Idas e Vindas do Amor

Acabo de assistir este filme…  uma história divertida e romantica… com grandes nomes do cinema como, por exemplo, os veteranos de filmes de Garry Marshall, Julia Roberts, Anne Hathaway e Hector Elizondo, e ainda Jessica Alba, Kathy Bates, Jessica Biel, Bradley Cooper, Eric Dane, Patrick Dempsey, Jamie Foxx, Jennifer Garner, Topher Grace, Ashton Kutcher, Queen Latifah, Taylor Lautner, George Lopez, Shirley MacLaine, Emma Roberts e Taylor Swift.
 
 
 
Idas e Vindas do Amor
(Valentine’s Day)
 
Sinopse
 
Diante da pressão e das expectativas para o Dia dos Namorados, conhecemos as histórias de casais e de pessoas solteiras em Los Angeles. De uma forma ou de outra, elas acabam se cruzando.
 

Curiosidades

» O orçamento foi de US$ 52 milhões.

» Garry Marshall, de ‘Uma Linda Mulher’ e ‘O Diário da Princesa’, dirige.

» Sam Worthington e Jake Gyllenhaal recusaram participação no elenco.

» Katherine Heigl foi convidada a participar do longa, mas pediu um salário abusivo e foi dispensada pelos produtores.

» Garry Marshall e Julia Roberts já trabalham juntos em ‘Uma Linda Mulher’ e ‘Noiva em Fuga’.

Crítica

 

Comédia romântica é açucarada a ponto de fazer diabético passar mal ao comprar ingresso

Marcelo Forlani 
 

Idas e Vindas do Amor (Valentine’s Day, 2010) é uma tentativa hollywoodiana de reunir um elenco enorme e estrelado e repetir em larga escala a fórmula que funciona para todas as comédias românticas. Os ingleses da Working Title fizeram isso com Simplesmente Amor (Love Actually, 2003) e foram bem sucedidos. Nada mais justo que a capital da refilmagem tente o mesmo e reúna de uma só vez Ashton Kutcher, Kathy Bates, Anne Hathaway, Jamie Foxx, Jessica Alba, Jessica Biel, Bradley Cooper, Shirley MacLaine, Patrick Dempsey, Topher Grace, Queen Latifah, Taylor Swift, Taylor Lautner, George Lopez, Eric Dane, Hector Elizondo, Jennifer Garner, Emma Roberts e Julia Roberts.

Tantos atores são necessários porque Idas e Vindas do Amor tem diversos arcos de histórias, todos bastante definidos, mas que apenas seguem à risca o padrão que vai levar ao esperado final feliz. O medo de tentar algo diferente obriga a roteirista Katherine Fugate a fazer com que até mesmo os personagens que não estão relacionados no começo, eventualmente acabem tendo seus caminhos cruzados. E assim, Los Angeles, a segunda maior cidade dos Estados Unidos, parece ser menor do que Araçoiaba da Serra.

Todos os desencontros e desentendimentos iniciais entre casais são um amontoado de situações já vistas em outros filmes, com a diferença de que se passam em apenas um dia, o Dia de São Valentim, que é o Dia dos Namorados em vários países mundo afora. É como se tivéssemos um capítulo final de novela de 125 minutos. Sobram ao longa clichês, com direito até mesmo a casamento indiano, que a essa altura já é quase tão indispensável ao gênero quanto a "cena do aeroporto" (que também está presente, claro!).

De todas as situações planejadas pelo diretor Gary Marshall e sua equipe, a única que se salva é a vivida por Julia Roberts e Bradley Cooper, que se passa quase que inteiramente em um avião. Os dois estão fazendo uma viagem de mais de 12 horas até suas casas, na Califórnia, para conseguirem passar o Dia de São Valentim com os seus amores. Mas com tanto tempo de vôo, os dois acabam se tornando mais do que apenas vizinhos de assento. Quem diria, uma comédia romântica com "plot twist".

Mas é só. Todo o resto é açucarado a ponto de fazer diabético passar mal na hora de comprar o ingresso. Falta a Idas e Vindas do Amor o charme que diferencia as comédias românticas de todo sábado à noite das que conseguem se destacar. Todas as juras e promessas de amor eterno que o filme fez antes da sua estreia são apenas uma cantada barata para te levar ao cinema. Agora é com você a opção de fingir que acredita ou não.

Trailer

 


*A imagem ilustrativa deste post retirei do site http://espalhafatocinema.blogspot.com/2010/02/critica-idas-e-vindas-no-amor.html através de pesquisa na internet.

*A crítica do filme "Idas e Vindas do Amor" retirei do site http://omelete.com.br/cinema/critica-idas-e-vindas-do-amor/ através de pesquisa na internet.

*O trailer do filme "Valentine’s Day" retirei do site http://www.youtube.com/watch?v=tSpGVZERil4 através de pesquisa na internet.

Sobre maryalcantaras

Sou uma pessoa calma e bastante tímida. Não costumo sair muito e por isso vivo na internet. Sou bem eclética em questões referentes a preferências... adoro ler, ouvir música, dançar e tomar umas biritas de vez em quando... mas o que eu adoro mesmo é DORMIR e BEIJAR!!! Meu hobbie é DORMIR. Me interesso por coisas variadas, gosto tanto de coisas simples quanto de coisas rebuscadas. "O Amor conquista-se com Amor e não impondo regras." (A.D.) E talvez tenha de praticar um pouco mais a minha tolerância...
Esse post foi publicado em Cinefilia/Cinéfilo e marcado , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Idas e Vindas do Amor

  1. natalia disse:

    sempre a Katherine Heigl causando neh rsrsrs .. mas pelo menos temos o Eric Dane (que eu prefiro nem comentar o personagem dele no filme) e o nosso amado Patrick Dempsey.Bom eu assisti e comprei o filme e sinceramente achei uma copia de simplesmente amor. Mas como sou fã de comedias romanticas eu digo que dá pra um dia de chuva rs

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s