Cirurgia Plástica Reparadora – Cicatriz Hipertrófica x Queloide

Um dos meus maiores receios com a cirurgia plástica reparadora são o aspecto das cicatrizes após o procedimento e sempre uso uma pomada manipulada de rosa mosqueta e já cheguei a fazer laser fracionado na cicatriz dos braços e mamas quando operei há 4 anos…

O Óleo de Rosa Mosqueta pode ser usado para ajudar a atenuar estrias, cicatrizes, rugas e linhas de expressão na pele e queloides, possuindo um potente efeito regenerador e emoliente sobre a pele, pois é rico em ácidos graxos como ácido oléico, linolêico e linolênico, além de vitamina A e alguns compostos cetônicos. Este óleo é obtido a partir das sementes da planta silvestre Rosa Mosqueta, que cresce espontaneamente na região sul dos Andes chilenos.

Além disso, o Óleo de Rosa Mosqueta é capaz de reforçar a síntese de colágeno e elastina, o que fortalece e dá firmeza à pele, sendo também responsável por nutrir profundamente a pele, o que o torna ideal para passar na pele ressecada ou descamando, deixando-a suave e sedosa.

Mas, desta vez, o pior dos meus pesadelos com a cirurgia plástica reparadora parece que deu as caras na minha cicatriz do abdomen e na consulta de três meses do pós operatório da dermolipectomia abdominal com correção da diástase da musculatura reto-abdominal a Dra Larissa me pediu para interromper o uso da pomada de rosa mosqueta (que estou usando desde que tirei os curativos que vim do centro cirúrgico, uso tanto na cicatriz da mama direita quanto no baixo ventre, mas como a cicatriz da mama não apresentou alteração continuarei a usar a pomada de rosa mosqueta) e mudar para uma pomada de triancinolona que usarei 1 vez ao dia após o banho no local da incisão ao longo do abdomen evitando passar onde estava o dreno e que ainda não cicatrizou completamente…

Assim que saí do consultório médico já fui a Farmácia Las Casas encomendar a pomada e assim que ela esteja pronta já iniciarei o uso tópico e retornarei ao consultório médico no início de novembro para acompanhar a evolução do caso…

É claro que a médica me tranquilizou quando a necessidade de recorrer ao uso do corticoide para termos uma cicatriz final de bom aspecto estético e funcional evitando assim à formação de uma cicatriz alargada, de má qualidade e pigmentada…

Cicatrizes hipertróficas consistem em cicatrizes elevadas, tensas e confinadas às margens da lesão original. Com freqüência tendem à regressão espontânea, vários meses após o trauma inicial.

Queloide é uma lesão elevada, brilhante, pruriginosa ou dolorosa, de localização dérmica e que ultrapassa os limites da ferida original, ou seja, invade a pele normal adjacente. Apresenta crescimento ao longo do tempo e não regride espontaneamente. Comumente evolui com recorrência após excisão.

Ferreira CM, D´Assumpção EA. Cicatrizes Hipertróficas e Queloides. Rev. Bras. Cir. Plást. 2006; 21 (1): 40-48

Pretendo na próxima consulta saber da necessidade de usar outro método (placas de silicone em gel ou laser) para evitar essa intercorrência…

Aproveitei também para pesquisar a respeito do tema na internet e as informações que achei mais interessantes e pertinentes postarei abaixo…

Qual a diferença entre cicatriz hipertrófica e queloide?

Tanto a cicatriz hipertrófica quanto o queloide são cicatrizações anormais da pele.

Após um machucado, um corte de cirurgia plástica ou uma queimadura, a pele logo se encarrega de formar um novo tecido para curar a ferida daquele lugar lesionado. Mas nem sempre a cicatriz formada ocorre como o esperado: bonita, fininha e discreta.

Em alguns casos, devido às condições genéticas e até mesmo ao tom da pele, as alterações como a cicatriz hipertrófica e queloide podem surgir.

Mas você sabe diferenciar esses tipos de cicatriz?

Se você ficou na dúvida, não se preocupe, é normal as pessoas confundirem. Por isso separamos as principais características, definições e tratamentos para você desvendar, de uma vez por todas essas duas cicatrizes.

Conheça a diferença entre cicatriz hipertrófica e cicatriz com queloide

cicatriz queloide e hipertrofica

Os dois tipos apresentam vermelhidão, coceira e elevação na pele, mas você já  parou para pensar quais são as suas diferenças? Muitas pessoas confundem a cicatriz hipertrófica com queloide, porém elas são bem distintas.

A cicatriz hipertrófica tem uma aparência elevada ou alargada na pele, entretanto, não invade a pele ao redor da cicatriz. A hipertrófica surge devido à produção desordenada de colágeno em relação ao restante do tecido.

O que é queloide?

O queloide é uma cicatriz que ultrapassa os limites do corte ou ferimento inicial, tende a crescer, expandir e só aumentar com o passar dos anos. Isso porque há uma produção excessiva de colágeno pelo organismo, que interfere no funcionamento normal da cicatrização.

Por conta disso, ela pode se tornar muito desagradável e apresentar sintomas como: dor, coceira e elevação da região.

As principais diferenças entre queloide e cicatriz hipertrófica

QUELOIDE CICATRIZ HIPERTRÓFICA
Geralmente aparece em negros e asiáticos ou devido à genética Pode aparecer em qualquer pessoa
Estende-se além dos limites da cicatriz Cresce somente no local da cicatriz
É mais comum surgir no ombro, tórax e orelha Pode surgir em qualquer região do corpo
Não regride com o tempo Pode regredir com o tempo

Quais são as características da cicatriz hipertrófica?

cicatriz hipertrófica é menos intensa que o queloide e o seu surgimento acontece em torno de 2 semanas após a cirurgia.

A cicatriz hipertrófica pode regredir naturalmente com o tempo, esse processo dura de 6 a 16 meses após a cirurgia, mas não é uma certeza, porque varia dependendo do organismo de cada pessoa.

Como é a aparência da cicatriz queloideana?

No queloide, a elevação se estende pela pele ao redor da cicatriz, deixando a região maior e até mesmo com nódulos. Ela não regride e com o tempo pode crescer e escurecer.

Jovens, mulheres (principalmente durante a gestação), afrodescendentes, asiáticos e hispânicos possuem mais chances de desenvolver queloide.

Entretanto a aparição dessa cicatriz está relacionada, principalmente, à condição genética, por isso depende das particularidades de cada pessoa.

Queloide e cicatriz hipertrófica após uma cirurgia plástica

queloide tratamento

É importante deixar bem claro que caso surja uma dessas cicatrizes após a plástica, isso não é considerado como um erro médico e nem falha no pós-operatório, já que se trata apenas de uma predisposição do organismo.

No caso da cicatriz hipertrófica, que pode aparecer em qualquer pessoa, se for identificada no começo do pós-operatório, o médico acompanhará o desenvolvimento da cicatriz e pode até recomendar um tratamento mais específico.

Já no queloide o tratamento é mais intenso, por isso será preciso uma avaliação médica. O cirurgião plástico indicará o tratamento para queloide ou até mesmo um novo procedimento cirúrgico para eliminá-la.

Como tirar cicatrizes?

Com a cirurgia pode-se tentar reduzir as chances de surgimento do queloide, mas não há garantias. Na realidade, somente um cirurgião competente, que conhece seu histórico de saúde, saberá dizer quais as chances de desenvolver e tratar os problemas como a cicatriz hipertrófica ou queloideana.

Para reduzir a produção de colágeno, pode-se tentar o uso de:

  • Pomada cicatrizante
  • Fita de silicone para cicatriz
  • Corticoide injetável

Mas lembre-se: o tratamento deve ser acompanhado por um médico especialista.

Tratamento para cicatrizes: entenda se é possível remover cicatrizes hipertróficas, queloide e outras marcas

tratamento para cicatrizes é algo que muitas pessoas desejam encontrar para acabar de vez com aquela marca grande, feia e estranha.

Mas o que uma cicatriz significa para você? Para algumas pessoas, essa marca pode trazer várias recordações, tanto boas quanto ruins. Seja aquela que surgiu depois de uma travessura de criança ou até mesmo por uma queimadura após a tentativa de ser uma chefe de cozinha.

Não importa o motivo, mas é difícil você encontrar uma pessoa que não tenha pelo menos uma cicatriz no corpo. Entretanto, há aquelas enormes que causam bastante constrangimento, principalmente, se tiverem localizadas em regiões expostas, como no rosto, braço e barriga.

Quando você tem uma marca que lhe causa constrangimento é comum buscar alternativas, especialmente, o tratamento para cicatrizes.

Entender quais métodos realmente funcionam fará você ter sucesso na correção e ainda poderá sair por aí sem ninguém questionar ou perguntar o que é aquela marca esquisita.

Porém, se você não conhece os tipos de cicatrizes, então não saberá qual tratamento será mais eficaz. Isso faz você perder tempo, gastar dinheiro e ter dores de cabeça, sem contar que vai deixá-la longe do seu objetivo final.

Por exemplo, muita gente pensa que a pomada para cicatrização faz milagres, mas será mesmo? Se você quer conhecer o tratamento para tirar cicatriz, continue lendo esse artigo!

Pomada para cicatrização, quando usar?

pomada para cicatrização

Antes de qualquer coisa, você precisa entender como são formadas as cicatrizes.

A cicatrização faz parte da reconstrução do tecido, ou seja, após você se machucar o organismo se encarrega de formar uma nova pele para reparar aquela região lesionada. E, isso ocorre com qualquer pessoa, entretanto, cada organismo reage de uma forma distinta.

A partir disso, surgem os diferentes níveis e tipos de cicatrizes, que são:

  • Normotróficas: são aquelas marcas que mantém o mesmo aspecto da pele ao redor e a sua marca é quase imperceptível.
  • Atróficas: são comuns nos casos de acne e a sua aparência se assemelha a uma espécie de buraco na pele.
  • Hipertrófica: surgem quando o organismo produz colágenos de forma desordenada e por isso fica com uma textura mais elevada.
  • Queloides: essa marca não para de crescer, ela pode ficar bem grande e se tornar muito incômoda.

Quando as pessoas se perguntam: o que é bom para cicatrização? Logo pensam em uma pomada que apareceu nos comerciais da TV ou naquela que foi indicada por uma amiga. Mas é importante saber: o tratamento para cicatrizes deve ser indicado por um médico especialista no assunto, que pode ser um cirurgião plástico ou um dermatologista.

Pois, assim como existem diferentes tipos de cicatrizes, também podemos encontrar diversos tratamentos para tentar corrigi-las.

No entanto, qualquer tratamento para cicatrizes apenas consegue deixá-las mais discretas, sem a capacidade de fazê-las sumirem da pele. Isso é impossível!

Portanto, não existe uma pomada para tirar cicatriz, já que a sua função não é remover, mas acelerar o processo para o fechamento de cortes cirúrgicos, feridas causadas por pancadas ou curar rapidamente uma cicatriz de queimadura.

Além disso, o uso de pomada para cicatrização ajuda a prevenir infecções, reduzir a dor e, em alguns casos, até evita a formação de anomalias.

Mas lembre-se: use pomadas somente com a indicação de um médico, porque algumas marcas possuem substâncias específicas que não devem ser utilizadas em qualquer corte e podem até irritar a região.

Outro ponto importante, as pomadas para cicatrizar não vão fazer efeito na pele que estiver totalmente curada, ou seja, quando a cicatriz estiver endurecida por dentro sem aquela casquinha de proteção.

Como melhorar a cicatriz da abdominoplastia?

cicatriz abdominoplastia

Seguir alguns cuidados pode ser fundamental para conseguir um resultado de sucesso e uma cicatriz mais bonita após a cirurgia de abdominoplastia.

Esta cirurgia se tornou cada vez mais popular no Brasil, entretanto, existe sempre uma questão que assusta as mulheres: como ficará a cicatriz da abdominoplastia?

A eficácia desse tipo de cicatriz vai depender do médico que você escolher, do seu organismo e, principalmente, do seu empenho em seguir os cuidados do pós-operatório.

Em relação ao cirurgião plástico escolhido, você deve ter em mente que quanto mais procedimentos ele tiver realizado, mais a técnica foi testada e aperfeiçoada.

Agora, falando em cuidados após a cirurgia plástica, aqui estão alguns essenciais:

  • Pare de fumar! O cigarro é inimigo da boa cicatrização.
  • Faça o repouso necessário para não forçar os pontos.
  • Evite expor o local da cicatriz ao sol por pelo menos trinta dias.

É comum ficar empolgada para ver o resultado final, mas acalme-se! O processo de cicatrização é lento. O local pode ficar avermelhado por vários meses e só depois de um ano será possível ver um aspecto melhor.

Em alguns casos, o médico complementa as orientações com um tratamento extra, ou seja, indica o uso de pomada para cicatrizar o corte de cirurgia ou até mesmo uma fita de silicone para cicatriz de abdominoplastia.

Mas tudo vai depender, obviamente, do organismo de cada pessoa. Pois, se a paciente já tem tendência a criar queloide, então as orientações serão bem específicas para evitar o seu desenvolvimento.

De qualquer forma, na primeira consulta de retorno após a cirurgia de abdominoplastia, a paciente conversa com o seu cirurgião e também com a equipe de enfermagem que explicam os cuidados básicos para ter uma boa recuperação.

Queloide: tratamento para deixá-lo mais discreto

queloide tratamento

Quem sofre com queloide pode recorrer a tratamento para cicatrizes, mesmo depois de uma cirurgia plástica. Desse modo, aquela marca que se formou mais alta do que o normal e causa muito desconforto, pode ser reduzida com alguns tratamentos específicos.

Pomada pra queloide

Somente será eficiente em ferimentos que ainda não tiveram a formação de queloide, sendo mais útil para prevenir o seu desenvolvimento no local.

Corticoide injetável

É ideal para aliviar a coceira, a dor e o desconforto, pois possui uma forte ação anti-inflamatória. Entretanto essa opção não remove o queloide, por isso não é considerada como o melhor tratamento.

Fita de silicone para cicatriz

A utilização dessas fitas permite que o local tenha uma hidratação contínua. Além disso, a pressão exercida impedirá o seu crescimento exagerado.

Todas as três opções de tratamento para cicatrizes citadas acima fazem parte do grupo de prevenção ou de solução para ser utilizada após a remoção cirúrgica.

Vamos dizer que se você espera remover o queloide com eficiência, então o tratamento para cicatrizes é outro: cirurgia plástica de cicatriz combinada com a betaterapia.

Como tirar cicatrizes por meio da cirurgia

Como tirar cicatrizes

Em alguns casos, a marca que deveria apresentar-se com aspecto fino e de tonalidade próxima a da pele, assume um aspecto grosso, escuro e alto.

E, justamente nesse momento há muita confusão para as pacientes, será que nasceu uma cicatriz hipertrófica ou um queloide?

Para simplificar, as queloidianas são elevadas, muito espessas e algumas vezes chegam a incomodar, impedindo movimentos, causando coceira e dor. E as hipertróficas assemelham-se a anterior, mas não é tão intensa e o seu tamanho é menor, limitando-se ao contorno da própria cicatriz.

Quando há uma dessas cicatrizes, geralmente, as pessoas querem removê-las para que a próxima nasça com mais qualidade. Contudo, se não for aplicada a técnica certa, esse procedimento pode se tornar desastroso e a tentativa de deixar a região mais bonita vai por água a baixo.

A exérese, ou cirurgia plástica de cicatriz, é um procedimento que consiste na remoção da marca por meio de um corte em que se retira todo o excesso de pele, interno e externo.

cirurgia plástica de cicatriz

É importante ressaltar que mesmo após o procedimento o queloide pode voltar pior do que era, por isso é essencial que o médico também recomende outra técnica, a betaterapia.

Esse tratamento é realizado em dez sessões e utiliza a radiação beta, que deve ser aplicada após a cirurgia de correção ou em até no máximo 48 horas. Tudo isso para prevenir a formação de queloide e cicatriz hipertrófica.

Lembre-se, o ideal é que você consulte a opinião de um especialista antes de iniciar qualquer tratamento.

Cicatriz de queimadura

O tratamento para cicatrizes recorrentes a queimaduras são mais complicadas de tirar, pois dependendo do grau nem sempre é possível removê-la. Nesses casos, o tratamento da cicatriz de queimadura deve ser realizado em um hospital especializado nesta área.

É indicado que a paciente consulte um dermatologista para avaliar a região, espessura e o grau da queimadura, assim será possível identificar a melhor opção de tratamento.

Cicatrizes no rosto

O procedimento para tirar cicatrizes no rosto é mais delicado, pois há diferentes técnicas que são utilizadas de acordo com a gravidade e o tipo da marca.

Portanto se você deseja remover cicatrizes no rosto procure um especialista para ele examinar e lhe dizer até onde é possível melhorá-la.

Quanto custa uma cirurgia plástica para remover cicatriz?

Quanto custa cirurgia plástica para remover cicatriz

Atualmente, o tratamento para cicatrizes está muito mais acessível, graças à popularização da cirurgia plástica, as novas formas de pagamento e, claro, ao aumento da procura por esse procedimento.

Há uma série de fatores que envolvem o valor de uma cirurgia plástica para remover cicatriz:

  • Dependo do aspecto, tamanho, formato ou profundidade da marca, o cirurgião precisará mesclar diferentes técnicas e, por isso o preço será mais caro ou barato.
  • Se a cirurgia for tão complexa a ponto de ser preciso realizá-la em um hospital, então o preço vai incluir a internação, anestesia e equipe médica.

Independente do preço, precisamos ressaltar que a cirurgia deve ser feita com total responsabilidade. Então você deve levar em consideração a escolha pelo médico que vai te operar e também pela clínica de cirurgia plástica.

Mesmo porque, dinheiro nenhum vale a pena se você for correr riscos desnecessários.

*As imagens ilustrativas deste post retirei do arquivo pessoal.
*As imagens e informações “Qual a diferença entre cicatriz hipertrófica e queloide?” retirei do site https://www.plasticadosonho.com.br/blog/qual-diferenca-entre-cicatriz-hipertrofica-e-queloide/ através de pesquisa na internet.
*As imagens e informações sobre “Tratamento para cicatrizes: entenda se é possível remover queloide, cicatrizes hipertróficas e outras marcas” retirei do site https://www.plasticadosonho.com.br/cirurgia-plastica/tratamento-para-cicatrizes/através de pesquisa na internet.

Sobre maryalcantaras

Sou uma pessoa calma e bastante tímida. Não costumo sair muito e por isso vivo na internet. Sou bem eclética em questões referentes a preferências... adoro ler, ouvir música, dançar e tomar umas biritas de vez em quando... mas o que eu adoro mesmo é DORMIR e BEIJAR!!! Meu hobbie é DORMIR. Me interesso por coisas variadas, gosto tanto de coisas simples quanto de coisas rebuscadas. "O Amor conquista-se com Amor e não impondo regras." (A.D.) E talvez tenha de praticar um pouco mais a minha tolerância...
Esse post foi publicado em Beleza, Cirurgia Plástica Reparadora, Gastroplastia, Saúde e Bem-Estar e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.