também são. Mas quem são as outras pessoas para dizer o que VOCÊ deve fazer? O corpo é seu, certo? Certo.

4. Por outro lado, a quantidade de pessoas que aprova a sua decisão costuma ser alta

Foto: Reprodução / Giphy

As amigas que também querem colocar silicone vão adorar ter uma pioneira na turma, para relatar toda a experiência depois.

5. No final das contas, o que importa mesmo é a SUA vontade.

Foto: Reprodução / Giphy

Seu corpo, suas escolhas. Não é?

6. Precisamos admitir que a primeira consulta com o médico pode ser meio tensa

Foto: Reprodução / Giphy

Se você é um pouco tímida, tirar a blusa na frente de um estranho – por mais que esse estranho seja um profissional totalmente acostumado com isso – pode ser um pouco desconfortável. No entanto, tenha em mente que se trata de algo importante e natural. O dentista olha seus dentes, o cirurgião olha seus seios!

Tenha confiança no médico, mostre o que você gosta, o que incomoda, o que você pretende mudar. Quanto mais especifica e sincera você for, mais chances de ficar com o resultado do jeitinho que você queria! “Um bom relacionamento com o cirurgião é essencial”, comenta o Dr. Amato.

7. E que a dor depois da cirurgia pode ser um tanto quanto memorável

Foto: Reprodução / Giphy

Mesmo sendo uma cirurgia estética, mesmo a colocação de silicone pode ter uma recuperação dolorida – especialmente se as próteses forem colocadas atrás do músculo. “É sempre bom lembrar que não é um procedimento isento de riscos: assim como qualquer cirurgia, pode possuir complicações”, alerta o cirurgião Fernando Amato.

8. E, certo, a primeira vez que você tira o sutiã cirúrgico é pra lá de estranha

Foto: Reprodução / Giphy

O peito costuma estar inchado, marcado pelo sutiã cirúrgico, com um pouquinho de sangue das cicatrizes… Nem sempre é a mais linda visão de todas.

10. É incrível a emoção quando você consegue levantar os braços de verdade, sem dor nem medo

Foto: Reprodução / Giphy

Fernando Amato conta que o progresso varia de paciente para paciente. “No geral costumo liberar aos poucos, vou sentindo o quanto a paciente está se sentindo bem, que movimento ela precisa no dia a dia e também de acordo com o andamento do pós-operatório”.

11. Quando você volta para a academia, só quer malhar os braços

Foto: Reprodução / Giphy

Mas é importante lembrar que a quantidade de tempo que você deve ficar de molho também pode variar. “O implante pode ficar na frente ou atrás do músculo peitoral maior, isso é um fator determinante no retorno às atividades. Atrás do músculo o pós-operatório pode ser mais doloroso, então, seguro muito mais o retorno”, explica Amato.

12. E quando o médico finalmente libera você para dormir de lado ou de bruços, é o paraíso na Terra

Foto: Reprodução / Giphy

Não há um número mágico, mas os médicos recomendam que as pacientes durmam de barriga para cima por pelo menos 30 dias – podendo essa quantidade ser bem maior. Fernando Amato faz o alerta: “O risco de dormir virada para baixo é comprimir as mamas e deslocar a prótese. Nos primeiros dias o risco é até de formar hematoma e ser necessária uma cirurgia de urgência.”

13. No começo as coisas são diferentes e você até se atrapalha

Foto: Reprodução / Giphy

O braço esbarra em um volume que não tinha antes…

14. Mas experimentar as roupas e ver como ficam lindas é uma dádiva

Foto: Reprodução / Giphy

“É comum nas consultas de acompanhamento antes da cirurgia a paciente chegar com roupas fechadas, largas, menos atraentes. Depois da cirurgia, quando volta ao consultório, é certeza: está com uma blusa decotada. Isso mostra que ela está mais segura com o próprio corpo, se sente mais bonita”, conta a Doutora Ivanoska Filgueira.

15. Mesmo que nem todas sirvam direito depois da operação

Foto: Reprodução / Giphy

Aquela blusinha justinha de antes pode não servir mais da mesma forma… mas tudo bem!

16. O que você quer é gastar todo o seu salário com lingeries

Foto: Reprodução / Giphy

Com renda, sem renda, de diferentes cores e estilos. Quase dá pra abrir um consórcio na Victoria’s Secret.

17. É claro que seus peitos podem se tornar patrimônio da humanidade

Foto: Reprodução / Giphy

Muitas amigas querem ver, encostar, saber tudo sobre seus peitos.

18. Tanto que depois de um tempo mostrar a novidade fica até natural

Foto: Reprodução / Giphy

Você chega às consultas de retorno com o médico tirando a blusa sem muita cerimônia. Tão diferente do começo…

19. No fundo você até gosta de mostrar o investimento

Foto: Reprodução / Giphy

Depois do dinheiro investido e da recuperação dolorosa, dá um verdadeiro orgulho!

20. A maior verdade de todas é: com a autoestima lá no alto você se sente SEXY

Foto: Reprodução / Giphy

Fernando Amato dá a dica: “as mamas possuem um significado muito importante nas mulheres. Já existem trabalhos que mostram que a mamoplastia de aumento traz, além de autoconfiança, melhora até da sexualidade”.

21. Invencível

Foto: Reprodução / Giphy

Conforme conta a Doutora Ivanoska Filgueira, muitas pacientes relatam que passaram a ficar mais confiantes no ambiente de trabalho depois da cirurgia. “No mercado profissional, é importante a roupa que você usa, a imagem que passa. Após o silicone a mulher fica mais segura com a roupa que usa. E naturalmente passa mais sensação de poder, de confiança”.

22. Porque agora você é uma mulher de peito

Foto: Reprodução / Giphy

Literalmente.

Um lembrete importante

Todo seio é lindo! Foto: Reprodução / Giphy

Não se esqueça de uma coisa: você não precisa colocar silicone. Isso deve ser uma escolha e nunca uma obrigação. Peito pequeno, peito caído, peito grande, todo tipo de peito é peito e você nunca deve se envergonhar deles. Se decidir fazer a cirurgia, faça por escolha própria. Afinal, todo seio é lindo, seja ele natural ou não.

Gostou? Concorda? Comenta aí!

*As “22 coisas que só quem colocou silicone entende” retirei do site https://www.dicasdemulher.com.br/coisas-que-so-quem-colocou-silicone-entende/ através de pesquisa na internet.
Publicado em Beleza, Cirurgia Plástica Reparadora, Curiosidade, Saúde e Bem-Estar | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Desafio dos 100 Filmes | Um filme muito longo

Continuando…

Um filme muito longo

A Lista de Schindler (Schindler’s List) é um filme norte-americano de 1993 sobre Oskar Schindler, um empresário alemão que salvou a vida de mais de mil judeus durante o holocausto ao empregá-los em sua fábrica. O filme foi dirigido por Steven Spielberg e escrito por Steven Zaillian, baseado no romance Schindler’s Ark escrito por Thomas Keneally. É estrelado por Liam Neeson como Schindler, Ben Kingsley como o contador judeu de Schindler Itzhak Stern e Ralph Fiennes como o oficial da SS Amon Göth.

O filme foi um sucesso de bilheteria e recipiente de sete Oscars, incluindo Melhor Filme e Melhor Diretor (Spielberg), como também muitos outros prêmios (incluindo 3 Globos de Ouro e 7 BAFTAs). Em 2007, o American Film Institute elegeu Schindler’s List como o oitavo melhor filme americano da história. É considerado pela crítica especializada como um dos melhores filmes já feitos.

Música

John Williams compôs a trilha sonora de Schindler’s List. O compositor ficou atônito com o filme, e achou que seria muito desafiador. Ele disse a Spielberg, “Você precisa de um compositor melhor do que eu sou para este filme”, Spielberg respondeu brincando dizendo, “Eu sei. Porém todos estão mortos!”. Williams tocou o tema principal no piano, e seguindo uma sugestão de Spielberg, ele contratou Itzhak Perlman para tocar o violino. Na cena em que o gueto está sendo liquidado pelos nazistas, a canção folclórica “Oyfn Pripetshik” (iídiche: אויפֿן פּריפּעטשיק) é cantada por um coral de crianças. A canção era frequentemente cantada pela avó de Spielberg para seus netos. Os solos de clarinete foram gravados por Giora Feidman, especialista em Klezmer.

Símbolos

A menina do casaco vermelho

Apesar do filme ser primariamente em branco e preto, vermelho é usado para distinguir uma menina com um casaco. Mais tarde no filme, a menina é vista entre os mortos, reconhecida apenas pelo casaco vermelho que ela ainda estava usando. Apesar de não ser intencional, a personagem é coincidentemente bem similar a Roma Ligocka, que era conhecida no Gueto de Cracóvia por seu casaco vermelho. Ligocka, ao contrário de sua contraparte, sobreviveu ao Holocausto. Depois do lançamento do filme, ela escreveu e publicou sua própria história, Dziewczynka w Czerwonym Płaszczyku (A Menina do Casaco Vermelho). A cena, todavia, foi construída com as memórias de Zelig Burkhut, sobrevivente de Płaszów (e outros campos). Quando entrevistado por Spielberg na época da produção do filme, Burkhut contou a história de uma menina com um casaco rosa, com não mais de quatro anos, que foi executada por um nazista com um tiro bem em frente a seus olhos. Ao ser entrevistado pelo The Courier-Mail, ele disse, “é algo que fica com você para sempre”.

De acordo com Andy Patrizio da IGN, a menina do casaco vermelho é usada para indicar que Schindler mudou, “Spielberg põe uma virada na história dela, fazendo-a ser mais uma na pilha de corpos no carrinho para ser incinerada. O olhar no rosto de Schindler é inequívoco. Minutos antes, ele viu as cinzas e a fuligem dos corpos em chamas se acumulando em seu carro como apenas um incômodo”. André Caron perguntou se isso foi feito “para simbolizar inocência, esperança ou o sangue vermelho dos judeus sendo sacrificados no horror do Holocausto?”. O próprio Spielberg explicou que ele apenas seguiu o romance, e sua interpretação era:

Velas

O início do filme apresenta uma família observando o shabat. Spielberg disse que, “começar o filme com velas sendo acesas… seria algo rico, começar o filme com um shabat normal antes que o rolo compressor contra os judeus começasse”. Quando a cor vai embora nos momentos iniciais do filme, dá um modo para um filme onde a fumaça vem simbolizar os corpos sendo queimados em Auschwitz-Birkenau. Apenas para que no final as imagens das velas reganham acolhimento quando Schindler permite que eles honrem o shabat. Para Spielberg, elas representam “apenas um lampejo de cor, um lampejo de esperança”.

Recepção

Schindler’s List foi aclamado pela crítica especializada. No site Rotten Tomatoes o filme possui um indíce de aprovação de 97%, baseado em 60 resenhas, com uma nota média de 8,8/10. O consenso é “Schindler’s List mistura o horror abjeto do Holocausto com a marca humanista de Steven Spielberg para criar a obra prima dramática do diretor”. No agregador Metacritic o filme possui uma aprovação de 93/100, baseado em 23 resenhas, indicando “aclamação universal”.

*A imagem ilustrativa deste post retirei do blogspot https://1.bp.blogspot.com/-jCqtt2UpwlY/U9Jdm3ATeaI/AAAAAAAABrs/CEZbMAvUDMs/s400/Capa.png através de pesquisa na internet.
*O trailer legendado “A Lista de Schindler ” retirei do site https://youtu.be/x3CEN6lIRyU através de pesquisa na internet.
*Este é um post do Desafio dos 100 Filmes! Para entender o que é o desafio clique aqui e para ver todos os posts já publicados clique aqui.
Publicado em Desafio dos 100 Filmes | Marcado com , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Desafio dos 100 Filmes | Um filme da década de 80

Continuando…

Um filme da década de 80

Dirty Dancing – Ritmo Quente (Dirty Dancing) é um filme estadunidense lançado em 21 de agosto de 1987, do gênero romance, dirigido por Emile Ardolino.

Sinopse

Frances Houseman, conhecida como Baby, está passando férias com a família num resort nos Catskills, na Colônia de Férias Kellermans. Um dia, ajudando Robbie a carregar melancias, ela descobre onde os funcionários do hotel se divertem e dançam. Lá conhece Johnny Castle, o instrutor de dança e dançarino do hotel, e acaba se apaixonando por ele. Quando Penny, parceira de dança de Johnny, fica grávida ao se envolver com um dos garçons, Robbie pede à Lisa, irmã de Baby, que sua irmã que dance em seu lugar. Mas o pai de Frances, Jake, não aprova, pois considera Johnny um irresponsável. E isso por, supostamente, ter engravidado Penny e roubado carteiras e também pedido que fizesse um aborto.

Curiosidades

  • A canção She’s Like the Wind, que recebeu diversos prêmios, é cantada pelo próprio Patrick Swayze e foi co-escrita por ele.
  • As cores das roupas do casal central são propositalmente contrastantes; enquanto a moça veste roupas de cores leves e alegres, o rapaz veste sempre de preto ou cores escuras.
  • Val Kilmer e Billy Zane estiveram cotados para o papel de Johnny Castle, mas Kilmer declinou e Zane não era suficientemente bom dançarino.
  • A série norte-americana Glee interpreta (I’Ve Had) The Time Of My Life no episodio 09 da segunda temporada, os personagens que cantam são Sam Evans (Chord Overstreet) e Quinn Fabray (Dianna Agron)
  • O orçamento de Dirty Dancing foi de apenas seis milhões de dólares.
  • O filme foi seguido por Dirty Dancing – Noites de Havana, em 2004.
  • Foi feito um remake do filme que foi lançado em 2004.
  • A música Nobody Puts Baby In The Corner da banda Fall Out Boy teve seu título baseado em uma das frases mais famosas do filme (“Nobody puts Baby in a corner”).
  • A música “The Time (Dirty Bit)” do grupo Black Eyed Peas contém samples de “(I’ve Had) The Time Of My Life”
  • Em 2011, confirmaram que haveria outro remake do filme, que seria dirigido por Kenny Ortega, coreógrafo da versão original e diretor da trilogia High School Musical.
  • O casaco de cabedal usado por Patrick Swayze no filme vai ser leiloado em abril de 2017, numa iniciativa organizada pela viúva do ator. Espera-se que o casaco seja vendido por qualquer coisa como 35 mil euros. A viúva de Swayze vai doar todo o dinheiro arrecadado ao centro Pancreatic Action Cancer Network, especializado na investigação do tipo de cancro que acabou por matar o ator.

*A imagem ilustrativa deste post retirei do blogspot https://1.bp.blogspot.com/-jCqtt2UpwlY/U9Jdm3ATeaI/AAAAAAAABrs/CEZbMAvUDMs/s400/Capa.png através de pesquisa na internet.
*O trailer “Dirty Dancing” retirei do site https://youtu.be/wcra0-0Gu4U através de pesquisa na internet.
*Este é um post do Desafio dos 100 Filmes! Para entender o que é o desafio clique aqui e para ver todos os posts já publicados clique aqui.
Publicado em Desafio dos 100 Filmes | Marcado com , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Nessas eleições, eu sigo os princípios ético-políticos da minha profissão!

Ainda falando sobre eleições e a indicação do CRESS CE segue abaixo mais cards que reforçam os princípios ético-políticos do/a Assistente Social como direcionamento para que os/as profissionais saibam escolher seu/sua candidato/a nas diferentes esferas.

Levando em consideração as sugestões de diversos/as assistentes sociais que se identificaram com a campanha “Nessas eleições, eu sigo os princípios ético-políticos da minha profissão!”, o Conselho Regional de Serviço Social 3ª Região/CE lança novos cards que continuam reforçando o compromisso fundamental do profissional de Serviço Social com a defesa intransigente dos direitos humanos e o reconhecimento da liberdade como valor ético central da profissão.

Atenção! Neste momento, é essencial que cada assistente social compare a conduta de sua profissão com o/a candidato/a que irá votar nas próximas eleições.

Nessas eleições, eu sigo os princípios ético-políticos da minha profissão!

Novos cards da Campanha!

*Os novos cards da campanha retirei do site http://cress-ce.org.br/noticias/e-assistente-social-e-nao-sabe-em-quem-votar-que-tal-conferir-os-principios-eticos-de-sua-profissao-antes-de-escolher-oa-melhor-candidatoa/ através de pesquisa na internet.
Publicado em Citação, Manifesto, Notícias e política, Rede Social | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Cirurgia Plástica Reparadora – Cicatriz hipertrófica: saiba como tratá-las

Como relatei na semana passada, na minha última consulta de revisão da cirurgia plástica reparadora da mama e abdome a cirurgiã plástica que me acompanha me sugeriu o uso de uma pomada (triancinolona) para suavizar o aspecto da cicatriz no baixo ventre evitando uma possível cicatriz hipertrófica…

Tenho seguido o tratamento a risca e também voltei a fazer drenagem linfática nesta área, pois desde que o umbigo começou a sangrar após o uso da órtese de silicone que não estava drenando essa área, somente a mama direita, onde a prótese rompida foi trocada…

E em minhas pesquisas na internet encontrei essas informações sobre o que é e quais os tratamentos mais eficazes para tratar a cicatriz hipertrófica…

Cicatriz hipertrófica: entenda de uma vez por todas o que é e quais os tratamentos mais eficazes para tratá-la

Não adianta reclamar, todo corte gera uma cicatriz e na cirurgia plástica não seria diferente. O que pode mudar é o processo de cicatrização que resulta em marcas desiguais na pele. Entre elas, uma que gera bastante dúvida é a cicatriz hipertrófica.

Isto porque normalmente ela é confundida com queloide, mas é importante ressaltar que não são tipos de cicatriz iguais. Ou seja, elas terão opções de tratamentos variados.

Alcançar um resultado satisfatório é fundamental para quem deseja fazer uma cirurgia plástica, , por isso é sempre importante escolher um médico cirurgião especializado em plástica e com bastante experiência.

Assim, no caso de qualquer suspeita de uma cicatriz hipertrófica, o tratamento será iniciado o mais breve possível.

Mas antes de entrarmos neste assunto, é importante entender melhor algumas informações básicas sobre a cicatriz hipertrófica. Aí poderemos avaliar melhor as dicas de prevenção e tratamento listadas neste artigo. Para você ter uma ideia, aqui você vai:

  • Entender o que realmente é cicatriz hipertrófica
  • Conhecer os demais tipos de cicatriz
  • Saber como lidar com esta condição
  • Ver o tratamento para cicatriz hipertrófica
  • Descobrir como tirar cicatrizes hipertróficas

O que é cicatriz hipertrófica?

cicatriz hipertrófica como tratar

A cicatriz hipertrófica é, basicamente, uma formação elevada em relação ao tecido original. Isso acontece no meio do processo de cicatrização, quando a formação de colágeno ocorre de forma desorganizada.

Este desordenamento das fibras de colágeno deixa a cicatriz num nível superior ao da pele e, apesar do seu tamanho mais evidente, a cicatriz hipertrófica não ultrapassa o local da lesão. Ou seja, permanece concentrada ao redor do trauma original.

Uma boa notícia é que o fato de você ter cicatriz hipertrófica num determinado corte não significa que também terá em outros ferimentos. Além disso, em muitos casos o aspecto da cicatriz pode melhorar sem nenhum tipo de tratamento depois de um ano. Mas saiba que este tipo também pode:

  • coçar
  • doer
  • ficar avermelhada
  • ganhar uma tonalidade mais escura

Tipos de cicatriz existentes

tipos cicatriz

Há alguns tipos de cicatriz e, ao realizar uma cirurgia plástica, o médico especializado conhece muito bem cada um deles. Além disso, o cirurgião analisa bem o histórico da paciente, que é baseado em informações que ela mesma fornece e nos exames.

Com todo esse material o cirurgião plástico pode intervir de várias formas e ajustar a técnica cirúrgica para melhor atender as suas expectativas, sem abrir mão da sua segurança.

Apesar de todos estes dados e do planejamento que é feito para a realização do procedimento, há alguns pontos que o médico não consegue intervir, como o fator genético.

Isso pesa no tipo de cicatrização que a paciente apresenta. Para você ter uma ideia, a má cicatrização é mais comum em negros e asiáticos.

Além da cicatriz hipertrófica, que ocorre quando o corpo produz colágeno de forma desorganizada e deixa uma marca mais elevada em relação à pele ao redor, as cicatrizes podem ser classificadas como:

  • Atróficas: quando há perda de estruturas que oferecem apoio e firmeza à pele, comum após acidentes e em casos de acnes.
  • Queloides: caracterizada pelo excesso de produção de colágeno, é evidente porque consegue ultrapassar os limites iniciais da lesão.
  • Normotrófica: acontece quando a pele recupera a aparência de antes do ferimento, comum em machucados leves.

Cicatriz hipertrófica: tratamento preventivo

cicatriz hipertrófica pomada

Quando a paciente já tem conhecimento do seu tipo de cicatrização o cirurgião plástico vai adotar medidas preventivas para evitar a formação da cicatriz hipertrófica. Isso engloba a técnica cirúrgica utilizada e o tipo de sutura, além de cuidados como de evitar a manipulação excessiva e o traumatismo nos tecidos.

Além disso, na fase de pós-operatório, a paciente será aconselhada a utilizar um gel de silicone e a fita de silicone, ambos como ações preventivas. Claro que essas medidas sempre devem ser avaliadas e indicadas pelo seu cirurgião plástico.

Cicatriz hipertrófica pomada

É comum recebermos pedidos sobre indicações de pomada para cicatrização. Muita gente acredita que este tipo de produto tem o poder de ser o tratamento para cicatriz hipertrófica. Infelizmente não é bem assim.

Isso não quer dizer que são produtos ruins, pelo contrário, há marcas boas no mercado. Mas é importante destacarmos que a pomada para cicatriz hipertrófica, muitas vezes comercializada na forma de gel de silicone, é um item para ser usado em ações preventivas.

Isto porque este tipo de pomada não tem nenhum efeito em cicatrizes antigas. Normalmente, na própria embalagem consta esta informação.

Como tirar cicatrizes hipertróficas?

como tirar cicatrizes

Uma cicatriz hipertrófica antiga ou pelo menos já formada, com seu período de maturação completo (6 a 12 meses), exige um tratamento diferenciado. As melhores opções são:

Aplicação de corticoide para redução: corticoides são hormônios produzidos pelas glândulas suprarrenais e têm forte ação anti-inflamatória. O corticoide injetável é aplicado no local da cicatriz e pode ser repetido a cada um ou dois meses. Por ser um pouco dolorida, recomenda-se o uso de uma pomada anestésica no local.

Tratamento cirúrgico para remoção: por meio de uma cirurgia simples, o cirurgião plástico é capaz de remover a cicatriz indesejada e promover uma técnica apurada para um novo processo de cicatrização, que será devidamente orientado à prevenção deste tipo de ocorrência.

Isto porque quando a paciente nunca teve nenhum caso de cicatriz assim, o médico não tem como adivinhar. É claro que aqui na Dream Plastic, a experiência de mais de 10 anos e cerca de 100 mil atendimentos de pós-operatório, faz com que os cirurgiões estejam mais bem preparados pra prevenir situações assim.

Cicatrizes hipertróficas sem mistérios

tratamento cicatriz hipertrófica

Como podemos perceber, a cicatriz hipertrófica é uma condição um pouco mais simples, porém que também requer atenção. Apesar de ser mais discreta que a queloide, sua aparência pode nos afetar, principalmente quando o assunto é uma cirurgia plástica.

E, não tem jeito, o melhor tratamento para a cicatriz hipertrófica é a prevenção. Por isso, é importante atuar com medidas desde o planejamento da sua cirurgia. Assim, com certeza o resultado vai ser mais agradável.

No caso de uma cicatriz hipertrófica antiga, você ainda tem a opção de usar corticoide injetável para a redução ou um tratamento cirúrgico para removê-la.

*As imagens e informações acima retirei do site https://www.plasticadosonho.com.br/blog/cicatriz-hipertrofica/ através de pesquisa na internet.
Publicado em Beleza, Cirurgia Plástica Reparadora | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Desafio dos 100 Filmes | Um filme que o protagonista morre

Continuando…

Um filme que o protagonista morre

Ghost: Do Outro Lado da Vida (Ghost) é um filme norte-americano de 1990, dos gêneros drama,  fantasia espírita, romance e suspense dirigido por Jerry Zucker e com roteiro de Bruce Joel Rubin. O filme foi indicado a cinco Oscars, incluindo Melhor Filme, Melhor Trilha Sonora e Melhor Montagem, ganhou os prêmios de Melhor Atriz Coadjuvante para Whoopi Goldberg e Melhor Roteiro Original.

Espiritismo

O filme Ghost, com temática espírita, foi um sucesso de bilheteria no Brasil, como outros filmes com a mesma temática,[10] devido a este país ter a maior comunidade espírita do planeta.

Curiosidades

  • A atriz Meg Ryan recusou o papel de Molly. Nicole Kidman chegou a fazer testes para o papel. Molly Ringwald também fez um teste para o papel mas perdeu para Demi Moore;
  • Bruce Willis, que na época era marido de Demi Moore, recusou o papel de Sam, pois achava que o filme não daria certo. Outros grandes atores, como Nicolas Cage, Tom Cruise e Tom Hanks foram reprovados para interpretar Sam;
  • O Diretor Jerry Zucker havia trabalhado anteriormente em comédias malucas, como Apertem os cintos… o Piloto Sumiu!;
  • Whoopi Goldberg só participou do filme graças à insistência de Patrick Swayze. Graças à sua atuação em Ghost, ela ganhou posteriormente o Oscar de melhor atriz coadjuvante;
  • Por uma estranha e mórbida coincidência, o ator Vincent Schiavelli, que interpretou o fantasma do metrô, morreu de câncer aos 57 anos, assim como Swayze.
  • O filme foi exibido pela primeira vez na televisão aberta, na Rede Globo, em Tela Quente – Especial, em 27 de dezembro de 1993. A audiência do longa foi histórica: bateu os 56 pontos e chegou a superar os índices da novela das oito da época, Fera Ferida, que a antecedeu na programação. Ghost entrou para a história, uma vez que nenhum outro filme registrou tamanha audiência até então e somente foi superada pela primeira exibição do filme Titanic, 7 anos depois, com 57 pontos.

*A imagem ilustrativa deste post retirei do blogspot https://1.bp.blogspot.com/-jCqtt2UpwlY/U9Jdm3ATeaI/AAAAAAAABrs/CEZbMAvUDMs/s400/Capa.png através de pesquisa na internet.
*O trailer “Ghost” retirei do site https://youtu.be/_2ArbmRdpmk através de pesquisa na internet.
*Este é um post do Desafio dos 100 Filmes! Para entender o que é o desafio clique aqui e para ver todos os posts já publicados clique aqui.
Publicado em Desafio dos 100 Filmes | Marcado com , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Cinco frases de Derek Shepherd que farão você chorar

Impossível não compartilhar essas frases memoráveis do Dr. Derek Shepherd…

5 frases de Derek Shepherd que farão você chorar

Despedir-se de Derek não foi fácil, entretanto sua lembrança e inclusive suas palavras viverão sempre conosco. Lembremos algumas de suas frases célebres durante sua permanência no Grey Sloan Memorial Hospital.

 

 

“A primeira vez que beijei minha mulher, ela ainda não era minha mulher, não passava de uma garota num bar. Mas, quando nos beijamos foi como, tenho que lhe confessar, como se nunca tivesse beijado outra mulher antes. Como se fosse meu primeiro beijo. O beijo certo”.

 

“Meredith é a melhor mãe que uma criança pode ter. Ela ama Zola e também me ama, e se tem algum defeito é que ama tanto as pessoas que faria tudo por elas”.

 

“Sim ou não. Dentro ou fora. Acima ou abaixo. Vive ou morre. Herói ou covarde. Lutar ou render-se. Direi novamente para estar seguro de que você me escuta. A vida humana é feita de opções. Viver ou morrer. Essa é a opção importante. E nem sempre depende de nós”.

“Quero me casar com você. Quero ter filhos com você. Quero que edifiquemos uma casa. Quero ser estável e envelhecer com você. Quero morrer quando tiver 110 anos e em seus braços. Não quero passar nem um instante longe de você. Quero uma vida com você”.

 

“É um lindo dia para salvar vidas”.

*As frases e imagens do post acima retirei do site https://br.canalsony.com/especiais/5-frases-de-derek-shepherd-que-farao-voce-chorar através de pesquisa na internet.
Publicado em Citação, Grey's Anatomy, Seriados | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Cirurgia Plástica Reparadora – Cicatriz Hipertrófica x Queloide

Um dos meus maiores receios com a cirurgia plástica reparadora são o aspecto das cicatrizes após o procedimento e sempre uso uma pomada manipulada de rosa mosqueta e já cheguei a fazer laser fracionado na cicatriz dos braços e mamas quando operei há 4 anos…

O Óleo de Rosa Mosqueta pode ser usado para ajudar a atenuar estrias, cicatrizes, rugas e linhas de expressão na pele e queloides, possuindo um potente efeito regenerador e emoliente sobre a pele, pois é rico em ácidos graxos como ácido oléico, linolêico e linolênico, além de vitamina A e alguns compostos cetônicos. Este óleo é obtido a partir das sementes da planta silvestre Rosa Mosqueta, que cresce espontaneamente na região sul dos Andes chilenos.

Além disso, o Óleo de Rosa Mosqueta é capaz de reforçar a síntese de colágeno e elastina, o que fortalece e dá firmeza à pele, sendo também responsável por nutrir profundamente a pele, o que o torna ideal para passar na pele ressecada ou descamando, deixando-a suave e sedosa.

Mas, desta vez, o pior dos meus pesadelos com a cirurgia plástica reparadora parece que deu as caras na minha cicatriz do abdomen e na consulta de três meses do pós operatório da dermolipectomia abdominal com correção da diástase da musculatura reto-abdominal a Dra Larissa me pediu para interromper o uso da pomada de rosa mosqueta (que estou usando desde que tirei os curativos que vim do centro cirúrgico, uso tanto na cicatriz da mama direita quanto no baixo ventre, mas como a cicatriz da mama não apresentou alteração continuarei a usar a pomada de rosa mosqueta) e mudar para uma pomada de triancinolona que usarei 1 vez ao dia após o banho no local da incisão ao longo do abdomen evitando passar onde estava o dreno e que ainda não cicatrizou completamente…

Assim que saí do consultório médico já fui a Farmácia Las Casas encomendar a pomada e assim que ela esteja pronta já iniciarei o uso tópico e retornarei ao consultório médico no início de novembro para acompanhar a evolução do caso…

É claro que a médica me tranquilizou quando a necessidade de recorrer ao uso do corticoide para termos uma cicatriz final de bom aspecto estético e funcional evitando assim à formação de uma cicatriz alargada, de má qualidade e pigmentada…

Cicatrizes hipertróficas consistem em cicatrizes elevadas, tensas e confinadas às margens da lesão original. Com freqüência tendem à regressão espontânea, vários meses após o trauma inicial.

Queloide é uma lesão elevada, brilhante, pruriginosa ou dolorosa, de localização dérmica e que ultrapassa os limites da ferida original, ou seja, invade a pele normal adjacente. Apresenta crescimento ao longo do tempo e não regride espontaneamente. Comumente evolui com recorrência após excisão.

Ferreira CM, D´Assumpção EA. Cicatrizes Hipertróficas e Queloides. Rev. Bras. Cir. Plást. 2006; 21 (1): 40-48

Pretendo na próxima consulta saber da necessidade de usar outro método (placas de silicone em gel ou laser) para evitar essa intercorrência…

Aproveitei também para pesquisar a respeito do tema na internet e as informações que achei mais interessantes e pertinentes postarei abaixo…

Qual a diferença entre cicatriz hipertrófica e queloide?

Tanto a cicatriz hipertrófica quanto o queloide são cicatrizações anormais da pele.

Após um machucado, um corte de cirurgia plástica ou uma queimadura, a pele logo se encarrega de formar um novo tecido para curar a ferida daquele lugar lesionado. Mas nem sempre a cicatriz formada ocorre como o esperado: bonita, fininha e discreta.

Em alguns casos, devido às condições genéticas e até mesmo ao tom da pele, as alterações como a cicatriz hipertrófica e queloide podem surgir.

Mas você sabe diferenciar esses tipos de cicatriz?

Se você ficou na dúvida, não se preocupe, é normal as pessoas confundirem. Por isso separamos as principais características, definições e tratamentos para você desvendar, de uma vez por todas essas duas cicatrizes.

Conheça a diferença entre cicatriz hipertrófica e cicatriz com queloide

cicatriz queloide e hipertrofica

Os dois tipos apresentam vermelhidão, coceira e elevação na pele, mas você já  parou para pensar quais são as suas diferenças? Muitas pessoas confundem a cicatriz hipertrófica com queloide, porém elas são bem distintas.

A cicatriz hipertrófica tem uma aparência elevada ou alargada na pele, entretanto, não invade a pele ao redor da cicatriz. A hipertrófica surge devido à produção desordenada de colágeno em relação ao restante do tecido.

O que é queloide?

O queloide é uma cicatriz que ultrapassa os limites do corte ou ferimento inicial, tende a crescer, expandir e só aumentar com o passar dos anos. Isso porque há uma produção excessiva de colágeno pelo organismo, que interfere no funcionamento normal da cicatrização.

Por conta disso, ela pode se tornar muito desagradável e apresentar sintomas como: dor, coceira e elevação da região.

As principais diferenças entre queloide e cicatriz hipertrófica

QUELOIDE CICATRIZ HIPERTRÓFICA
Geralmente aparece em negros e asiáticos ou devido à genética Pode aparecer em qualquer pessoa
Estende-se além dos limites da cicatriz Cresce somente no local da cicatriz
É mais comum surgir no ombro, tórax e orelha Pode surgir em qualquer região do corpo
Não regride com o tempo Pode regredir com o tempo

Quais são as características da cicatriz hipertrófica?

cicatriz hipertrófica é menos intensa que o queloide e o seu surgimento acontece em torno de 2 semanas após a cirurgia.

A cicatriz hipertrófica pode regredir naturalmente com o tempo, esse processo dura de 6 a 16 meses após a cirurgia, mas não é uma certeza, porque varia dependendo do organismo de cada pessoa.

Como é a aparência da cicatriz queloideana?

No queloide, a elevação se estende pela pele ao redor da cicatriz, deixando a região maior e até mesmo com nódulos. Ela não regride e com o tempo pode crescer e escurecer.

Jovens, mulheres (principalmente durante a gestação), afrodescendentes, asiáticos e hispânicos possuem mais chances de desenvolver queloide.

Entretanto a aparição dessa cicatriz está relacionada, principalmente, à condição genética, por isso depende das particularidades de cada pessoa.

Queloide e cicatriz hipertrófica após uma cirurgia plástica

queloide tratamento

É importante deixar bem claro que caso surja uma dessas cicatrizes após a plástica, isso não é considerado como um erro médico e nem falha no pós-operatório, já que se trata apenas de uma predisposição do organismo.

No caso da cicatriz hipertrófica, que pode aparecer em qualquer pessoa, se for identificada no começo do pós-operatório, o médico acompanhará o desenvolvimento da cicatriz e pode até recomendar um tratamento mais específico.

Já no queloide o tratamento é mais intenso, por isso será preciso uma avaliação médica. O cirurgião plástico indicará o tratamento para queloide ou até mesmo um novo procedimento cirúrgico para eliminá-la.

Como tirar cicatrizes?

Com a cirurgia pode-se tentar reduzir as chances de surgimento do queloide, mas não há garantias. Na realidade, somente um cirurgião competente, que conhece seu histórico de saúde, saberá dizer quais as chances de desenvolver e tratar os problemas como a cicatriz hipertrófica ou queloideana.

Para reduzir a produção de colágeno, pode-se tentar o uso de:

  • Pomada cicatrizante
  • Fita de silicone para cicatriz
  • Corticoide injetável

Mas lembre-se: o tratamento deve ser acompanhado por um médico especialista.

Tratamento para cicatrizes: entenda se é possível remover cicatrizes hipertróficas, queloide e outras marcas

tratamento para cicatrizes é algo que muitas pessoas desejam encontrar para acabar de vez com aquela marca grande, feia e estranha.

Mas o que uma cicatriz significa para você? Para algumas pessoas, essa marca pode trazer várias recordações, tanto boas quanto ruins. Seja aquela que surgiu depois de uma travessura de criança ou até mesmo por uma queimadura após a tentativa de ser uma chefe de cozinha.

Não importa o motivo, mas é difícil você encontrar uma pessoa que não tenha pelo menos uma cicatriz no corpo. Entretanto, há aquelas enormes que causam bastante constrangimento, principalmente, se tiverem localizadas em regiões expostas, como no rosto, braço e barriga.

Quando você tem uma marca que lhe causa constrangimento é comum buscar alternativas, especialmente, o tratamento para cicatrizes.

Entender quais métodos realmente funcionam fará você ter sucesso na correção e ainda poderá sair por aí sem ninguém questionar ou perguntar o que é aquela marca esquisita.

Porém, se você não conhece os tipos de cicatrizes, então não saberá qual tratamento será mais eficaz. Isso faz você perder tempo, gastar dinheiro e ter dores de cabeça, sem contar que vai deixá-la longe do seu objetivo final.

Por exemplo, muita gente pensa que a pomada para cicatrização faz milagres, mas será mesmo? Se você quer conhecer o tratamento para tirar cicatriz, continue lendo esse artigo!

Pomada para cicatrização, quando usar?

pomada para cicatrização

Antes de qualquer coisa, você precisa entender como são formadas as cicatrizes.

A cicatrização faz parte da reconstrução do tecido, ou seja, após você se machucar o organismo se encarrega de formar uma nova pele para reparar aquela região lesionada. E, isso ocorre com qualquer pessoa, entretanto, cada organismo reage de uma forma distinta.

A partir disso, surgem os diferentes níveis e tipos de cicatrizes, que são:

  • Normotróficas: são aquelas marcas que mantém o mesmo aspecto da pele ao redor e a sua marca é quase imperceptível.
  • Atróficas: são comuns nos casos de acne e a sua aparência se assemelha a uma espécie de buraco na pele.
  • Hipertrófica: surgem quando o organismo produz colágenos de forma desordenada e por isso fica com uma textura mais elevada.
  • Queloides: essa marca não para de crescer, ela pode ficar bem grande e se tornar muito incômoda.

Quando as pessoas se perguntam: o que é bom para cicatrização? Logo pensam em uma pomada que apareceu nos comerciais da TV ou naquela que foi indicada por uma amiga. Mas é importante saber: o tratamento para cicatrizes deve ser indicado por um médico especialista no assunto, que pode ser um cirurgião plástico ou um dermatologista.

Pois, assim como existem diferentes tipos de cicatrizes, também podemos encontrar diversos tratamentos para tentar corrigi-las.

No entanto, qualquer tratamento para cicatrizes apenas consegue deixá-las mais discretas, sem a capacidade de fazê-las sumirem da pele. Isso é impossível!

Portanto, não existe uma pomada para tirar cicatriz, já que a sua função não é remover, mas acelerar o processo para o fechamento de cortes cirúrgicos, feridas causadas por pancadas ou curar rapidamente uma cicatriz de queimadura.

Além disso, o uso de pomada para cicatrização ajuda a prevenir infecções, reduzir a dor e, em alguns casos, até evita a formação de anomalias.

Mas lembre-se: use pomadas somente com a indicação de um médico, porque algumas marcas possuem substâncias específicas que não devem ser utilizadas em qualquer corte e podem até irritar a região.

Outro ponto importante, as pomadas para cicatrizar não vão fazer efeito na pele que estiver totalmente curada, ou seja, quando a cicatriz estiver endurecida por dentro sem aquela casquinha de proteção.

Como melhorar a cicatriz da abdominoplastia?

cicatriz abdominoplastia

Seguir alguns cuidados pode ser fundamental para conseguir um resultado de sucesso e uma cicatriz mais bonita após a cirurgia de abdominoplastia.

Esta cirurgia se tornou cada vez mais popular no Brasil, entretanto, existe sempre uma questão que assusta as mulheres: como ficará a cicatriz da abdominoplastia?

A eficácia desse tipo de cicatriz vai depender do médico que você escolher, do seu organismo e, principalmente, do seu empenho em seguir os cuidados do pós-operatório.

Em relação ao cirurgião plástico escolhido, você deve ter em mente que quanto mais procedimentos ele tiver realizado, mais a técnica foi testada e aperfeiçoada.

Agora, falando em cuidados após a cirurgia plástica, aqui estão alguns essenciais:

  • Pare de fumar! O cigarro é inimigo da boa cicatrização.
  • Faça o repouso necessário para não forçar os pontos.
  • Evite expor o local da cicatriz ao sol por pelo menos trinta dias.

É comum ficar empolgada para ver o resultado final, mas acalme-se! O processo de cicatrização é lento. O local pode ficar avermelhado por vários meses e só depois de um ano será possível ver um aspecto melhor.

Em alguns casos, o médico complementa as orientações com um tratamento extra, ou seja, indica o uso de pomada para cicatrizar o corte de cirurgia ou até mesmo uma fita de silicone para cicatriz de abdominoplastia.

Mas tudo vai depender, obviamente, do organismo de cada pessoa. Pois, se a paciente já tem tendência a criar queloide, então as orientações serão bem específicas para evitar o seu desenvolvimento.

De qualquer forma, na primeira consulta de retorno após a cirurgia de abdominoplastia, a paciente conversa com o seu cirurgião e também com a equipe de enfermagem que explicam os cuidados básicos para ter uma boa recuperação.

Queloide: tratamento para deixá-lo mais discreto

queloide tratamento

Quem sofre com queloide pode recorrer a tratamento para cicatrizes, mesmo depois de uma cirurgia plástica. Desse modo, aquela marca que se formou mais alta do que o normal e causa muito desconforto, pode ser reduzida com alguns tratamentos específicos.

Pomada pra queloide

Somente será eficiente em ferimentos que ainda não tiveram a formação de queloide, sendo mais útil para prevenir o seu desenvolvimento no local.

Corticoide injetável

É ideal para aliviar a coceira, a dor e o desconforto, pois possui uma forte ação anti-inflamatória. Entretanto essa opção não remove o queloide, por isso não é considerada como o melhor tratamento.

Fita de silicone para cicatriz

A utilização dessas fitas permite que o local tenha uma hidratação contínua. Além disso, a pressão exercida impedirá o seu crescimento exagerado.

Todas as três opções de tratamento para cicatrizes citadas acima fazem parte do grupo de prevenção ou de solução para ser utilizada após a remoção cirúrgica.

Vamos dizer que se você espera remover o queloide com eficiência, então o tratamento para cicatrizes é outro: cirurgia plástica de cicatriz combinada com a betaterapia.

Como tirar cicatrizes por meio da cirurgia

Como tirar cicatrizes

Em alguns casos, a marca que deveria apresentar-se com aspecto fino e de tonalidade próxima a da pele, assume um aspecto grosso, escuro e alto.

E, justamente nesse momento há muita confusão para as pacientes, será que nasceu uma cicatriz hipertrófica ou um queloide?

Para simplificar, as queloidianas são elevadas, muito espessas e algumas vezes chegam a incomodar, impedindo movimentos, causando coceira e dor. E as hipertróficas assemelham-se a anterior, mas não é tão intensa e o seu tamanho é menor, limitando-se ao contorno da própria cicatriz.

Quando há uma dessas cicatrizes, geralmente, as pessoas querem removê-las para que a próxima nasça com mais qualidade. Contudo, se não for aplicada a técnica certa, esse procedimento pode se tornar desastroso e a tentativa de deixar a região mais bonita vai por água a baixo.

A exérese, ou cirurgia plástica de cicatriz, é um procedimento que consiste na remoção da marca por meio de um corte em que se retira todo o excesso de pele, interno e externo.

cirurgia plástica de cicatriz

É importante ressaltar que mesmo após o procedimento o queloide pode voltar pior do que era, por isso é essencial que o médico também recomende outra técnica, a betaterapia.

Esse tratamento é realizado em dez sessões e utiliza a radiação beta, que deve ser aplicada após a cirurgia de correção ou em até no máximo 48 horas. Tudo isso para prevenir a formação de queloide e cicatriz hipertrófica.

Lembre-se, o ideal é que você consulte a opinião de um especialista antes de iniciar qualquer tratamento.

Cicatriz de queimadura

O tratamento para cicatrizes recorrentes a queimaduras são mais complicadas de tirar, pois dependendo do grau nem sempre é possível removê-la. Nesses casos, o tratamento da cicatriz de queimadura deve ser realizado em um hospital especializado nesta área.

É indicado que a paciente consulte um dermatologista para avaliar a região, espessura e o grau da queimadura, assim será possível identificar a melhor opção de tratamento.

Cicatrizes no rosto

O procedimento para tirar cicatrizes no rosto é mais delicado, pois há diferentes técnicas que são utilizadas de acordo com a gravidade e o tipo da marca.

Portanto se você deseja remover cicatrizes no rosto procure um especialista para ele examinar e lhe dizer até onde é possível melhorá-la.

Quanto custa uma cirurgia plástica para remover cicatriz?

Quanto custa cirurgia plástica para remover cicatriz

Atualmente, o tratamento para cicatrizes está muito mais acessível, graças à popularização da cirurgia plástica, as novas formas de pagamento e, claro, ao aumento da procura por esse procedimento.

Há uma série de fatores que envolvem o valor de uma cirurgia plástica para remover cicatriz:

  • Dependo do aspecto, tamanho, formato ou profundidade da marca, o cirurgião precisará mesclar diferentes técnicas e, por isso o preço será mais caro ou barato.
  • Se a cirurgia for tão complexa a ponto de ser preciso realizá-la em um hospital, então o preço vai incluir a internação, anestesia e equipe médica.

Independente do preço, precisamos ressaltar que a cirurgia deve ser feita com total responsabilidade. Então você deve levar em consideração a escolha pelo médico que vai te operar e também pela clínica de cirurgia plástica.

Mesmo porque, dinheiro nenhum vale a pena se você for correr riscos desnecessários.

*As imagens ilustrativas deste post retirei do arquivo pessoal.
*As imagens e informações “Qual a diferença entre cicatriz hipertrófica e queloide?” retirei do site https://www.plasticadosonho.com.br/blog/qual-diferenca-entre-cicatriz-hipertrofica-e-queloide/ através de pesquisa na internet.
*As imagens e informações sobre “Tratamento para cicatrizes: entenda se é possível remover queloide, cicatrizes hipertróficas e outras marcas” retirei do site https://www.plasticadosonho.com.br/cirurgia-plastica/tratamento-para-cicatrizes/através de pesquisa na internet.
Publicado em Beleza, Cirurgia Plástica Reparadora, Gastroplastia, Saúde e Bem-Estar | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Desafio dos 100 Filmes | Um filme que você já assistiu várias vezes

Continuando…

Um filme que você já assistiu várias vezes

A Lagoa Azul (The Blue Lagoon) é um filme norte-americano de aventura e drama romântico lançado em 1980 dirigido por Randal Kleiser e distribuído pela Columbia Pictures. O roteiro escrito por Douglas Day Stewart foi baseado no romance The Blue Lagoon de Henry De Vere Stacpoole. O filme possui como protagonistas a atriz Brooke Shields e o ator Christopher Atkins. Sua trilha sonora foi composta por Basil Poledouris e a cinematografia foi realizada por Néstor Almendros. Trata-se um remake de um filme homônimo de 1949.

Foi lançado nos cinemas dos Estados Unidos em junho de 1980, se tornando um grande sucesso comercial na América do Norte (arrecadando mais de US$ 50 milhões), apesar de receber críticas mistas. No Brasil, o filme chegou nos cinemas em setembro do mesmo ano, mas, até hoje, o longa é mais lembrado pelos brasileiros pelo fato de ter sido exaustivamente reprisado durante anos na TV pela Sessão da Tarde, na Rede Globo; ainda no Brasil, o filme foi dublado pela Herbert Richers. Em Portugal, o filme só estreou em janeiro de 1981.

Enredo

No período vitoriano, dois jovens primos, Richard Lestrange e Emmeline, e um cozinheiro de galé, Paddy Button (Leo McKern) sobrevivem a um naufrágio no Pacífico Sul e chegam a uma ilha tropical. Paddy cuida das crianças pequenas e os proíbe por “lei” de ir para o outro lado da ilha, devido ele ter encontrado evidências de restos de sangue de sacrifícios humanos. Ele lhes fala sobre um Bicho-papão que lá vive como uma maneira de ter certeza de que eles evitarão o local. Ele também adverte contra a ingestão de uma determinada flor baga escarlate (Solanum dulcamara) que Emmeline encontrou e que é mortal.

Paddy morre logo após se embriagar em uma farra e seu corpo é descoberto por Richard e Emmeline. Agora sozinhas, as crianças vão para outra parte da ilha e reconstroem sua casa. Eles sobrevivem unicamente das suas engenhosidades, habilidades que Paddy lhes havia ensinado e das recompensas naturais daquele paraíso remoto.

Os anos passam e os dois se tornam em adolescentes altos, fortes e bonitos. Eles vivem em sua cabana, passando os dias juntos pescando, nadando, e mergulhando para colher pérolas. Richard e Emmeline (agora interpretados por Christopher Atkins e Brooke Shields) começam a se apaixonar, embora isto seja estressante emocionalmente para eles por causa de sua falta de instrução na sexualidade humana, e são incapazes de expressar sua atração física um pelo outro. Emmeline se assusta depois que inicia sua primeira menstruação, e fica nervosa quando Richard quer inspecionar um corte nela. Richard tem muitas perguntas sobre o que está acontecendo com ela quando eles começam a crescer e se desenvolver, mas não tem meios de obter respostas. Ele quer segura-la e beijá-la, mas quando ela o rejeita ele sai e se masturba.

Emmeline, sempre curiosa, vai para o outro lado da ilha e descobre um impressionante, ídolo do tipo Moai lá. Instintivamente reconhecendo que este é um lugar sagrado, ela reza. Mais tarde, ela diz a Richard que Paddy estava errado e que o “bicho-papão”, que sangra como Jesus, é realmente Deus. No entanto, Richard repreende-a por desobedecer a “lei”.

Algum tempo depois, o relacionamento deles sofre um grande golpe quando um navio aparece pela primeira vez em anos. Richard deseja sair e entra em conflito com o desejo de ficar de Emmeline, e ela não acende o sinal de fogo. Como resultado, o navio passa sem nota-los. A fúria de Richard o leva a expulsá-la de sua cabana. Eles acabam a briga após Emmeline quase morrer ao pisar em um peixe-pedra e Richard admite ter medo de perdê-la. Emmeline eventualmente se recupera e depois que recupera sua capacidade de andar, eles vão nadar nus na lagoa e depois nadam até a praia. Ainda nus, Richard e Emmeline compartilham algumas frutas na vegetação, com vista para o ídolo, e descobrem a relação sexual, e então o amor apaixonado. Deixando toda a inquietação de lado, eles fazem amor regularmente a partir de então, enquanto ocasionalmente passam o tempo juntamente nus. Devido os seus encontros sexuais regulares, logo Emmeline fica grávida. Embora isto seja claro para o espectador, Richard e Emmeline não conhecem a verdade sobre o parto e reprodução humana e simplesmente assumem que as mudanças físicas no corpo de Emmeline são por ela esta engordando. Eles também ficam surpreendidos quando começam a sentir o bebê mexer dentro de Emmeline e simplesmente assumem que o estômago dela estão causando os movimentos.

Uma noite Emmeline desaparece. Enquanto Richard olha para ela da floresta, ele testemunha um sacrifício humano cometido pelos nativos de uma outra ilha no santuário do ídolo onde eles sacrificam alguns nativos inimigos. Quando foge, Richard ouve Emmeline gritar e segue o som a tempo de ajudá-la a dar à luz a um menino, que eles nomeiam de Paddy, em memória de Paddy Button. Mais tarde, frustrada por não saber como alimentar o bebê, Emmeline o segura nos braços para acalmar seu choro, e aprende a alimentá-lo conforme o bebê, instintivamente, começa a mamar no peito. Os jovens pais passam o tempo brincando com Paddy à medida que ele cresce, ensinando-o a nadar, pescar e construir coisas e criando-o alegremente.

Enquanto a família brincava, um navio liderado pelo pai de Richard, Arthur (William Daniels), se aproxima da ilha e vê a família brincando na praia. Como eles estão completamente cobertos de lama, Arthur presume que são nativos e não o jovem casal que tem procurado todos estes anos. Richard, tendo perdido todo o seu desejo de deixar a ilha, concorda com Emmeline ao trocar olhares, e deixam o navio passar.

Um dia, a jovem família leva o barco para visitar seu local de origem. Enquanto espera por Richard, Emmeline e Paddy permanecem no barco. Emmeline adormece e não percebe quando Paddy traz um ramo das bagas vermelhas no barco. Ela acorda quando Paddy joga um dos remos para fora. A maré varria o barco para dentro da lagoa e Richard, ouviu seu chamado, nada até ela, seguido de perto por um tubarão. Emmeline joga o outro remo no tubarão, golpeando-a e dando Richard apenas o tempo suficiente para entrar no barco. Ainda que perto da costa, eles são incapazes de retornar ou recuperar os remos sem risco de ser atacado pelo tubarão. Eles remam com as mãos, mas sem sucesso, o barco é pego na corrente e desvia para o mar.

Após ficarem a deriva, Richard e Emmeline acordam e encontram Paddy comendo os frutos que ele pegou. Percebendo que estes são os frutos venenosos, avisando a Paddy, eles tentam impedi-lo, mas ele já tinha engolido um pouco. Desesperados, Richard e Emmeline comem os frutos, assim, deitando para esperar a morte. Algumas horas depois, o barco de Arthur encontra-os flutuando com a correnteza. Arthur pergunta, ‘eles estão mortos?’ e o capitão (Alan Hopgood) responde, ‘Não, Senhor. Eles estão apenas adormecidos.’ O filme termina com Arthur aliviado retirando-os do mar.

*A imagem ilustrativa deste post retirei do blogspot https://1.bp.blogspot.com/-jCqtt2UpwlY/U9Jdm3ATeaI/AAAAAAAABrs/CEZbMAvUDMs/s400/Capa.png através de pesquisa na internet.
*O trailer “A Lagoa Azul” retirei do site https://youtu.be/Q8l4fkmORlU através de pesquisa na internet.
*Este é um post do Desafio dos 100 Filmes! Para entender o que é o desafio clique aqui e para ver todos os posts já publicados clique aqui.
Publicado em Desafio dos 100 Filmes | Marcado com , , , , , , , , , , | Deixe um comentário