Felicity

 Felicity

FELICITY

Felicity é uma série dramática norte-americana criada por J.J. Abrams e Matt Reeves e produzida pela Touchstone Television e pela Imagine Entertainment para a Warner Bros. Os episódios narravam as experiências da estudante Felicity Porter (Keri Russell) e de seus amigos e interesses amorosos, dentro da Universidade de Nova York, baseada na real New York University. Teve como diretores mais notáveis os vencedores do Óscar, Brian Grazer e Ron Howard.

Os episódios normalmente iniciavam com Felicity sentada em seu dormitório com um gravador, lembrando de eventos para fazer uma fita cassete para enviar para sua amiga Sally Reardon (interpretada por Janeane Garofalo). Isso ocasionalmente fornecia um método para Felicity narrar um episódio inteiro. No final de episódios como este, muitas vezes, Felicity aparece ouvindo a “fita resposta” enviada por Sally.

Em 1999, Felicity foi premiada com o Globo de Ouro, NAACP Image Awards e o Emmy Awards. Ao longo de suas 4 temporadas, de 1998 a 2002, a série também conquistou nomeações em categorias do American Society of Cinematographers, GLAAD Media Awards, Satellite Awards e People’s Choice Awards. Também rendeu 3 livros e 2 álbuns de trilha sonora, o primeiro deles, apresentou Amy Jo Johnson ao mercado fonográfico. Os episódios renderam 4 DVDs Box Sets que foram lançados para Home video. No Brasil, a série estreou em versão dublada nas manhã de domingo no SBT e com legendas nos canais pagos AXN e Sony Entertainment Television.[1]

Considerada uma série ícone do público juvenil no final dos anos 90,[2] Felicity tornou-se também uma referência na cultura popular norte-americana após a personagem de Keri Russell cortar radicalmente os cabelos. Isso fez com diversos programas de TV, como 30 Rock, One Tree Hill, Gilmore Girls, Buffy, a Caça-Vampiros e Sabrina, a Aprendiz de Feiticeira, passassem a citar Felicity em seus episódios.[3]

A série foi positivamente aclamada pela crítica e sua primeira temporada tornou-se uma das maiores audiências da The WB.[4] Ela foi listada pela revista Time como uma das “100 Melhores Séries de TV de Todos os Tempos” e na revista Empire como um dos 50 melhores programas de TV.[5] A AOL TV nomeou Felicity como uma das “Melhores Séries Escolares de Todos os Tempos”.[6] Em junho de 2010, a Entertainment Weekly listou a personagem Felicity Porter como uma das “100 Maiores Personagens dos últimos 20 anos”.[7]

Sinopse

Na formatura do colegial, Felicity Porter (Keri Russell) pede a Ben Covington (Scott Speedman), com quem pouco falava, para deixar uma mensagem em seu anuário. As palavras escritas por ele, que mencionavam o desejo de ter conhecido ela antes, fazem Felicity mudar seus planos radicalmente, deixando de ir para a Universidade de Stanforde decidindo ir para Universidade de Nova York, onde Ben iria estudar. Essa decisão irrita seus pais conservadores, que não concordam com a ideia de ver sua filha morando sozinha em uma cidade grande. Felicity deixa sua casa em Palo Alto, rumo a Nova York, com a esperança de um futuro onde Ben estivesse incluído. Mas ao chegar lá, ela depara-se com sua primeira grande decepção ao descobrir que as palavras de Ben no anuário podem ter sido apenas mal interpretadas. Desolada logo no primeiro dia de aula, Felicity conhece uma estudante de música, Julie Emrick (Amy Jo Johnson), que vira seu primeiro ombro amigo em meio a medos e incertezas sobre o que fazer com sua vida a partir dali. Ela também se aproxima de Noel Crane (Scott Foley), o supervisor do andar de seu dormitório.

Felicity descobre que precisará dividir o quarto com uma estranha garota gótica chamada Meghan (Amanda Foreman), enquanto Ben terá seu lugar no apartamento de um jovem inventor chamado Sean (Greg Grunberg). Surgem outras figuras na vida de Felicity como Elena (Tangi Miller), uma jovem esforçada e de forte personalidade e Javier (Ian Gomez), o bondoso gerente do Dean & Deluca, lanchonete onde Felicity e Ben ainda terão a chance de trabalhar juntos.

Temporadas

A série Felicity é dividida em quatro temporadas, onde cada uma corresponde a um ano letivo na Universidade de Nova York.

Season 1: Freshman Year

Muitas garotas vão para a faculdade, mas nem todas pelo mesmo motivo. No caso de Felicity Porter, sua decisão de se inscrever no curso de medicina na Universidade de Nova York, foi motivada por uma paixão do colégio. Encantada pelo seu colega Ben Covington, Felicity escolhe a mesma Universidade que ele, mas quando chega lá, descobre que ele não está interessado nela. Mesmo assim, Felicity decide ficar e seguir em frente. Ela conhece uma estudante de música, Julie Emrick, que está em Nova York em busca de sua mãe biológica e vira sua melhor amiga. Felicity encontra também uma boa companhia em Noel Crane, o conselheiro do andar de seu dormitório, que se mostra emocionalmente atraído por ela.

Felicity divide seu quarto com Meghan, uma garota estranha e gótica , que esconde algo muito sinistro dentro de uma caixa. Ben divide o apartamento com Sean, um inventor com ideias malucas. Em meio a conflitos pessoais, paixões e incertezas, Felicity ainda consegue fazer o seu dever de casa e manter um emprego em um café chamado Dean & DeLuca, onde seu patrão gay Javier está mais do que disposto a oferecer um ombro para chorar.

Season 2: Sophomore Year

A segunda temporada de Felicity é celebrada como o “ano do corte de cabelo”, onde Keri Russell, a Feliciy Porter, virou a favorita dos tabloides por meio do simples ato do corte suas familiares tranças longas. No final da temporada anterior, Felicity fez sua escolha e embarcou na sua grande viagem de férias com seu namorado Ben Covington. Durante o seu segundo ano na Universidade de Nova York, Felicity passa por mudanças em sua vida pessoal. A medicina deixou de ser uma de suas certezas para o futuro e nem tudo são flores em seu relacionamento com Ben, já que existe a suspeita de uma possível traição. Até mesmo o relacionamento estável de seus pais parece estar naufragando.

O ex-namorado de Felicity, Noel Crane, começa a namorar uma nova estudante chamada Ruby (Amy Smart), porém ele descobre que Ruby está grávida de outro homem. A ex-melhor amiga de Felicity e ex-namorada de Ben, Julie Emrick passa a morar com Ben e Sean, que tem uma queda por ela. Ela é procurada por um produtor musical, que não parece estar interessado somente em suas músicas. Elena Tyler agora divide amigavelmente um apartamento com Noel. Ela apaixona-se por um novo estudante das aulas de Química, Tracy (Donald Faison), que se recusa a ter relações sexuais até o casamento. No épico episódio “Help for the Lovelorn”, é apresentada, em preto e branco, uma paródia a Twilight Zone, onde os personagens encontram-se presos na misteriosa caixa da companheira de quarto de Felicity, Meghan Rotundi.

Season 3: Junior Year

Felicity Porter começa o seu terceiro ano na Universidade de Nova York. Depois de terem passado as férias separados, ela e seu namorado Ben Covington decidem finalmente morar juntos. Surpreendendo a todos, Noel Crane retorna com visual diferente e casado com a sobrinha de Javier. Tendo decidido a abandonar a Universidade para que ele possa dedicar todo seu tempo ao sua esposa, Noel é julgado pelos seus amigos e percebe que se casar com Natalie (Ali Landry) foi um grande erro e uma decisão precipitada. Enquanto Noel procura anular seu casamento, Julie Emrick (Amy Jo Johnson) deixa a Universidade depois de revelar o que realmente aconteceu no verão com a morte de seu pai biológico.

A colega de Felicity, Elena, impaciente pelo fato de seu namorado Tracy se recusar a ter relações sexuais até o casamento, está tentada a trair o rapaz quando recebe um convite de um novo garoto da Universidade. Molly (Sarah Jane Potts), aparece na história como uma estudante de intercâmbio de Inglês que guarda perigosos segredos. Além disso, Javier se inscreve na faculdade como calouro, e Sean está cada vez mais próximo de Meghan. Apesar de estar feliz ao lado de Felicity, Ben passa a lutar com seus conflitos internos, quando seu pai alcoólatra, Andrew (John Ritter) está correndo grandes riscos.

Season 4: Senior Year

A quarta e última temporada de Felicity também representa quarto e último ano da heroína na Universidade de Nova York. Após um platônico e despreocupado verão com Noel, Felicity começa a pensar nas dificuldades da vida real que ela terá que enfrentar ao terminar a faculdade. A pressão de Felicity por não ter planejado seu futuro é ampliada quando ela recebe a visita nada social de seu pai, que teme que sua filha não esteja levando sua vida a sério. Enquanto isso, Ben (Scott Speedman) está de volta à cidade após reencontrar um rumo em sua vida – ele está determinado a fazer medicina. Elena e Javier acabam brigando sobre os preparativos do casamento dela, enquanto Tracy (Donald Faison), o noivo, torna-se a nova fantasia de Meghan (Amanda Foreman), deixando Sean com ciúmes.

No final da temporada, depois de conflitos, dramas e receios, é dada a Felicity uma oportunidade de refazer parte de seu passado, através de um “feitiço” lançado por Meghan – estabelecendo assim o cenário para as surpresas que levam Felicity a ter sua esperada conclusão final.

Elenco

Felicity contou com um conjunto regular de atores que em sua maioria mantiveram seus personagens ao longo das quatro temporadas. Foram grandes os números de participações especiais, incluindo amigos e interesses amorosos para os personagens do elenco principal e que apareciam para complementar histórias que geralmente giravam em torno do núcleo familiar e estudantil de Felicity.

  • Keri Russell como Felicity Porter, Scott Speedman como Ben Covington, Scott Foley como Noel Crane e Tangi Miller como Elena Tyler foram os únicos atores originais do elenco que permaneceram na série durante todas as quatro temporadas. Porém, somente Keri Russell, Scott Speedman e Scott Foley atuaram em todos os 84 episódios da série. Já Tangi Miller participou de um total de 65 episódios.
  • Amy Jo Johnson como Julie Emrick, inicialmente uma das personagens principais da série, deixou o elenco no início da terceira temporada por razões pessoais, relativos a perda de sua mãe e projetos ligados a música. No entanto, ela retornou como atriz convidada, reprisando o papel de Julie durante os últimos episódios da temporada final da série. Johnson participou de um total de 50 episódios.
  • Greg Grunberg como Sean Blumberg e Amanda Foreman como Meghan Rotundi, foram grandes personagens secundários ao longo da primeira temporada da série, porém, mais tarde, foram promovidos ao elenco principal com os seus personagem ganhando mais storylines. Ambos ficaram na série até o final aparecendo em 61 episódios.
  • Ian Gomez como Javier Clemente Quintata, inicialmente um personagem recorrente nas duas primeiras temporadas, foi o último membro a ser adicionado no elenco principal da série durante a quarta e última temporada. Gomez apareceu em um total de 39 episódios.
  • Donald Faison como Tracy, fez participações na segunda e terceira temporada e voltou nos últimos episódios da série, somando um total de 23 episódios. Rob Benedict como Richard Coad, teve rápidas aparições em 63 episódios ao longo da série.

Dentre as participações especiais mais marcantes estão Amy Smart como Ruby, Simon Rex como Eli, Jennifer Garner como Hannah Bibb, Jane Kaczmarek como Carol Anderson e John Ritter como o senhor Andrew Covington.

Recepção da crítica

Em sua 1ª temporada, Felicity teve aclamação por parte da crítica especializada. Com base de 27 avaliações profissionais, alcançou uma pontuação de 87% no Metacritic. Por votos dos usuários do site, atinge uma nota de 9.5, usada para avaliar a recepção do público.[8]

Felicity foi listada pela revista Time como uma das “100 Melhores Séries de TV de Todos os Tempos” e aparece também na lista dos 50 melhores programas de sempre da Revista Empire.[5] A AOL TV listou Felicity como uma das “Melhores Séries Escolares de Todos os Tempos”.[9] A Entertainment Weekly listou a personagem Felicity Porter como uma das “100 Maiores Personagens dos últimos 20 anos”.[10]

Controvérsias

Idade da escritora

Em 1999, uma jovem escritora da série, Riley Weston, aclamada por sua pouca idade, foi descoberta com uma idade falsa. Na época com 32 anos, ela começou a se oferecer aos estúdios de televisão como uma estudante de colegial recém formada, colocando seu marido como seu irmão mais velho. Ela logo foi contratada pela WB Network como uma escritora de Felicity. Saudada como uma criança prodígio, ela foi apresentada em Outubro de 1998 na lista da Entertainment Weekly das “100 pessoas mais criativas do Entretenimento”, na qual foi descrita como uma jovem de 19 anos com boas perspectivas de êxitos. Pouco tempo depois, ela foi oferecida por cerca de meio milhão de dólares como roterista para a Disney. Sua verdadeira identidade e idade foram expostos, após um produtor de Felicity verificar seu número de segurança social. Logo depois, seu contrato com a WB expirou e não foi renovado, e seu acordo com a Disney fracassou.[11]

Mudança do cabelo

Mesmo com a grande popularidade conquistada na primeira temporada, os índices de audiência cairam durante a segunda temporada da série. A imprensa popular culpou, em parte, o novo penteado usado pela protagonista Keri Russell.[12] Conhecida por suas longas madeixas encaracoladas marcantes da personagem, Russell decidiu junto com os produtores que ela cortaria o cabelo bem curto no início do segundo ano após a sua personagem ter um rompimento áspero com o personagem Ben. A queda da audiência coincidiu com a mudança de horário da exibição da série, que passou a ser de domingo à noite. Dessa forma não ficou exatamente claro o quanto a mudança de penteado teve efeito nos números.

Em 2010, o TV Guide listou a mudança no cabelo de Felicity na posição 19 em sua lista dos “25 maiores erros em séries de TV” com vários comentaristas argumentando que o corte do cabelo era a razão pela queda de audiência que a série sofreu em sua segunda temporada.[13]

Felicity na cultura popular

O incidente do corte de cabelo em Felicity, se tornou uma referência da cultura popular dentro de outros programas de televisão norte-americanos, tanto cômicos quanto dramáticos. No episódio da série 30 Rock, “The Bubble”, Jenna discute sobre como quer o seu corte de cabelo e diz: “Mas se eu fizer a escolha errada, eu poderia acabar como Keri Russell, de Felicity, na 2 ª temporada”. Quando uma menina puxa o cabelo devido a forças sobrenaturais no episódio “Where the Wild Things Ar” da série Buffy the Vampire Slayer, o personagem Xander observa: “As pessoas estão indo todas com ‘Felicity’ em seus cabelos”. Já na série One Tree Hill, no episódio “The Desperate Kingdom Of Love”, quando Lucas vai até Keith na praia, seu tio diz: “Bom trabalho, Felicity”, se referindo ao seu novo corte de cabelo mais curto. A adolescente Claire da série de drama, Six Feet Under diz a sua mãe que ela quer cortar todo o cabelo como Felicity, e sua mãe diz: “Eu a conheço?”, Claire responde sarcasticamente: “Sim, ela veio aqui para jantar uma vez”.

Na sitcom Sabrina, the Teenage Witch, no episódio “Making the Grade”, Sabrina precisa apresentar um trabalho e pergunta: “Porque está todo mundo olhando para mim como se eu fosse a garota que disse para Felicity cortar o cabelo?”. No episódio da série Gilmore Girls, “Here comes the son”, a personagem Paris, debatendo sobre ir com o namorado para Princeton ou Harvard, diz: “De repente, eu estou como a Felicity sem as questões de cabelo”. No seriado Happy Endings, no episodio “The Code War”, Max corta o cabelo de Dave enquanto ele está dormindo. Ao ver o novo visual de Dave, Penni diz: “Você parece a Keri Russell depois de destruir a Felicity”. No episódio “Jewbilee” de South Park, o personagem Kyle questiona: “Se eu cortar o cabelo aqui, ficarei como a Felicity?”. Em Family Guy, durante o episódio “Friends Without Benefits”, Chris fala sobre seu antigo corte de cabelo: “Tive um mau momento quando todos me chamavam de Felicity”.

Trilha Sonora

O CD com a primeira trilha sonora de Felicity, Felicity Soundtrack, foi lançada no mercado em 1999 através da gravadora Hollywood Records. O álbum incluiu a canção Puddle Of Grace, escrita e gravada por Amy Jo Johnson. A música é cantada pela personagem de Amy Jo, Julie Emrick, durante os episódios da primeira temporada. Mesclando artistas do cenário indie pop a nomes consagrados como Aretha Franklin, Heather Nova e Sarah McLachlan, o disco alcançou a posição 97 na Billboard 100 de álbuns mais vendidos e chegou a posição 7 de trilhas sonoras daquele mesmo ano. O tema de abertura da série, conhecido como Felicity Theme, recebeu uma versão estendida e foi colocado como a última canção do álbum.[14]

Já em 2002, com a última temporada da série indo ao ar, foi lançada a segunda trilha sonora de Felicity. O CD foi intitulado Senior Year e trouxe artistas como Jude, Ryan Adams, Chantal Kreviazuk e Natalie Merchant. A segunda música de abertura, que passou a ir ao ar na terceira temporada, também foi incluída na soundtrack. Ela recebeu o nome de New Version of You e foi escrita especialmente para a série por JJ Abrams e Andrew Jarecki. Repetindo o sucesso comercial do primeiro, o segundo álbum da série apareceu na posição de número 12 de Top Soundtracks da Billboard em 2002.[14]

Prêmios e Indicações

Felicity recebeu mais de 30 indicações a prêmios ao longo de seus quatro anos, dentre eles, o Emmy e o Globo de Ouro em 1999. Entre 1999 e 2001, os atores Scott Foley,Scott Speedman, Keri Russell, Amy Jo Johnson e Ian Gomez foram nomeados consecutivamente em categorias do Teen Choice Award. Em 2002, a atriz Tangi Miller recebeu uma nomeação de Melhor Atriz no NAACP Image Awards. Em 1999, a atriz Keri Russell recebeu o Globo de Ouro de Melhor Atriz Dramática, pela sua atuação como Felicity.[15]

Referências

  1. Ir para cima Felicity chega ao final e estreia no AXN. Visitado em 19 de fevereiro de 2002.
  2. Ir para cima A importância das series adolescentes nos anos 90. Visitado em 20 de fevereiro de 2013.
  3. Ir para cima Felicity in everywhere (em inglês) TV.com. Visitado em 28 de agosto de 2010.
  4. Ir para cima Felicity (em inglês) TV.com. Visitado em 22 de setembro de 2014.
  5. Ir para:a b Poniewozik, James. “The 100 Best TV Shows of All-TIME“, TIME.com, TIME Entertainment, September 6, 2007. Página visitada em March 4, 2010.
  6. Ir para cima Best School Shows of All Time AOL TV Aol, Inc (August 26, 2008). Visitado em September 14, 2012.
  7. Ir para cima Adam B. Vary (June 1, 2010). The 100 Greatest Characters of the Last 20 Years: Here’s our full list! Entertainment Weekly Time Inc. Visitado em July 7, 2012.
  8. Ir para cima Felicity (em inglês) Metacritic. Visitado em 22 de setembro de 2014.
  9. Ir para cima Best School Shows of All Time AOL TV Aol, Inc (August 26, 2008). Visitado em September 14, 2012.
  10. Ir para cima Adam B. Vary (June 1, 2010). The 100 Greatest Characters of the Last 20 Years: Here’s our full list! Entertainment Weekly Time Inc. Visitado em July 7, 2012.
  11. Ir para cima EW:The Life Of Riley. Visitado em 11 de agosto de 2011.
  12. Ir para cima On the Tube: The ratings dropped with her golden locks – WB says grow it back. Visitado em 21 de junho de 2011.
  13. Ir para cima reaking News – TV Guide Network’s “25 Biggest TV Blunders” Special Delivers 3.3 Million Viewers. Visitado em 8 de junho de 2011.
  14. Ir para:a b ‘Felicity’ Original Songs TV Billboard billboard.com. Visitado em December 1, 2011.
  15. Ir para cima Awards for ‘Felicity’ IMDb Amazon.com. Visitado em December 1, 2011.

*A imagem ilustrativa deste post retirei do site https://upload.wikimedia.org/wikipedia/it/9/9f/Felicity_-_logo.jpg através de pesquisa na internet.

*As informações sobre o seriado “Felicity” retirei do site http://pt.wikipedia.org/wiki/Felicity através de pesquisa na internet.

Sobre maryalcantaras

Sou uma pessoa calma e bastante tímida. Não costumo sair muito e por isso vivo na internet. Sou bem eclética em questões referentes a preferências... adoro ler, ouvir música, dançar e tomar umas biritas de vez em quando... mas o que eu adoro mesmo é DORMIR e BEIJAR!!! Meu hobbie é DORMIR. Me interesso por coisas variadas, gosto tanto de coisas simples quanto de coisas rebuscadas. "O Amor conquista-se com Amor e não impondo regras." (A.D.) E talvez tenha de praticar um pouco mais a minha tolerância...
Esse post foi publicado em Seriados e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s