Efeito Borboleta; Efeito Borboleta 2; Efeito Borboleta: Revelação;

Assisti a trilogia Efeito Borboleta; Efeito Borboleta 2; Efeito Borboleta: Revelação; mas nunca postei nada a respeito aqui no Spaces… falha minha… mas agora estou reparando o erro pois os filmes são um dos melhores filmes que já assisti na minha vida!

EFEITO BORBOLETA

SINOPSE

Jovem descobre casualmente ter a habilidade de voltar sua consciência no tempo e, assim, retornar ao passado. Ele usa este poder para revisitar sua conturbada infância, marcada por um misterioso trauma e por lapsos de memória, para assim tentar mudar o rumo frustrante de sua vida. Ao fazê-lo, ele altera definitivamente o presente da mulher que ama, dos amigos e da própria família. Tentando sempre corrigir ou melhorar algum detalhe, Evan logo descobre que manipular o passado não significa controlar o presente.

CRÍTICA

Por Robledo Milani”Efeito Borboleta” é o típico caso de filme que na verdade é bem melhor do que aparenta ser. Isso não quer dizer que seja uma grande maravilha, algo imperdível e memorável – nem tanto ao céu, nem ao inferno. É uma obra interessante, que parte de uma premissa meio bizarra para atingir resultados bem satisfatórios.Dois fatores são cruciais para tirar ”Efeito Borboleta” da mediocridade. Primeiro, temos o roteiro da dupla Eric Bress e J.Mackye Gruber (também responsáveis pela direção), que anteriormente escreveram a continuação do divertido “Premonição” (aquele terror juvenil em que um rapaz que escapa de uma tragédia começa a adivinhar como todos os seus amigos irão morrer). Bress e Gruber costuram tantas idas e vindas no espaço temporal de seus personagens que é praticamente impossível não terem deixado escapar alguns furos.Apesar disso, tudo é apresentado de modo bastante direto e convincente, sem as tão temidas concessões em nome de um final feliz – o que por si só já é um bom sinal. Depois temos a chance de conferir uma interpretação relevante de Ashton Kutcher (o sr. Demi Moore), que deixa de lado sua persona abobada praticamente eternizada em filmes como “Cara, Cadê Meu Carro?”, “Recém-Casados” e “A Filha do Chefe” para mostrar profundidade e empenho como o atormentado protagonista. Mais pontos a favor.Evan (Kutcher) é um rapaz que sofre de um raro caso de perda de memória recente – ele volta e meia é acometido por alguns ”surtos”, brancos que literalmente o ”tiram do ar”. Para evitar os danos causados por esses ataques, ele passa a escrever um diário. Anos mais tarde, já saindo da adolescência, ele descobre que esses escritos podem ser uma ”porta de passagem” para o passado, funcionando como uma ”máquina do tempo”.E assim passará a se utilizar desse recurso para tentar reparar alguns eventos em sua vida a partir de três momentos cruciais da infância: a explosão de uma bomba, uma surra que levou de um ex-amigo e o encontro com o pai da namorada. O que irá descobrir é que, ao tentar ”consertar” cada decisão mal tomada, tudo depois será afetado, e seu próprio futuro estará sendo posto constantemente em perigo.O excesso de aspas no parágrafo acima não é ocasional. Elas estão ali para cumprir uma função específica: apontar para o quão fora dos padrões são os caminhos que o enredo de ”Efeito Borboleta” percorre. Se o espectador comprar a ideia desde o início, é até capaz de gostar do filme. Caso contrário, provavelmente irá considerar tudo uma grande bobagem. Mas, independente do julgamento final, terá a convicção de que ao menos boas intenções por trás ali existiam.

EFEITO BORBOLETA 2

SINOPSE

A principal questão levantada no surreal e intrigante suspense ”Efeito Borboleta”, de 2003, era: como alterar o passado sem destruir o futuro? Nessa improvável sequência, o dilema é o mesmo. Um rapaz, por meio de suas lembranças, tenta corrigir momentos do passado para criar um futuro diferente. Mas algo de errado sempre acontece. Ashton Kutcher, que fazia o personagem central no filme original, não se arriscou na brincadeira dessa continuação.

CRÍTICA

Em uma jogada de Marketing inédita, a dístribuídora Playarte resolveu lançar ‘Efeito Borboleta 2’ nos cinemas nacionais, sendo que o filme será lançado diretamente em DVD nos EUA. Uma decisão sábia, já que o primeiro filme fez grande sucesso por aqui, e o segundo provavelmente também. Mas, ao ver o filme, entendemos o porquê de os gringos barrarem o lançamento nas telonas. Uma cópia carbono do primeiro filme, fraca e sem sal.

Nick Larson (Eric Lively) não poderia estar em melhor momento. A empresa na qual trabalha está indo de vento em popa e seu namoro com Julie (Erica Durance, da série “Smallville”) parece perfeito. Mas tudo muda repentinamente quando ele recebe um telefonema de seu supervisor exigindo sua presença justamente no dia do aniversário de Julie. A partir de então, uma cadeia de eventos vai resultar na morte de três pessoas em um trágico acidente – incluindo sua jovem namorada. Um ano depois, Nick ainda tenta reunir os pedaços de sua vida destruída. Mas para a sua surpresa, em determinados momentos ele começa a ter estranhos surtos epilépticos nos quais mantém a consciência e parece estar viajando no tempo. Agora, Nick tem a oportunidade de mudar o passado e reconstruir sua existência de uma vez por todas, recuperando o emprego e impedindo a morte do seu amor. Mas a missão é mais difícil do que aparenta, já que qualquer pequeno detalhe modificado pode significar uma enorme reviravolta no futuro.Se o primeiro filme tinha um elenco talentoso (Ashton Kutcher e Amy Smart em grande química) e uma direção eficaz, este se perde nestes quesitos. O elenco está totalmente deslocado na produção e a direção é de filme feito direto para DVD (afinal, este era o intuíto). Até a atriz de maior destaque Erica Durance, acaba sendo sub-utilizada pela produção.Talvez agrade aos fãs do ótimo primeiro filme, mas nenhum deles vai achá-lo superior.

EFEITO BORBOLETA: REVELAÇÃO

SINOPSE

Homem com poder de viajar no tempo decide descobrir a causa da misteriosa morte de sua namorada. Terceira parte da série de suspense e fantasia iniciada com “Efeito Borboleta”, estrelada por Ashton Kutcher.

CRÍTICA

O primeiro ‘Efeito Borboleta’ foi um daqueles filmes que chegam devagarinho e acabam conquistando uma legião de fãs. Com um elenco de estrelas em ascensão (Ashton Kutcher e Amy Smart em grande química) e uma direção eficaz, tinha uma história interessante contada de forma inovadora nos cinemas. Acabou se tornando um sucesso instantâneo, com mérito.

Então foi lançado nos cinemas nacionais ‘Efeito Borboleta 2’, que chegou direto em DVD nos EUA, e destruiu a franquia que tinha um começo promissor. Foi um filme desastroso que não agradou a ninguém.Agora, a distribuidora novamente decide lançar o terceiro nos cinemas (nos EUA foi novamente lançado em DVD), com uma promessa de melhorias na franquia. Sim, realmente este é superior ao segundo, mas também bastante inferior ao primeiro.‘Efeito Borboleta 3: Revelação’ conta a história de um garoto jovem que descobre poder viajar no tempo. A habilidade de Sam (Chris Carmack) de ir e voltar no tempo tem sido ao mesmo tempo uma bênção e uma maldição. Por um lado, ele pode usar as suas habilidades para ajudar a polícia a resolver os crimes mais horríveis, mas, por outro, ele não pode interferir no que presencia. Ele sabe que fazer isso pode alterar o presente de maneiras terríveis. Porém, quando uma amiga de infância implora por sua ajuda para encontrar o assassino da sua irmã, os demônios do próprio Sam fazem com que ele quebre essa regra de ouro… E ela existe por um motivo – interferir no passado é uma roleta russa.

Neste, a história toma um rumo totalmente diferente: estamos no gênero policial. Mais violência e sangue ocupam o lugar das teorias utilizadas no primeiro longa, e o protagonista da vez não consegue transmitir nenhuma simpatia. O fraco ator Chris Carmack não consegue levar o filme como protagonista, e mesmo assim é um dos menos piores do elenco.‘Efeito Borboleta 3: Revelação’ tem uma história interessante, que poderia ter sido bem explorada, mas não foi. O roteiro apela pela busca de um assassino, que deixa o público interessado em saber o que acontece durante as travessias de tempo. Quem estaria assassinando todas aquelas mulheres?

Com pontas soltas nunca explicadas na história e um final típico dos clichês de hollywood, o longa só deve agradar fãs de filmes policiais ou da franquia.


*As informações sobre o filme “Efeito Borboleta” retirei do site http://epipoca.uol.com.br/ através de pesquisa na internet.

*As informações sobre o filme “Efeito Borboleta 2” retirei dos sites http://epipoca.uol.com.br/ e http://www.cinepop.com.br/criticas/efeitoborboleta2.htm através de pesquisa na internet.

*As informações sobre o filme “Efeito Borboleta 2” retirei dos sites http://epipoca.uol.com.br/ e http://www.cinepop.com.br/criticas/efeitoborboleta3.htm através de pesquisa na internet.

Sobre maryalcantaras

Sou uma pessoa calma e bastante tímida. Não costumo sair muito e por isso vivo na internet. Sou bem eclética em questões referentes a preferências... adoro ler, ouvir música, dançar e tomar umas biritas de vez em quando... mas o que eu adoro mesmo é DORMIR e BEIJAR!!! Meu hobbie é DORMIR. Me interesso por coisas variadas, gosto tanto de coisas simples quanto de coisas rebuscadas. "O Amor conquista-se com Amor e não impondo regras." (A.D.) E talvez tenha de praticar um pouco mais a minha tolerância...
Esse post foi publicado em Cinefilia/Cinéfilo e marcado , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Efeito Borboleta; Efeito Borboleta 2; Efeito Borboleta: Revelação;

  1. Noiva disse:

    "Em 1963, o matemático Edward Lorenz criou uma teoria que, numa interpretação alegórica, afirma que o simples bater de asas de uma borboleta pode influenciar o curso natural das coisas de forma a provocar um tufão em algum momento da existência terrestre."Fica ai a dica (ou explicação)…Não é da qualidade do primeiro, porém, ameniza a frustração do segundo…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s