Nova técnica nas cirurgias de redução de estômago

Já tem bastante tempo que não posto nada relacionado especificamente ao tema gastroplastia…

Mas hoje, quando por acaso, assisti ao programa Bem Estar sobre a “nova” técnica nas cirurgias de redução de estômago, não pude deixar de postar a respeito aqui no blog, na categoria gastroplastia

14034945_229967204071078_4359397724824375950_n

A Anvisa aprovou uma nova técnica nas cirurgias de redução de estômago: a gastroplastia endoscópica

Anvisa aprovou, no final de 2016, uma nova técnica nas cirurgias de redução de estômago: a gastroplastia endoscópica. Ela reduz o estômago sem cortes e por isso é um procedimento mais simples do que a bariátrica. O Bem Estar desta segunda-feira (3) falou sobre técnicas de emagrecimento. O gastrocirurgião e endoscopista Eduardo Grecco e o cirurgião bariátrico Caetano Marquezini explicaram como funciona essa técnica e a diferença para as outras cirurgias de redução mais tradicionais.

A gastroplastia endoscópica costura o estômago, reduzindo sua capacidade de 1,5 litro para 600 ml. Ela é indicada para quem tem sobrepeso ou para quem tem IMC acima de 35, tem indicação de bariátrica, mas quer um procedimento menos invasivo.

Já o balão gástrico é colocado por uma endoscopia digestiva e é preenchido com soro fisiológico. É para quem tem sobrepeso e que precisa emagrecer pouco. O sleeve corta dois terços do estômago e é indicado para obesos mórbidos. Já o by-pass é a técnica da bariátrica mais realizada no mundo. O estômago é costurado e a cirurgia é indicada para quem tem que perder muito peso e quem tem doenças associadas à obesidade.

E quem pode fazer a cirurgia? A gastroplastia endoscópica é indicada para quem tem sobrepeso (IMC entre 27 e 35) ou obesidade (IMC acima de 35). O balão gástrico é para quem tem sobrepeso (IMC entre 27 e 35). A gastrectomia vertical ou sleeve é opção para obesos mórbidos (IMC a partir de 35, com doenças associadas à obesidade: diabetes, hipertensão, apneia do sono e doenças articulares). Já o by-pass é para quem precisa perder muito peso e tem doenças associadas à obesidade (IMC a partir de 35).

Cortar o glúten

Muitas pessoas cortam o glúten para emagrecer, mas isso pode ser arriscado. Um estudo da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, mostrou que o glúten pode ter relação com a diabetes.

*A imagem ilustrativa deste post retirei do Facebook https://www.facebook.com/gastroplastiaendoscopica/photos/a.229967197404412.1073741825.229966807404451/229967204071078/?type=1&theater através de pesquisa na internet.
*As informações sobre a nova técnica de redução de estômago retirei do site http://g1.globo.com/bemestar/noticia/quais-as-diferencas-entre-as-cirurgias-de-reducao-de-estomago-bem-estar-explica.ghtml através de pesquisa na internet.
Anúncios

Sobre maryalcantaras

Sou uma pessoa calma e bastante tímida. Não costumo sair muito e por isso vivo na internet. Sou bem eclética em questões referentes a preferências... adoro ler, ouvir música, dançar e tomar umas biritas de vez em quando... mas o que eu adoro mesmo é DORMIR e BEIJAR!!! Meu hobbie é DORMIR. Me interesso por coisas variadas, gosto tanto de coisas simples quanto de coisas rebuscadas. "O Amor conquista-se com Amor e não impondo regras." (A.D.) E talvez tenha de praticar um pouco mais a minha tolerância...
Esse post foi publicado em Gastroplastia, Saúde e bem-estar e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s