Desafio 52 Semanas | Semana 19: Meus seriados preferidos

Cumprindo o prometido no post anterior… aí vai mais uma publicação do Desafio 52 Semanas

E esse não será um desafio…

Quem me conhece e/ou me acompanha nas redes socais, sabe que sou fã incondicional de Grey’s Anatomy (e consequentemente de seriados médicos/drama médico), então essa semana não terá novidade nenhuma nos top 5 (ou sim, hahaha)…

Sou uma pessoa muito mais viciada em séries do que em filmes, mas adoro muito falar sobre as duas coisas (tenho até categorias especificas para cada tema aqui no blog)!

A maioria dos seriados que eu vou citar aqui eu acompanho desde a primeira temporada, outros eu conheci depois de algumas temporadas ou mesmo depois de finalizados, mas nem por isso perdem seu valor! Tentarei ser eclética e citar seriados nacionais e internacionais (por isso mesmo não garanto que só terão 5 na lista)…

Quem quiserem deixar alguma dica de seriado que eu preciso ver aqui nos comentários fique a vontade…

Desafio 52 semanas

Meus seriados preferidos

Arquivo Morto/Cold Case. Seriado exibido entre 2003 e 2010. A série “Cold Case” teve como personagem principal a detetive Lilly Rush (Kathryn Morris, do filme “Minority Report”), integrante da equipe de homicídios da polícia da Filadélfia. Sua missão era cuidar dos arquivos mortos, ou seja, de crimes que nunca foram resolvidos. Utilizando nova tecnologia, ela interrogava testemunhas dos crimes e tentava encontrar novas pistas para chegar a uma solução. O problema é que seu trabalho acabava sempre abrindo novas feridas. Para desenvolver suas investigações, a detetive contava com o apoio de seu mentor, Tenente John Stillman (Finn), e do detetive Will Jeffries (Barry), uma de suas conexões com o passado. Em sua equipe também estavam os detetives Nick Vera (Ratchford), especialista em arrancar confissões, e o arrogante detetive Scott Valens (Pino). Os acontecimentos ocorreram entre os anos 1950 e 2005, tendo alguns poucos episódios ocorridos anteriormente à década de 1950. Enquanto testemunhas eram interrogadas, flashes faziam uma conexão entre suas características físicas atuais e as da época do crime. Às vezes, os casos envolviam ideias importantes e, geralmente, o motivo era por causa das suas ideias e coragem, que as vítimas eram assassinadas (anabolizantes, estereótipo, feminicídio, hierarquias, Ku Klux Klan, narcóticos,  racismo, etc). Para ambientar o espectador às histórias contadas era usado um recurso bastante criativo em seus episódios, que era a inserção de uma trilha sonora equiparada à época de cada crime. Ao final de cada episódio, o que poderia ser definido como o espírito da vítima surge para Lilly e eventualmente para um ou outro investigador e ainda para os familiares, parentes, amigos da própria vítima ou mesmo para o seu algoz, como um artifício lúdico para encerrar o ciclo aberto a partir da nova investigação de cada caso.

Barrados no Baile/90210. Seriado exibido entre 1990 e 2000. A série contou com 296 episódios totalizando 10 temporadas. A história se inicia quando os irmãos gêmeos Brandon e Brenda se mudaram com os pais, Jim e Cindy, de St. Paul/Minneapolis para Beverly Hills. A série abordava temáticas como as drogas, a gravidez na adolescência e o suicídio.

Caverna do Dragão/Dungeons & Dragons. Caverna do Dragão é uma série de animação, baseada no jogo de RPG homônimo. A série possui 27 episódios divididos em três temporadas, transmitidas originalmente entre os anos de 1983 e 1986. A série mostra uma história de seis crianças americanas dos anos 1980 que tentam voltar a seu mundo após chegarem ao Reino de Dungeons & Dragons em um passeio de montanha russa. O desenho possui várias referências ao universo do jogo de role-playing game Dungeons & Dragons.

CSI: Investigação Criminal/CSI: Crime Scene Investigation. Seriado exibido entre 2000 e 2015. A série contou com 335 episódios e 15 temporadas. Foram criadas, até agora, três spin-offs (sequência) da série: CSI: Miami, CSI: NY e CSI: Cyber, sendo que todas foram canceladas.  A série era centrada nas investigações do grupo de cientistas forenses do departamento de criminalística da polícia de Las Vegas, Nevada. Estes cientistas desvendavam crimes e mortes em circunstâncias misteriosas e pouco comuns.

Downton Abbey. Seriado britânico exibido entre 2010 e 2015. O projeto de Downton Abbey surgiu em 2008, depois do produtor Gareth Neame requisitar que Julian Fellowes criasse o roteiro de uma série semelhante ao seu filme de 2001, Gosford Park. A série é localizada na fictícia Downton Abbey, uma casa de campo de Yorkshire que pertence ao conde de Grantham. Ela retrata a vida da aristocrática família Crawley e os seus criados durante o reinado de Jorge V, no início do século XX. A primeira temporada começa com a notícia do naufrágio do Titanic, em 1912, que tem especial impacto sobre o destino de Downton Abbey. A criadagem da família é vasta e possui um elaborado sistema hierárquico, que passa por criadas, lacaios e mordomos. A segunda temporada se passa entre 1916 e 1919, cobrindo a Primeira Guerra Mundial, e o especial de Natal leva seu enredo para o início de 1920. A terceira temporada decorre entre 1920 e 1921, e a quarta começa em Fevereiro de 1922 e decorre até ao verão de 1923. O Highclere Castle, localizado em Hampshire, é usado nas filmagens exteriores de Downton Abbey e na maior parte das interiores. A área em que os criados moram foi construída nos Ealing Studios.

Felicity. Seriado exibido entre 1998 a 2002. A série contou com 84 episódios e 4 temporadas (onde cada uma das temporadas correspondem a um ano letivo na Universidade de Nova York). Na formatura do colegial, Felicity Porter (Keri Russell) pede a Ben Covington (Scott Speedman), com quem pouco falava, para deixar uma mensagem em seu anuário. As palavras escritas por ele, que mencionavam o desejo de ter conhecido ela antes, fazem Felicity mudar seus planos radicalmente, deixando de ir para a Universidade de Stanford e decidindo ir para Universidade de Nova York, onde Ben iria estudar. Essa decisão irrita seus pais conservadores, que não concordam com a ideia de ver sua filha morando sozinha em uma cidade grande. Felicity deixa sua casa em Palo Alto, rumo a Nova York, com a esperança de um futuro onde Ben estivesse incluído. Mas ao chegar lá, ela depara-se com sua primeira grande decepção ao descobrir que as palavras de Ben no anuário podem ter sido apenas mal interpretadas. Desolada logo no primeiro dia de aula, Felicity conhece uma estudante de música, Julie Emrick (Amy Jo Johnson), que vira seu primeiro ombro amigo em meio a medos e incertezas sobre o que fazer com sua vida a partir dali. Ela também se aproxima de Noel Crane (Scott Foley), o supervisor do andar de seu dormitório. Felicity descobre que precisará dividir o quarto com uma estranha garota gótica chamada Meghan (Amanda Foreman), enquanto Ben terá seu lugar no apartamento de um jovem inventor chamado Sean (Greg Grunberg). Surgem outras figuras na vida de Felicity como Elena (Tangi Miller), uma jovem esforçada e de forte personalidade e Javier (Ian Gomez), o bondoso gerente do Dean & Deluca, lanchonete onde Felicity e Ben ainda terão a chance de trabalhar juntos. Os episódios normalmente iniciavam com Felicity sentada em seu dormitório com um gravador, lembrando de eventos para fazer uma fita cassete para enviar para sua amiga Sally Reardon (interpretada por Janeane Garofalo). Isso ocasionalmente fornecia um método para Felicity narrar um episódio inteiro. No final de episódios como este, muitas vezes, Felicity aparece ouvindo a “fita resposta” enviada por Sally.

Grey’s Anatomy. Seriado exibido de 2005 até o momento. A série já tem 266 episódios e está na 12ª temporada. O folhetim é protagonizado por Ellen Pompeo, interpretando Dra. Meredith Grey, residente do fictício hospital cirúrgico Seattle Grace, em Seattle, Washington, um dos programas de residência em cirurgia médica mais rígidos do país. A série é focada nela e seus colegas, também internos: Cristina, Izzie, George e Alex, mostrando suas vidas amorosas e as dificuldades pelas quais passam no trabalho. O título do seriado é uma brincadeira com Gray’s Anatomy (Anatomia de Gray), o famoso livro de anatomia de Henry Gray. O seriado já tem um spin-off, Private Practice, com a personagem de Kate Walsh, Addison Montgomery.

House, M.D./House. Seriado exibido entre 2004 e 2012. A série contou com 177 episódios e 8 temporadas. O personagem principal é o Dr. Gregory House, interpretado pelo ator inglês Hugh Laurie. House é um infectologista e nefrologista que se destaca não só pela capacidade de elaborar excelentes diagnósticos diferenciais, como também pelo seu mau humor, ceticismo e pelo seu distanciamento dos pacientes, comportamento anti-social (misantropia), já que ele considera completamente desnecessário interagir com eles. A série passa-se num hospital universitário fictício chamado Princeton-Plainsboro Teaching Hospital, na cidade de Princeton no estado de Nova Jersey, nos Estados Unidos.

Lost. Seriado exibido entre 2004 e 2010. A série contou com 121 episódios e 6 temporadas. o seriado de drama e ficção científica que seguiu a vida dos sobreviventes de um acidente aéreo numa misteriosa ilha tropical, após o avião que viajava de Sydney, Austrália para Los Angeles, Estados Unidos cair em algum lugar do Oceano Pacífico. A série teve um estilo único que seguia dois tipos de histórias não ligadas entre si: primeiro, a luta dos inicialmente havia 72 sobreviventes (71 pessoas e 1 cão) do desastre para sobreviver e viver juntos na ilha, e segundo, a vida das personagens principais, antes do desastre, através de retrospectivas pessoais, os flashbacks, flashforwards e flash-sideways.

Mulher. Seriado exibido pela Rede Globo entre 1998 e 1999. A série contou com 62 episódios produzidos, divididos em duas temporadas, sendo a primeira com 26 episódios, e a segunda com 36. O seriado mostrava o cotidiano de uma clínica especializada em atendimento a mulheres, a Machado de Alencar. Os episódios mostravam a vida de duas médicas, Martha Corrêa Lopes (Eva Wilma) e Cristina Brandão (Patrícia Pillar). Ambas motivadas pela mesma paixão pelo trabalho e ética, salvando e protegendo vidas, muitas vezes deixando de lado a vida pessoal. Chegou a abordar questões como gravidez na adolescência, síndrome de Down, frigidez, aborto, eutanásia, violência contra a mulher e câncer. No segundo ano, os atores Alexandre Borges e Eduardo Galvão entraram para o elenco fixo, como os namorados de Cris e Shirley, respectivamente.

Plantão Médico/ER. ER é o mais longo drama médico americano de todos os tempos, exibido entre 1994 e 2009. A série contou com 331 episódios e 15 temporadas.Foi criado pelo escritor e ex-médico Michael Crichton. A série mostra o cotidiano dos médicos e enfermeiras que trabalham numa sala de emergência do County General Hospital, um fictício hospital de Chicago, Illinois. ER teve inúmeros episódios memoráveis. Em 1997, foi ao ar um episódio totalmente ao vivo, “Ambush”, com a equipe de câmera da NBC sendo descrita no episódio como uma equipe da PBS que estava no hospital para gravar um documentário. O mais interessante é que os atores fizeram a mesma encenação do episódio de novo, três horas mais tarde, para que o programa também fosse ao vivo na Costa Oeste dos Estados Unidos. Outros episódios notáveis incluem “Love’s Labor Lost”, “Motherhood” (dirigido por Quentin Tarantino), “Hell and High Water”, “Union Station”, “All in the Family”, “Four Corners”, “On the Beach”, “Lockdown”, “The Lost”, “Time of Death”, “Just As I Am”, “21 Guns”, “Status Quo”, “Life After Death” e “Heal Thyself”.

*As informações sobre os seriados retirei do Wikipedia através de pesquisa na internet.
Este é um post do Desafio 52 semanas! Para entender o que é o desafio clique aqui e para ver todos os posts já publicados clique aqui.
Anúncios

Sobre maryalcantaras

Sou uma pessoa calma e bastante tímida. Não costumo sair muito e por isso vivo na internet. Sou bem eclética em questões referentes a preferências... adoro ler, ouvir música, dançar e tomar umas biritas de vez em quando... mas o que eu adoro mesmo é DORMIR e BEIJAR!!! Meu hobbie é DORMIR. Me interesso por coisas variadas, gosto tanto de coisas simples quanto de coisas rebuscadas. "O Amor conquista-se com Amor e não impondo regras." (A.D.) E talvez tenha de praticar um pouco mais a minha tolerância...
Esse post foi publicado em Desafio 52 Semanas e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s