Cirurgia Plástica Reparadora – Quando as próteses mamárias devem ser trocadas?

Desde todos esses últimos eventos com minhas próteses mamárias (seroma pós cirúrgico; rotação; ruptura; substituição) surge aquela dúvida: quando elas devem ser trocadas?

Conversei bastante com a Dra. Larissa, a cirurgiã responsável pelas minhas cirurgias plásticas reparadoras desde 2014 e o posicionamento dela não difere muito do que pesquisei sobre o tema na internet e postarei abaixo…

Mas lógico que todas essas informações não descartam a orientação médica especializada!

Quando as próteses mamárias devem ser trocadas?

As cirurgias de revisão de prótese mamária podem ser realizadas quando há o desejo de mudança de tamanho ou insatisfação com o resultado, mas são realmente indicadas quando há o rompimento da prótese ou outras complicações, como contratura capsular, ptose mamária, mau posicionamento e rotação do implante

As próteses mamárias têm prazo de validade e precisam ser trocadas caso apresentem rompimento. Segundo alerta Alexandre Piassi Passos, cirurgião plástico do Hospital Sírio-Libanês e membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, elas têm garantia de fábrica de dez anos, mas não se sabe ao certo qual sua durabilidade total. “Muitas vezes, o implante continua íntegro depois de uma década”, explica o especialista. Ele lembra, porém, que a própria interação entre o organismo e a prótese pode causar um desgaste natural desta.

Por isso, na opinião do especialista, a paciente precisa estar bem-informada quando decidir colocar uma prótese mamária, já que é necessário realizar exames periódicos para averiguação do estado das próteses e, caso seja necessário, trocá-las caso haja um rompimento. “As próteses mamárias não são eternas. Para monitorar a integridade dos implantes, há um protocolo que recomenda que as pacientes realizem ressonâncias magnéticas com 3, 5, 7 e 10 anos após o implante. A ressonância detecta 95% dos casos de ruptura nas próteses”, esclarece.

A chamada revisão – ou troca de implante – pode acontecer por diversos motivos. “Não é necessariamente uma complicação; pode ser apenas porque a paciente não gostou do resultado, ou porque quer mudar o volume da mama”, informa o médico. Mas, se a finalidade da revisão for sanar algum problema, ela não deve ser feita preventivamente. “Deve-se esperar e só realizá-la se algum problema acontecer”, tranquiliza o cirurgião.

De acordo com ele, os implantes mais modernos, de 5ª geração, já não oferecem tantos riscos à saúde como antes, pois são feitos de gel medicinal sem a toxicidade dos silicones de uso industrial, além de outros avanços tecnológicos. “A ruptura do implante é habitualmente pouco danosa à saúde da paciente, porque hoje ele não é tão líquido quanto antes, o que minimiza o seu vazamento”, garante Passos.

O cirurgião explica que a ruptura, se ocorrer, conta ainda com uma “barreira extra”, produzida pelo próprio organismo, que naturalmente cria uma cápsula fibrótica para isolar o implante do organismo. Essa cápsula ajuda a “conter” o silicone, caso haja rompimento da prótese. Chame-se de ruptura intracapsular e ocorre em 90% dos casos, explicando, muitas vezes, a não mudança estética das mamas, mesmo com implantes rotos.

Intercorrências – Passos afirma que uma das intercorrências mais comuns nos implantes mamários é a chamada contratura capsular, que ocorre quando essa cápsula natural que o organismo cria ao redor do implante torna-se muito espessa. “É como se o organismo quisesse empurrar o implante para fora, em um processo de inflamação crônica natural”, explica. Nesses casos, a mama enrijece e é necessário substituir a prótese.

Entre os sinais que servem de alerta às mulheres que colocaram próteses estão mudanças estéticas na mama, endurecimento da região e dor. Nesses casos, o ideal é procurar o médico para descobrir se há algum problema.

A revisão também pode ser provocada por ptose mamária (aspecto de mama caída), mau posicionamento e rotação do implante – que pode ocorrer involuntariamente – infecções, seroma (acúmulo de líquido) e rippling (quando são visíveis ondulações no implante). Eventualmente, exames de mamografia também podem contribuir para o rompimento do implante, mas não devem ser negligenciados.

“Mas se houver uma boa indicação cirúrgica, a escolha de um implante de qualidade, o acompanhamento profissional especializado e se a paciente for bem-informada sobre as implicações do procedimento, as chances de sucesso são muito grandes”, conclui o especialista.

Sobre Alexandre Piassi Passos
Alexandre Piassi Passos é cirurgião-plástico do Hospital Sírio-Libanês, formado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. É Mestre e Doutor em Cirurgia Plástica, pela USP-SP. Membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, Sociedade Americana de Cirurgia Plástica (ASPS), Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS), do Colégio Brasileiro de Cirurgiões (CBC). É o atual Presidente da ACPUSP (Associação dos Cirurgiões Plásticos da USP) e Assistente Doutor da Disciplina de Cirurgia Plástica da USP.
*A imagem ilustrativa deste pot retirei do site https://www.fotosantesedepois.com/quando-trocar-a-protese-de-silicone/ através de pesquisa na internet.
*As informações sobre “Quando as próteses mamárias devem ser trocadas?” retirei do site https://www.maxpress.com.br/Conteudo/1,625034,Quando_as_proteses_mamarias_devem_ser_trocadas_,625034,9.htm através de pesquisa na internet.

Sobre maryalcantaras

Sou uma pessoa calma e bastante tímida. Não costumo sair muito e por isso vivo na internet. Sou bem eclética em questões referentes a preferências... adoro ler, ouvir música, dançar e tomar umas biritas de vez em quando... mas o que eu adoro mesmo é DORMIR e BEIJAR!!! Meu hobbie é DORMIR. Me interesso por coisas variadas, gosto tanto de coisas simples quanto de coisas rebuscadas. "O Amor conquista-se com Amor e não impondo regras." (A.D.) E talvez tenha de praticar um pouco mais a minha tolerância...
Esse post foi publicado em Beleza, Cirurgia Plástica Reparadora, Gastroplastia, Saúde e Bem-Estar e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s