Horário de verão termina neste sábado… Com o fim do horário, saiba como economizar energia

Entenda como funciona o horário de verão

Quanto de energia um país pode economizar em uma hora e outras curiosidades

Por Leonardo Carvalho
 À meia-noite do sábado (19) relógios devem ser atrasados em uma hora
À meia-noite do sábado (19) relógios devem ser atrasados em uma hora

Termina à meia noite do próximo sábado (19) o horário de verão no Brasil. Nesta hora, os relógios das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste deverão ser atrasados em uma hora e isso é muito mais significativo do que apenas ganhar mais uma horinha de sono no fim de semana.

O fundamento principal do horário de verão adotado em boa parte do mundo (atualmente é usado por cerca de 30 países) é a economia de energia. Curiosamente, a proposta foi criada por Benjamin Franklin em 1784, ano em que não existia elétrica; mas o sentido de economia já existia – Franklin pensava em poupar cera de vela ao aproveitar a luminosidade extra dos dias do verão. A ideia de Franklin, no entanto, demorou a ser adotada: o primeiro país a instituir o horário de verão foi a Alemanha, em 1916, durante a Primeira Guerra Mundial. 

verao 

No Brasil, o horário de verão foi instituído pela primeira vez em 1931, pelo então presidente Getúlio Vargas. Durou longos seis meses (de outubro de 1931 a março de 1932), depois foi abolido. Em 1985, com a queda do nível dos reservatórios das usinas hidrelétricas, a medida voltou a ser tomada. 

Inicialmente o horário valia para todas as regiões do Brasil, mas a verdade é que a economia gerada pela medida compensa mais nas regiões mais afastadas do Equador – onde as estações do ano são mais bem definidas. Essa foi a causa para que o horário de verão brasileiro fosse gradualmente abolido nas regiões mais ao norte do país até 2003, quando se chegou ao formato atual. 

Desde 2008, o decreto 6.558 estabeleceu datas fixas para o início e término do horário de verão no País. De acordo com o texto, em todos os anos a mudança no horário ocorrerá no terceiro domingo de outubro e terminará no terceiro domingo de fevereiro. Se a data coincidir com o domingo de carnaval, o final do horário de verão é transferido para o domingo seguinte. 

Nesta edição, o governo estima uma redução da demanda em 4,5% nas regiões Sudeste e Centro-Oeste e de 4,7% na região Sul. Parece pouco, mas a média de 1.900 MW (Megawatts) economizados por hora nos horários de pico (entre 18h e 21h) nos 126 dias do horário de verão – só nas regiões Sudeste e Centro-Oeste – é suficiente para abastecer uma cidade com cinco milhões de habitantes. 

A economia é grande, mas é importante lembrar que essa não é a única época em que você pode poupar energia. O Instituto Akatu (ONG voltada para o consumo sustentável) ensina algumas dicas para você reduzir o seu gasto de energia durante todo o ano, nas próximas páginas você vai ler algumas delas. Fontes: HowStuffWorks/Exame.com 

Cuidados com a geladeira:

gela 

Um dos maiores consumidores de energia elétrica requer cuidados especiais para não se tornar um vilão. 

– Faça a instalação em lugar ventilado e longe do fogão 

– nunca forre as prateleiras com plásticos ou outros materiais: isso dificulta a circulação do ar e aumenta o consumo. Procure não abarrotar as prateleiras com vários produtos, pelo mesmo motivo. 

– Não guarde alimentos ou líquidos ainda quentes na geladeira. 

– Não deixe a porta aberta por mais tempo do que o necessário. Para regular a temperatura, a geladeira vai precisar de mais energia. 

– Nos dias mais frios, regule o termostato para que a geladeira esfrie menos. 

Ao lavar ou passar roupas: 

ferr 

– Procure sempre acumular o máximo possível de roupas para usar toda a capacidade da máquina. Isso reduz o número de lavagens por semana e, por consequência, o gasto de energia. O mesmo vale para secadoras elétricas. 

– Não use o ferro de passar em horários em que muitos aparelhos estão ligados: isso pode causar sobrecarga elétrica. 

– Evite passar poucas roupas por vez. Acumule uma quantidade de roupas para passar de uma vez só. 

Lâmpadas:

lamp

– Prefira as lâmpadas fluorescentes às incandescentes. Apesar de serem mais caras, elas duram até 10 vezes mais e são mais econômicas. 

– Evite pintar paredes com cores escuras. Cores mais claras pedem menos iluminação.

– Sempre que puder, aproveite a luz do dia e abra as janelas; além de arejar a casa você evita luzes acesas desnecessariamente. 

– “Luz que se apaga, não se paga”, já dizia a vovó. Se um ambiente está vazio, não há necessidade de lâmpadas acesas. 

Diminua o tempo do banho: 

chuv

O chuveiro elétrico é um dos equipamentos que mais consome energia em uma casa. Se cada pessoa reduzir a ducha diária de 12 para 6 minutos, economizará energia suficiente para manter uma lâmpada acesa por 7 horas. Se 1 milhão de famílias fizerem o mesmo, a economia diária será equivalente à potência prevista da Usina Nuclear Angra III, ainda em construção.

Para gastar menos energia, deixe o chuveiro na posição “inverno” somente quando estiver frio. E como o chuveiro consome muita energia elétrica, procure não tomar banho entre 18 e 21 horas, pois esse é o horário de maior consumo. Acostume-se também a fechar a torneira ao se ensaboar ou usar shampoo. Pode parecer um pouco estranho no começo, mas, além de energia elétrica você também economiza água.

Mais dicas no site do Instituto Akatu

Anúncios

Sobre maryalcantaras

Sou uma pessoa calma e bastante tímida. Não costumo sair muito e por isso vivo na internet. Sou bem eclética em questões referentes a preferências... adoro ler, ouvir música, dançar e tomar umas biritas de vez em quando... mas o que eu adoro mesmo é DORMIR e BEIJAR!!! Meu hobbie é DORMIR. Me interesso por coisas variadas, gosto tanto de coisas simples quanto de coisas rebuscadas. "O Amor conquista-se com Amor e não impondo regras." (A.D.) E talvez tenha de praticar um pouco mais a minha tolerância...
Esse post foi publicado em Notícias e política e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s