Um Sonho Possível

Assisti este filme recentemente e acabei não postando nada a respeito por falta de tempo e outros post’s acabaram vindo antes, mas agora sim um post dedicado ao lindíssimo filme "Um Sonho Possível" estrelado por Sandra Bullock. O filme recebeu 2 indicações ao Oscar – ‘Melhor Filme’ e ‘Melhor Atriz – Sandra Bullock’, que também venceu o Globo de Ouro de ‘Melhor Atriz – Drama’.
 
Um Sonho Possível
 
SINOPSE

Michael Oher é um jovem adolescente negro, gordo, pobre e quase analfabeto que ganha uma bolsa de estudos de uma escola por causa de um único talento: sabe jogar futebol americano. Mas isso não impede que ele sofra todo tipo de preconceito. O único que lhe dá atenção é um garotinho também aluno da instituição. Michael fica amigo do menino, o que chama a atenção de sua mãe, Leigh Anne Touhy. Esta, por sua vez, acaba se sensibilizando com a história de Michael e vê nele um grande potencial não apenas como atleta, mas principalmente como ser humano. É a partir desse encontro que a vida de Michael Oher terá uma reviravolta surpreendente. História real contada no livro de John Lee Hancock, "The Blind Side: Evolution of a Game".

 
CRÍTICA
 

História real do jogador de futebol americano Michael Oher é o "feel good movie" da vez

Carina Toledo
 

Um Sonho Possível (The Blind Side, 2009) chegou aos cinemas sem grande expectativa ou alarde e, aos poucos, conquistou números de bilheteria inesperados para seu gênero e algumas indicações ao Oscar. No entanto, ficava a interrogação: por que um filme aparentemente tão inexpressivo estava concorrendo ao prêmio de Melhor Filme do ano? Existe nele algo mais que uma história de superação pelo esporte?

Logo nos primeiros minutos de projeção, a decoradora e ex-cheerleader Leigh Anne Tuohy, personagem de Sandra Bullock, explica o título original do longa, um termo derivado de táticas do futebol americano. Como é um esporte tão distante de nosso cotidiano, a explicação se faz pertinente, já que o termo "blind side" servirá de premissa para toda a história: quando um quarterback destro se prepara para um passe, o atacante esquerdo de seu time deve proteger seu lado cego, que seria como o ponto cego de um carro, de um ataque do time oponente. Esta explicação também já assinala claramente os dois núcleos da narrativa, já que normalmente este atacante tem um porte físico bem definido pela altura e força, características presentes no problemático adolescente Michael Oher, o Big Mike, interpretado na medida certa por Quinton Aaron.

Big Mike é negro, obeso e filho de uma mãe viciada, que não consegue combinar a preocupação de sua próxima dose ao cuidado com os filhos. Marcado pela rejeição, Big Mike cresceu pulando de um lar adotivo para o outro sem nunca encontrar acolhimento verdadeiro. Os vários traumas de sua infância fazem com que ele pareça um grande vazio intransponível. Ele finge indiferença e burrice, beirando aparentar deficiência mental – mecanismos de defesa psicológica contra mais traumas. Quanto menos envolvimento ele tiver com o que acontece ao seu redor, menor será a dor.

Sua vida começa a mudar quando seu pai adotivo do momento decide matriculá-lo em uma escola particular cristã. Mesmo sem notas suficientes para acompanhar o currículo rígido do colégio, ele é admitido pela possibilidade de render algumas vitórias esportivas e também pelo argumento cristão da caridade. No colégio, ele cruza o caminho da família Tuohy, o mais perfeito exemplo do sonho americano: Leigh Anne é a mãe, uma perua rica, mas consciente e de valores cristãos; seu marido, Sean (Tim McGraw), é um ex-jogador de basquete que, ao deixar a carreira por uma lesão, comprou vários restaurantes da franquia de fast-food Taco Bell e vê o dinheiro entrar sem muito esforço; e seus dois adoráveis filhos: a insossa adolescente Collins (Lily Collins) e o espevitado S.J. (Jae Head).

Ao encontrar Big Mike sozinho na rua em uma noite fria, Leigh Anne decide simplesmente levá-lo para sua casa e dar-lhe uma cama, comida e basicamente tudo que ele nunca teve: uma família estruturada. Compreendemos o passado sofrido do garoto mesmo sem as cenas de violência – desnecessárias, uma vez que as feridas emocionais estão impressas no corpo do ator. Os Tuohy então o acolhem, acreditam em seu potencial e incentivam seu desempenho nos esportes, pagam uma professora para que ele melhore na escola e, assim, Big Mike vislumbra a possibilidade de cursar uma universidade e jogar futebol americano profissionalmente. Como força motriz deste processo de superação está Sandra Bullock, lutando até quando o próprio Big Mike  pensa em desistir. Vemos a atriz em uma performance entregue e evoluída, mas coerente com a carreira que trilhou até aqui; uma boa atuação dramática, mas sem deixar de ser Sandra Bullock.

Com a direção nada original de John Lee Hancock, que inocuamente segue as regras de um drama hollywoodiano, o filme é tocante, mas beira o artificial – ele é feito para atingir o emocional do espectador. Temos aqui uma história de amor. Não o amor romântico vivido tantas outras vezes nas telonas, mas sim um amor altruísta, que está disposto a se doar ao próximo sem esperar nada em troca. Assim, é compreensível o sucesso que o filme fez nos Estados Unidos, ainda mais sabendo que é baseado na história verídica do atual atacante dos Baltimore Ravens, contada no livro The Blind Side: Evolution of a Game. Um Sonho Possível encontrou em seu público aquele lado que acredita no Bem maior, mas não tem a coragem de agir com as próprias mãos. Então é mesmo mais fácil projetar em Leigh Anne Toughy as esperanças de uma humanidade caridosa e altruísta e sair do cinema acreditando que realmente é possível ajudar o próximo.

FRASES EM INGLÊS

Leigh Anne Touhy : You threaten my son, you threaten me.

Leigh Anne Touhy : (from trailer) Find some time to figure out another bedroom for you.
Michael Oher : This is mine?
Leigh Anne Touhy : Yes sir.
Michael Oher : I never had one before.
Leigh Anne Touhy : What, a room to yourself?
Michael Oher : …A bed.

Leigh Anne Touhy : If you so much as set foot downtown you will be sorry. I’m in a prayer group with the D.A., I’m a member of the NRA and I’m always packing.

Michael Oher : (after pushing an opponent all the way off the field) Sorry coach, I stopped when I heard the whistle.
Coach Cotton : Where were you taking him?
Michael Oher : The bus, it was time for him to go home.

Leigh Anne Touhy : Michael, I want you to have a good time but if you get a girl pregnant out of wedlock, I will crawl into the car, drive up to Oxford and cut off your penis.
S.J. Tuohy : She’s not kidding.

Coach Cotton : What did you say to him?
Leigh Anne Touhy : You should really get to know your players. Michael scored in the 98th percentile in protective instincts.

Sean Tuohy : Who would’ve thought we’d have a black son before we met a Democrat?

Beth : You’re changing that boys life.
Leigh Anne Touhy : No, he’s changing mine.

Leigh Anne Touhy : I don’t want to name names but one of the coaches took him to a titty bar. Gave him nightmares.

Sean Tuohy : We were wondering if you would like to become a part of this family.
Michael Oher : I kinda thought I already was.

Marcus : Whatchu packin? .22? A little Saturday night special?
Leigh Anne Touhy : Yep. And it shoots just fine every other day of the week too.

Leigh Anne Touhy : You’re right.
Sean Tuohy : Wow. How’d those words taste coming out of your mouth?

Leigh Anne Touhy : If you go to Tennessee, I will be there at all the games. I will be there to support you, but I am not wearing that gawdy orange.

Leigh Anne Touhy : Now, y’all would guess that more often than not, the highest paid player on an NFL team is the quarterback. And you’d be right. What you probably don’t know is that more often than not, the second highest paid player is, thanks to Lawrence Taylor, a left tackle. Because, as every housewife knows, the first check you write is for the mortgage, and the second is for the insurance. The left tackle’s job is to protect the quarterback from what he can’t see coming. To protect his blind side.

Leigh Anne Touhy : You can thank me later. It’s later.

CURIOSIDADES

  • Sandra Bullock conseguiu sua primeira indicação depois de 20 anos de carreira no Óscar e recebeu ótimas críticas por sua atuação.
  • Julia Roberts rejeitou o papel de Leigh Anne Tuohy.
  • É o filme mais rentável protagonizado por uma mulher (o recorde que era de Pretty Woman, protagonizado por Julia Roberts).
  • Sandra Bullock recebeu um cachê de U$ 5 milhões.
  •  
    TRAILER
     

    *A imagem ilustrativa deste post retirei do blogspot https://maryalcantaras.files.wordpress.com/2010/10/um-sonho-possivel2.jpg?w=204 através de pesquisa na internet.
    *A sinopse do filme retirei do site http://www.epipoca.com.br/filmes_detalhes.php?idf=22664 através de pesquisa na internet.
    *A crítica do filme retirei do site http://omelete.com.br/cinema/critica-um-sonho-possivel/ através de pesquisa na internet.
    *As frases em inglês retirei do site http://www.epipoca.com.br/filmes_frases.php?idf=22664 através de pesquisa na internet.
    *As curiosidades do filme retirei do site http://pt.wikipedia.org/wiki/The_Blind_Side através de pesquisa na internet.
    *O trailer do filme retirei do site http://www.youtube.com/watch?v=qacQrxVl0Xo através de pesquisa na internet.

    Sobre maryalcantaras

    Sou uma pessoa calma e bastante tímida. Não costumo sair muito e por isso vivo na internet. Sou bem eclética em questões referentes a preferências... adoro ler, ouvir música, dançar e tomar umas biritas de vez em quando... mas o que eu adoro mesmo é DORMIR e BEIJAR!!! Meu hobbie é DORMIR. Me interesso por coisas variadas, gosto tanto de coisas simples quanto de coisas rebuscadas. "O Amor conquista-se com Amor e não impondo regras." (A.D.) E talvez tenha de praticar um pouco mais a minha tolerância...
    Esse post foi publicado em Cinefilia/Cinéfilo e marcado , . Guardar link permanente.

    Deixe uma resposta

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

    Foto do Google+

    Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

    Conectando a %s