Morre, aos 81 anos, o ex-presidente Itamar Franco

Morre, aos 81 anos, o ex-presidente Itamar Franco

O ex-presidente e senador Itamar Franco (PPS), de 81 anos, morreu na manhã deste sábado, 2. Ele estava internado no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, desde o dia 21 de maio para tratar de leucemia e, segundo o hospital, sofreu um acidente vascular cerebral. Desde então, ele permanecia licenciado de suas atividades no Senado. Nos últimos dias, o ex-presidente apresentou um quadro de pneumonia grave e precisou ser transferido para a UTI do hospital.

De acordo com a assessoria do ex-presidente, Itamar estava acompanhado no hospital pelas filhas Georgiana e Fabiana, além de assessores próximos. A assessoria informou também que, em princípio, o corpo do ex-presidente será velado em Juiz de Fora (MG) e depois cremado em Belo Horizonte (MG).

Baiano no registro civil, Itamar se tornou um dos mais destacados e comentados políticos mineiros das últimas décadas. Para o País, surgiu na eleição presidencial de 1989, como candidato a vice de Fernando Collor de Mello. Terminou por assumir a Presidência da República após o impeachment do ex-governador alagoano, com quem vivia às turras.

Mesmo entre os mais críticos, Itamar costumava ser reconhecido pela retidão ética. Igual reconhecimento ele sempre cobrou em relação ao legado da estabilidade do País. Econômica, com o lançamento do Plano Real durante seu governo, e política, com a transição bem sucedida após o desastroso desfecho da gestão Collor.

Com seu indefectível topete, o ex-presidente também chamou muita atenção pelo estilo intempestivo, muitas vezes enigmático. Protagonizou situações embaraçosas e embates memoráveis. Se dizia nacionalista e abusava era das referências às ‘montanhas de Minas’.

Como político, o engenheiro Itamar gostava dos cálculos bem pessoais. Orgulhava-se de ter sido fundador do MDB, posterior PMDB, mas não fazia cerimônia: deixava o partido toda vez que seus interesses eram contrariados.

O ex-presidente também melindrava facilmente e não raro surpreendia aliados com rompantes de fúria. Atribui-se a Tancredo Neves a frase de que Itamar guardava o ‘ódio na geladeira’.

Em um ponto, porém, detratores e apoiadores concordam: na política, o acaso costumava conspirar a seu favor.

Trajetória

Itamar nasceu em 28 junho de 1930 a bordo de um navio de cabotagem, no mar entre o Rio de Janeiro e Salvador. A mãe, dona Itália Cautier, havia ficado viúva de Augusto César Stiebler Franco pouco antes do nascimento do filho e o registrou na capital baiana, onde morava um tio.

Mas Itamar cresceu e tomou gosto pela política em Juiz de Fora (MG), origem de sua família. Estudou no Granbery, o mais tradicional colégio da cidade da Zona da Mata mineira. Na rigorosa instituição, vinculada à Igreja Metodista, se tornou destaque do time de basquete.

Concluiu o curso Engenharia Civil em 1955 e naquele mesmo ano estreou na política se filiando ao Partido Trabalhista Brasileiro (PTB). Em vão, tentou se eleger vereador em 1958 e vice-prefeito em 1962. Alcançou o primeiro cargo público – a prefeitura da cidade – cinco anos depois, já filiado ao antigo MDB após o golpe militar de 1964 e o estabelecimento do bipartidarismo. Ficou no Executivo municipal até 1971. No ano seguinte, conquistou um novo mandado na prefeitura, mas em 1974 renunciou e foi eleito senador por Minas Gerais.

Já no PMDB, após o restabelecimento do pluripartidarismo, Itamar foi reeleito para mais um mandato de senador em 1982, na chapa que levou Tancredo Neves ao governo de Minas. Em 1986, deixou o PMDB e filiou-se ao PL para disputar o governo de Minas. Acabou derrotado justamente pelo peemedebista Newton Cardoso, que havia lhe fechado as portas no antigo partido.

Itamar voltou ao Senado, participou dos trabalhos da Assembleia Constituinte, mas antes de encerrar o mandato aceitou o convite do então jovem governador de Alagoas, Fernando Collor de Mello, para compor como vice a chapa vitoriosa na campanha presidencial de 1989. O senador por Minas deixou então o PL para ingressar no obscuro Partido da Reconstrução Nacional (PRN).

As rusgas com Collor começaram ainda na campanha. Tanto que o presidenciável teria solicitado uma consulta ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para saber se poderia trocar seu candidato a vice.

Corpo é velado na Câmara Municipal de Juiz de Fora

Corpo de Itamar é velado em Juiz de Fora
Marcos de Paula/AE
“Corpo do ex-presidente e senador chegou à Câmara Municial de Juiz
de fora por volta das 11h15 “

JUIZ DE FORA – O corpo do ex-presidente e senador Itamar Franco chegou na Câmara Municipal de Juiz de Fora (MG) por volta das 11h15, onde é velado neste domingo, 3. Os primeiros dez minutos foram reservados à família. Cerca de 500 pessoas aguardavam na praça em frente à Câmara para acompanhar a cerimônia. Ao baixar o caixão do carro do Corpo de Bombeiros, coberto com as bandeiras do Brasil e do Estado de Minas Gerais, a população homenageou o ex-presidente com uma salva de palmas. Também foram realizadas honras militares.

O corpo de Itamar Franco deixou o Hospital Albert Einstein, em São Paulo, no início desta manhã. O avião da Força Aérea Brasileira (FAB) que levou o corpo do ex-presidente de São Paulo a Minas Gerais chegou ao aeroporto de Juiz de Fora (MG) pouco depois das 10h20. O caixão foi colocado sobre um carro dos Bombeiros e seguiu em cortejo pelas ruas de Juiz de Fora até o centro da cidade.

A Polícia Militar cercou o local com alambrados e 700 homens, espalhados pela praça e seu entorno, no apoio à cerimônia. Entre as autoridades previstas para participar do velório de Itamar, estão o vice-presidente da República, Michel Temer; o presidente do Senado, José Sarney; 18 senadores, entre eles Aécio Neves (PSDB-MG), e o governador do Estado de Minas Gerais, Antonio Anastasia.

Depois de Juiz de Fora, o corpo do ex-presidente seguirá para o Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte, onde será velado na segunda-feira e depois cremado. As cinzas serão levadas para Juiz de Fora e colocadas no túmulo da mãe do ex-presidente. A Presidência da República decretou luto oficial por sete dias.

O senador Itamar Franco (PPS), presidente da República de 1992 a 1994, morreu na manhã de sábado, aos 81 anos, em São Paulo, vítima de leucemia. Ele estava internado no Hospital Israelita Albert Einstein desde o dia 21 de maio e permanecia licenciado de suas atividades no Senado. Nos últimos dias, o senador apresentou um quadro de pneumonia grave e foi transferido para a UTI. Nas últimas horas de vida, foi vítima de um acidente vascular cerebral (AVC) e entrou em coma. Segundo o hospital, Itamar morreu por volta das 10h15 da manhã.

Trajetória

Baiano no registro civil, Itamar se tornou um dos mais destacados e comentados políticos mineiros das últimas décadas. Para o País, surgiu na eleição presidencial de 1989, como candidato a vice de Fernando Collor de Mello. Terminou por assumir a Presidência da República após o impeachment do ex-governador alagoano, com quem vivia às turras.

Mesmo entre os mais críticos, Itamar costumava ser reconhecido pela retidão ética. Igual reconhecimento ele sempre cobrou em relação ao legado da estabilidade do País. Econômica, com o lançamento do Plano Real durante seu governo, e política, com a transição bem sucedida após o desastroso desfecho da gestão Collor.

Com seu indefectível topete, o ex-presidente também chamou muita atenção pelo estilo intempestivo, muitas vezes enigmático. Protagonizou situações embaraçosas e embates memoráveis. Se dizia nacionalista e abusava era das referências às ‘montanhas de Minas’.

Ex-presidentes do Brasil dão adeus a Itamar // Ex-presidentes dão adeus a Itamar

Ex-presidentes se despedem de Itamar

Ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva, José Sarney e Fernando Collor de Mello chegaram juntos ao velório do corpo do senador e ex-presidente Itamar Franco

Os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva, José Sarney e Fernando Collor de Mello e o ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, chegaram juntos, por volta das 12h15, ao velório do corpo do senador e ex-presidente Itamar Franco, na Câmara Municipal de Juiz de Fora. Na chegada, Lula foi aplaudido pelos populares que acompanham o velório do lado de fora, enquanto Collor recebeu vaias.

O senador Magno Malta (PR-ES), ao deixar o salão da Câmara onde o corpo de Itamar está sendo velado, disse que ‘Itamar teve a coragem de enfrentar a inflação e criar o real’. ‘Deixa um legado de coragem e de determinação. Era um homem público probo neste país, um exemplo para uma juventude que está aí para assumir o País porque a fila anda, afinal de contas’, acrescentou. ‘É uma perda grande, pois a figura de Itamar marca para nós o fim de uma época em que a gente saía pra comprar leite de manhã e à tarde o preço era outro, com 86% de inflação ao mês.’ Malta disse esperar que o ex-deputado e presidente do Cruzeiro, José Perrella de Oliveira Costa (PDT), o Zezé Perrella, que ficará com a vaga de
Itamar no Senado, ‘seja honesto’.

O senador Itamar Franco (PPS), presidente da República de 1992 a 1994, morreu na manhã de sábado, aos 81 anos, em São Paulo, vítima de leucemia. Ele estava internado no Hospital Israelita Albert Einstein desde o dia 21 de maio e permanecia licenciado de suas atividades no Senado. Nos últimos dias, o senador apresentou um quadro de pneumonia grave e foi transferido para a UTI. Nas últimas horas de vida, foi vítima de um acidente vascular cerebral (AVC) e entrou em coma. Segundo o hospital, Itamar morreu por volta das 10h15 da manhã.

Depois de Juiz de Fora, o corpo do ex-presidente seguirá para o Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte, onde será velado na segunda-feira e depois cremado. As cinzas serão levadas para Juiz de Fora e colocadas no túmulo da mãe do ex-presidente. A Presidência da República decretou luto oficial por sete dias.

Velório de Itamar reúne protagonistas do impeachment

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ficou 35 minutos no velório do corpo do senador e ex-presidente Itamar Franco, na Câmara Municipal de Juiz de Fora, em Minas Gerais. Lula foi recebido e se despediu com palmas da população que esperava para entrar na Câmara. Dentro do salão, durante o velório, Lula conversou com o presidente do Senado, José Sarney, e o vice-presidente da República, Michel Temer.

No início desta tarde, durante 20 minutos as principais figuras políticas que protagonizaram episódios que levaram Itamar à Presidência, em 1992, estiveram juntas no velório hoje em Juiz de Fora: o senador e ex-presidente Fernando Collor (PTB-AL), o senador Lindbergh Farias (PT-RJ), que na época presidia a União Nacional dos Estudantes (UNE), e o senador Pedro Simon (PMDB-RS), um dos líderes do movimento pró-impeachment de Collor no Congresso Nacional.

Collor e o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) saíram juntos hoje do velório na Câmara Municipal de Juiz de Fora e foram vaiados pela população. Ainda tiveram de ouvir gritos de ‘pega ladrão’ de alguns populares.

Apenas o vice-presidente Michel Temer falou com os jornalistas ao deixar o velório do corpo de Itamar Franco. ‘Um grande brasileiro. O presidente Itamar Franco deixa um exemplo de dignidade, de coerência ao longo da vida, especialmente em matéria de administração e política. É um exemplo para todos nós que fazemos a vida pública, especialmente porque ele foi praticante de um dos atos mais importantes do País, que foi precisamente a estabilidade em relação à inflação. Foi capaz e teve a coragem de lançar o Plano Real, que manteve o Brasil nos trilhos de uma boa economia. Um exemplo de honestidade para todos os brasileiros,’ disse Temer, que encerrou a entrevista ao ser questionado sobre o escândalo do Ministério dos Transportes.

O senador Itamar Franco (PPS), presidente da República de 1992 a 1994, morreu na manhã de sábado, aos 81 anos, em São Paulo, vítima de leucemia. Ele estava internado no Hospital Israelita Albert Einstein desde o dia 21 de maio e permanecia licenciado de suas atividades no Senado. Nos últimos dias, o senador apresentou um quadro de pneumonia grave e foi transferido para a UTI. Nas últimas horas de vida, foi vítima de um acidente vascular cerebral (AVC) e entrou em coma. Segundo o hospital, Itamar morreu por volta das 10h15 da manhã.

Depois de Juiz de Fora, o corpo do ex-presidente seguirá para o Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte, onde será velado na segunda-feira e depois cremado. As cinzas serão levadas para Juiz de Fora e colocadas no túmulo da mãe do ex-presidente. A Presidência da República decretou luto oficial por sete dias. A presidente Dilma Rousseff deve ir ao velório do corpo de Itamar na segunda-feira, em Belo Horizonte.

*As informações “Morre, aos 81 anos, o ex-presidente Itamar Franco” retirei do site http://estadao.br.msn.com/ultimas-noticias/morre-aos-81-anos-o-ex-presidente-itamar-franco através de pesquisa na internet.
*As informações “Corpo de Itamar é velado em Juiz de Fora” retirei do site http://estadao.br.msn.com/ultimas-noticias/corpo-de-itamar-%c3%a9-velado-em-juiz-de-fora através de pesquisa na internet.
*As informações “Lula, Sarney e Collor chegam juntos ao velório de Itamar” retirei do site http://estadao.br.msn.com/ultimas-noticias/lula-sarney-e-collor-chegam-juntos-ao-vel%c3%b3rio-de-itamar através de pesquisa na internet.
*As informações “Velório de Itamar reúne protagonistas do impeachment” retirei do site http://estadao.br.msn.com/ultimas-noticias/vel%c3%b3rio-de-itamar-re%c3%bane-protagonistas-do-impeachment através de pesquisa na internet.
Anúncios

Sobre maryalcantaras

Sou uma pessoa calma e bastante tímida. Não costumo sair muito e por isso vivo na internet. Sou bem eclética em questões referentes a preferências... adoro ler, ouvir música, dançar e tomar umas biritas de vez em quando... mas o que eu adoro mesmo é DORMIR e BEIJAR!!! Meu hobbie é DORMIR. Me interesso por coisas variadas, gosto tanto de coisas simples quanto de coisas rebuscadas. "O Amor conquista-se com Amor e não impondo regras." (A.D.) E talvez tenha de praticar um pouco mais a minha tolerância...
Esse post foi publicado em Curiosidade, Entretenimento, Homenagem, Notícias e política, Saúde e bem-estar e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s