Socorro, stress engorda!

Nestes últimos dias observei uma variação de 2 quilos no meu peso atual desde a cirurgia bariátrica, mas como ando numa fase de estresse constante, estou creditando estes quilinhos à mais a isso… corri ao Dr. Google atrás de informações sobre o tema “engorda/estresse” e não poderia deixar de postar estes dados aqui no blog…

Aproveitei para fazer o teste “O estresse engorda você? – Faça o teste e descubra se a sua reação diante das tensões te faz engordar” no site MdeMulher e o resultado foi “O estresse está começando a pesar no seu corpo e talvez até na sua saúde. Desenvolva novos objetivos e não tenha receio de buscar ajuda médica.

estresse-engorda-25835Fuja do stress porque ele pode engordar

As várias caras do mal

Embora tenha uma conotação negativa, o stress é um estímulo importante, que pode dar o impulso necessário para você ir adiante nos seus projetos de vida e, assim, atingir seus objetivos”, diz o psiquiatra e médico ortomolecular José Antonio Pierrotti, do Rio de Janeiro (RJ). O problema é quando ele atinge níveis tão elevados que, além de comprometer sua rotina, provoca também ganho de peso. Para entender melhor como isso acontece, acompanhe o passo-a-passo do stress e seus efeitos sobre o organismo.

Alerta: em situações de tensão, a glândula suprarrenal produz os hormônios adrenalina e cortisol, que preparam o corpo para situações de perigo. Esse é o chamado mecanismo de fugir ou lutar que ajuda o homem a sobreviver, desde os tempos da caverna. Só que o cortisol, em altas doses, estimula o apetite. É como se o corpo pedisse um alimento calórico, um doce, por exemplo, capaz de dar energia instantânea. Para piorar, o cortisol alia-se à insulina. Juntos, eles estimulam uma enzima responsável pelo depósito de gorduras no abdômen.

Resistência: o sistema de defesa do organismo mobiliza grande quantidade de cortisona, outro hormônio liberado em situações de stress e que, comprovadamente, está associado ao ganho de peso, conforme estudo realizado pela Universidade Göteborg, na Suécia. Nesse caso, você pode engordar até mesmo com a boca fechada!

Exaustão: entram em ação os radicais livres, moléculas de oxigênio responsáveis pela degeneração das células, que provocam doenças e aceleram o processo de envelhecimento. Nessa fase, seu organismo absorve toxinas e seu intestino deixa de funcionar com regularidade. Resultado: o ponteiro da balança sobe.

Falência: o bombardeio hormonal faz com que o organismo perca a homeostase ou equilíbrio físico e psíquico. Nessa fase, ocorrem os picos de ansiedade que levam você a comer além da conta.

191-cp-hamburguerTensão sob controle

Já que não dá para eliminar as preocupações, aprenda a administrá-las. Quem dá as pistas é Dirce Navas Perissinotti, psicóloga especializada em stress e biofeedback do Hospital das Clínicas, em São Paulo (SP).

Estabeleça metas viáveis: Se você sabe de antemão que no trabalho não vai conseguir cumprir seus prazos, seja franca com seu chefe e tente negociar novas datas.

Deixe de lado a mania de perfeição: Você está atrasada para a reunião no escritório, mas quer caprichar no almoço? Prepare algo simples em vez de ficar presa na cozinha e com o olho no relógio.

Busque satisfação em outras coisas que não a comida: Pode ser um hobby, um passeio diferente, uma nova atividade física. Há tantas coisas boas na vida…

Pare de seguir um padrão de beleza incompatível com o seu tipo físico: Você não precisa ser magra como a Gisele Bündchen para ser atraente. Lembre-se: sempre dá para perder alguns quilos e elevar a autoestima.

Emagreça aos poucos: Achar que dá para eliminar as gorduras em tempo recorde para entrar naquele lindo vestido de festa só vai aumentar seu sentimento de culpa e a sensação de fracasso. Se, ao contrário, conseguir afinar a silhueta num prazo razoável, vai se sentir mais confortável e menos em dívida com você mesma.

7-dicas-para-combater-o-estresse-e-ganho-de-peso7 dicas para combater o estresse e ganho de peso

1. Faça 10 flexões!

É isso aí, você leu certo. Hora de ir para o chão e fazer algum esforço. Exercitar os músculos garante alívio imediato para o estresse. Esse tipo de atividade “engana” seu organismo por alguns momentos, pois seu corpo entende que você está fugindo de algum perigo.

O exercício físico faz seu sangue circular mais rápido, carregando o cortisol – o hormônio do estresse – para os rins, automaticamente levando-o a ser expelido. Mas as flexões não são práticas para fazer em qualquer lugar, então um bom alongamento ou subir alguns lances de escada podem ajudar também. Mesmo andar até o restaurante na hora do almoço é bom para aliviar o estresse. Estudos mostram que andar 18 minutos diariamente diminui os níveis do cortisol no corpo em até 15%.

2. Demore no almoço

Quando estressados queremos comer mais, até mesmo daqueles alimentos que fazem bem. Mas o tamanho das porções pode fazer você cair na armadilha de engordar. Ao diminuir o ritmo das refeições, prestando atenção ao que se come e à sensação de satisfação, você pode ajudar seu corpo a relaxar e sentir menos fome.

3. Dietas restritivas? Esqueça!

Pode parecer irônico, mas dietas restritivas podem fazer você engordar. Como? Basicamente essas dietas podem induzir seu corpo a pensar que você está em um ambiente hostil e vai ligar a luz amarela imediatamente, ou seja, liberar o hormônio do estresse. Isso pode elevar seus níveis de cortisol em até 18%.

Além disso, o pico de cortisol acaba com seus estoques de açúcar no sangue. Seu cérebro tem menos energia disponível – afinal sua dieta provavelmente restringiu uma série de alimentos – e você pode ver seu autocontrole ir embora. Além de mais nervosa, você pode acabar cedendo a tentações mais facilmente, comendo de forma errada ou descontrolada.

Então coma de tudo, em porções menores e respeitando as regras das 3 ou 4 horas: de tempos em tempos mastigue algo. Isso é o mesmo que acalmar seu organismo e dizer “ei, não estou em um deserto infestado de feras, é só meu chefe que me estressou um pouco”.

4. Uma sobremesa a mais? Um pouco, e de vez em quando, tudo bem.

Quando o estresse bater e seu corpo pedir algo muito doce ou calórico, faça uma pequena concessão (até os homens fazem). É melhor você enganar seu estresse um pouquinho aqui e ali, do que no final do dia sentar na frente da vitrine de doces e pedir uma rodada de pudins. Coma um pedaço de chocolate 70% cacau, por exemplo. Assim você ao menos contribui para a saúde do coração (um “viva!” para os pesquisadores que chegaram a essa conclusão).

5. Descafeinado também é café.

Seu dia de trabalho só vai terminar muitas horas depois do que você imaginou? Então, se você acha que vai se estressar, após o almoço opte pelo café descafeinado (um paradoxo que substitui muito bem o café normal). Um estudo feito pela Universidade de Oklahoma, nos EUA, mostrou que consumir mais que 600 mg de cafeína diariamente (faça as contas do quanto de pó você põe na cafeteira) pode aumentar em até 30% a produção do cortisol pelo organismo. Pior: a cafeína induz essa produção durante um dia inteiro. Uma xícara pela manhã já fez estrago o suficiente, não? Mas se você acha que o café vai te dar mais ânimo e contribuir para que você trabalhe mais, vamos ser pragmáticas: a opção pelo estresse foi sua, ok?

6. Abuse no café da manhã.

E por falar em café pela manhã, lembre-se: essa é a primeira refeição do dia. Portanto, alimente-se como manda o dicionário e não fique apenas no café. A deficiência de vitaminas do complexo B, C, cálcio e magnésio pode levar o seu organismo a ficar estressado mais facilmente.

Agora faça a conta: deficiência de vitaminas, aumento do cortisol, alimentação descontrolada causada pelo estresse, e por aí vai. Entendeu por que o café da manhã é importante para aliviar a avalanche diária, não?

7. Seja a rainha (ou rei) do colchão.

Uma das melhores estratégias para reduzir o estresse: dormir profundamente bem. Afinal, se seu corpo achar que há algo causando a privação de sono, ele vai liberar o cortisol e estressar. Um estudo da Universidade de Chicago mostrou que ter, em média, seis horas e meia de sono profundo e ininterrupto por noite ajuda a reduzir os níveis de estresse, diminuir o apetite e ajudar na manutenção do peso.

Já a Fundação Americana do Sono diz que entre 7 e 9 horas, a garantia de você dormir bem o suficiente é maior. Isso, claro, varia de pessoa para pessoa (algumas dormem mais, outras menos, todo mundo sabe disso).

Mas uma coisa é certa: pessoas com defasagem de sono comem até 23% mais que pessoas com o sono em dia. A boa notícia é que algumas noites de sono bem-dormidas podem inverter facilmente os sintomas dessa defasagem e manter o padrão de sono ajuda a continuar comendo direitinho.

*As imagens ilustrativas deste post retirei dos sites http://mdemulher.abril.com.br/imagem/saude/teste-unica/estresse-engorda-25835.jpg, http://boaforma.abril.com.br/imagens/mt/191-cp-hamburguer.jpg e http://www.magraemergente.com/wp-content/uploads/2010/06/7-dicas-para-combater-o-estresse-e-ganho-de-peso.jpg através de pesquisa na internet.
*As informações acima retirei dos sites http://boaforma.abril.com.br/comportamento/bem-estar/socorro-stress-engorda-489327.shtml?pagina=1 e http://boaforma.abril.com.br/comportamento/bem-estar/socorro-stress-engorda-489327.shtml?pagina=2 através de pesquisa na internet.
*O teste “O estresse engorda você? – Faça o teste e descubra se a sua reação diante das tensões te faz engordar” encontra-se no site http://mdemulher.abril.com.br/saude/testes/vida-saudavel/estresse-engorda-voce-595838.shtml através de pesquisa na internet.
*As “7 dicas para combater o estresse e ganho de peso” retirei do sitehttp://www.magraemergente.com/bem-estar/7-dicas-para-combater-o-estresse-e-ganho-de-peso através de pesquisa na internet.

Sobre maryalcantaras

Sou uma pessoa calma e bastante tímida. Não costumo sair muito e por isso vivo na internet. Sou bem eclética em questões referentes a preferências... adoro ler, ouvir música, dançar e tomar umas biritas de vez em quando... mas o que eu adoro mesmo é DORMIR e BEIJAR!!! Meu hobbie é DORMIR. Me interesso por coisas variadas, gosto tanto de coisas simples quanto de coisas rebuscadas. "O Amor conquista-se com Amor e não impondo regras." (A.D.) E talvez tenha de praticar um pouco mais a minha tolerância...
Esse post foi publicado em Curiosidade, Gastronomia, Gastroplastia, Saúde e Bem-Estar e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.