Hoje é o Dia do Beijo. Você vai comemorar?

 

Já beijou hoje? Se não, ainda está em tempo.

Dia 13 de abril é o Dia do Beijo e para comemorar a data nada melhor do que distribuir beijos para as pessoas que você gosta ou encher uma pessoa especial de beijinhos.

É dia de beijar!
O Dia do Beijo chegou! Prepare-se!

Dia 13 de abril é o dia do beijo, aqui no Brasil. Mas é claro que não há data específica para desfrutar os benefícios físicos e emocionais que o ato de beijar nos proporciona. O beijo é uma das principais (senão a principal) manifestações de afeto entre os seres humanos e existe, segundo historiadores, há milhares de anos. Embora não se saiba ao certo sua origem, alguns escritos encontrados na Índia, que calcula-se que tenham sido feitos por volta de 1.500 a.C., já mostravam contatos semelhantes entre pessoas. O cientista Charles Darwin ia mais além: para ele, o beijo seria uma evolução das mordidas que os macacos trocavam em rituais pré-sexuais.

O beijo parece algo bem simples, mas a profundidade do gesto, muitas vezes, atinge níveis de complexidade altíssimos. Isso porque ele pode significar mais do que uma singela expressão de carinho. Há beijos marcantes, dos quais jamais esquecemos – o primeiro beijo, por exemplo. Existem os cinematográficos, que levam ao clímax as emoções de uma platéia. Há os que nos confundem, nos atormentam ou nos arrebatam… os que reviram nossa pacata vida do avesso. E tem aqueles que fazem história, e que nem sempre traduzem as mesmas intenções. O que dizer do beijo de Judas Iscariotes, através do qual Jesus foi identificado pelos seus perseguidores? E dos famosos beijos dos contos-de-fadas, em que personagens como a Branca-de-Neve e a Bela Adormecida despertavam de um sono quase eterno somente com o toque dos lábios de seus príncipes?

"O beijo pode colaborar com a formação da auto-estima e auto-imagem da pessoa, na superação de momentos difíceis, e acelerar processos de cura em caso de enfermidades físicas ou de fundo emocional"

Durante o beijo, usamos três sentidos ao mesmo tempo – o tato, o paladar e o olfato. Há quem goste, ainda, de beijar com os olhos abertos, para admirar o parceiro, e mais um sentido é adicionado nessa "poção mágica" – a visão. Por isso, beijar é uma atividade que mexe tanto com nossas emoções e sensações. Sergio Savian, terapeuta especializado em relacionamentos, diz que, ao beijarmos, não sentimos apenas o gosto da saliva, mas, também, da alma do outro. "O beijo na boca sintetiza a personalidade da pessoa e é um parâmetro de afinidade. Além disso, ele é um marco na relação entre dois indivíduos. Quando saímos da fase de amizade ou paquera e beijamos, algo muda", observa Savian, que é diretor da Escola de Relacionamento Mudança de Hábito. Ele garante que quase sempre dá para saber como a outra pessoa realmente é através de um único beijo: "Quando a boca está meio dura, sem coordenação, é sinal de que a pessoa tem um perfil mais controlador e rígido. Já a boca mole demais normalmente pertence a pessoas que estão com medo de se entregar. O beijo muito molhado pode revelar uma personalidade possessiva, ou mesmo que a pessoa está sedenta do outro", define.

Quando as bocas se encontram

A psicóloga Ana Cristina Caldeira afirma que os benefícios decorrentes do ato de beijar são muitos, dependendo do contexto em que ocorre. Até mesmo os beijos "sem compromisso", que não vão levar a relação a um patamar além do "ficar", podem trazer efeitos positivos. "Do ponto de vista orgânico, ao beijar, como em qualquer atividade física, a pessoa ativa a liberação de endorfinas no cérebro, substâncias ligadas às sensações de prazer", explica Ana Cristina. Da mesma forma, um bom beijo também queima calorias (entre 10 e 15 a cada 10 segundos), tornando-se um exercício delicioso de se praticar. "Associando-se estes aspectos físicos aos aspectos de foro íntimo – tais como: liberdade de escolha, respeito, aceitação, tolerância -, pode-se perceber uma agradável sensação de bem-estar e relaxamento que contribui no estabelecimento de condições favoráveis para o maior desenvolvimento da intimidade e sexualidade do casal", acrescenta a psicóloga.

Não é exagero, então, afirmar que o beijo afeta todo o nosso corpo, desde o cérebro até o fluxo sangüíneo. Mais do que estimular sentimentos de vínculo e afeto, ele aciona hormônios e neurotransmissores e aumenta a freqüência cardíaca, dilatando os vasos sangüíneos e melhorando a sua oxigenação. Junto com a endorfina, incluem-se a oxitocina, a dopamina, a serotonina e adrenalina, que produzem a euforia e o prazer que nós comumente sentimos enquanto beijamos alguém que desejamos. E tem mais: durante um beijo, movemos 29 músculos, sem incluir os que podem se mover do pescoço para baixo.

Em diversas situações, o importante é que o beijo seja livre, espontâneo e sincero. Os fatores físicos e químicos que transformam o ato em uma fonte de bem-estar podem, inclusive ajudar na recuperação de pessoas com depressão, por exemplo. "Sendo a expressão de um contexto afetivo e amoroso baseado em reciprocidade, cumplicidade e aceitação, o beijo pode colaborar com a formação da auto-estima e auto-imagem da pessoa, na superação de momentos difíceis, e acelerar processos de cura em caso de enfermidades físicas ou de fundo emocional. Tudo depende da proposta de relação entre duas pessoas que cada beijo apresenta", completa Ana Cristina Caldeira.

O lado B do beijo

É verdade que o beijo, quando dado com vontade, é muito gostoso e faz muito bem, como já vimos. Contudo, é bom ficar alerta para as conseqüências negativas que ele pode provocar. Não podemos esquecer que, por trás do romantismo da coisa, o beijo na boca continua sendo uma troca de fluídos corporais entre dois organismos diferentes. Prepare-se para ficar com "nojinho" agora: cada gota de saliva possui mais de um bilhão de bactérias e, durante um beijo, até mais de 250 tipos diferentes podem ser passados de uma boca para outra. A fixação dessas bactérias não é tão simples, mas ainda assim essa troca de substâncias pode oferecer riscos.

De acordo com o infectologista Paulo Olzon, chefe da disciplina de Clínica Médica da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp/EPM), algumas doenças podem ser adquiridas por via oral. "É possível encontrar, na boca, uma série de agentes infecciosos que põem a saúde em risco. As doenças respiratórias e as doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) são exemplos de infecções que podem ser contraídas pelo beijo", esclarece Olzon, citando, ainda, a herpes, a hepatite, a gengivite, o citomegalovírus e a meningite.

Paulo Olzon também chama a atenção para a mononucleose, conhecida como "a doença do beijo", por ser facilmente transmitida através do contato com a saliva. "A mononucleose infecciosa é uma doença benigna, que não leva à morte, mas pode provocar muito mal-estar e transtornos no dia-a-dia. O vírus entra por via oral e causa febre alta por muitos dias, inflamação nos gânglios do pescoço e até o comprometimento do fígado e do baço", adverte o médico. A doença, porém, confere imunidade permanente, e raramente apresenta manifestações em uma segunda infecção.

A intenção não é "cortar seu barato", em hipótese alguma. Olzon apenas alerta para a banalização do beijo, que ultimamente se tornou um modismo, como se sair beijando vários desconhecidos em uma noite fosse um comportamento inofensivo. "Muito se fala sobre as DSTs hoje em dia, mas poucos se lembram que muitas dessas doenças, como a sífilis e a gonorréia, não são transmitidas somente através do contato genital. Jovens que beijam 10, 20 bocas de uma vez estão muito mais expostos aos riscos. Valorizar o instinto de autopreservação é fundamental", recomenda o médico. Portanto, beije consciente!

"Mude o ritmo de vez em quando e explore outro repertório… E se entregue. Sempre existe uma nova maneira de beijar"

Para beijar muuuito

Se você for atenta o bastante, já percebeu que um beijo nunca é igual ao outro – mesmo que seja com a mesma pessoa. Segundo o terapeuta Sergio Savian, existem muitas formas de beijar e o sucesso do beijo vai depender da sintonia entre o casal e vice-versa. O antiqüíssimo texto do Kama Sutra, por exemplo, ensina mais de 20 formas de beijar e algumas mordidas. Savian dá uma sugestão para quem ainda está inseguro sobre como usar sua boca da maneira correta: "Comece de forma suave, para sentir bem os lábios do parceiro. Dê pequenos beijos mais secos de início e, aos poucos, vá molhando. Salivar muito logo no começo, principalmente se não houver ainda intimidade com a pessoa, é desagradável. Depois você pode tornar o beijo mais intenso, mas sempre tentando o equilíbrio entre as incursões das língua na boca um do outro. Mude o ritmo de vez em quando e explore outro repertório… E se entregue. Sempre existe uma nova maneira de beijar", descreve o terapeuta.

Para Savian, a criatividade, a entrega, e meditação e a tonicidade dos músculos são fatores que influem bastante no resultado final e que podem melhorar a qualidade do seu beijo. "A gente só aprende a beijar beijando, e quanto mais beijamos, mais a prática se aperfeiçoa. Mas é claro que há outras coisas que podem ajudar nesse desenvolvimento", assegura. Ansiedade, mau hálito, problemas respiratórios e fonoaudiológicos quase sempre complicam o beijo. "Por isso, é sempre bom trabalhar a respiração, fazer atividades como yoga, e cultivar uma boa higiene bucal", complementa o terapeuta. Lembre-se de que fumo, bebida em excesso e má alimentação também contribuem para o mau hálito!

E como se preparar fisicamente para um bom beijo? De acordo com Sergio Savian, relaxando e treinando os músculos que serão usados. "Profissionais que trabalham com a voz, e por isso precisam aprender a respirar adequadamente e exercitar a musculatura da boca, tendem a ter um beijo bom, pois suas bocas têm flexibilidade e tônus", exemplifica. O terapeuta indica alguns dos diversos exercícios que você pode fazer em casa. Anote e pratique:

Sente-se num lugar confortável, com a coluna reta e os braços soltos, e faça os movimentos abaixo.

– Solte bem devagar a cabeça em direção ao ombro direito. Respire nessa posição e vá com a cabeça para o outro lado, em direção ao ombro esquerdo. Depois olhe para o lado direito, por cima do ombro. Respire. Olhe por cima do ombro esquerdo. Respire. Solte a cabeça para a frente, estirando a nuca. Vá com a cabeça para trás, alongando o pescoço. Respire. Gire a cabeça para um lado e depois para o outro. Pronto, você soltou seu pescoço.

– Massageie a face com a ponta dos dedos. Em torno da boca, maxilar, mandíbula, ao redor das orelhas, ao lado do nariz, abaixo dos olhos. Massageie a garganta e o pescoço. Com a palma das mãos massageie o meio do peito. Legal. Solte sempre o ar. Solte a tensão. Talvez você tenha vontade de bocejar, e isso é bom. Assim estará descarregando a tensão.

– Com a boca fechada, sem mostrar os dentes, faça o movimento de esticá-la, como se fosse dar risada, e depois faça biquinho. Respire pelo nariz e continue fazendo esse movimento. Esta é uma das coisas que podem ser feitas para "exercitar" os lábios.

– Projete a língua para fora e para a direita e depois para a esquerda, algumas vezes. Descanse e respire. Agora, língua para fora e para baixo, sobre o lábio inferior, e para cima, tentando tocar o nariz. Para baixo e para cima, várias vezes. Respire sempre.

– "Kung fu da língua": amarre um barbante no cabinho de uma maçã e segure a outra ponta, de modo que a fruta fique suspensa. "Boxeie" a maçã usando apenas a língua, empurrando-a para frente de forma constante.

Mônica Vitória


*As informações sobre o ‘Dia do Beijo’ retirei do site http://msn.bolsademulher.com/amor/materia/e_dia_de_beijar/25631/1 e do site http://msn.bolsademulher.com/amor/materia/e_dia_de_beijar/25631/2 através de pesquisa na internet.

*A imagem ilustrativa retirei do blogspot http://sandicesousandisse.blogspot.com/2007/04/dia-do-beijo.html através de pesquisa na internet.

Sobre maryalcantaras

Sou uma pessoa calma e bastante tímida. Não costumo sair muito e por isso vivo na internet. Sou bem eclética em questões referentes a preferências... adoro ler, ouvir música, dançar e tomar umas biritas de vez em quando... mas o que eu adoro mesmo é DORMIR e BEIJAR!!! Meu hobbie é DORMIR. Me interesso por coisas variadas, gosto tanto de coisas simples quanto de coisas rebuscadas. "O Amor conquista-se com Amor e não impondo regras." (A.D.) E talvez tenha de praticar um pouco mais a minha tolerância...
Esse post foi publicado em Datas Comemorativas e marcado . Guardar link permanente.

Uma resposta para Hoje é o Dia do Beijo. Você vai comemorar?

  1. EternaApaixonada disse:

    Bom dia!!!
    Saudades de entrar aqui e nessa hora consegui!!! 
    Loucura… Conexão, notebook, chuva… risos
    E para conseguir só com muita paciência e boa vontade! 
    Bom dia do beijo para você!
    Eu espero ganhar alguns virtuais, pois na real… aiaiaiaiaiiiii
    Mas tudo se ajeita um dia… Espero não estar muito velhinha, senão serei muito assanhada pra idade… hehehehehehehe
    Beijossssss muitos pra vc Mariana!!
    Um presente para o seu blog, estou postando no meu: É só copiar e colar…
     

    <a href="http://www.profilegrafix.com/"><img title="Myspace Layouts" alt="Myspace Layouts" src="http://images.mygirlyspace.com/myspacegraphics/images/graphics/prod_594_23960.gif&quot; border="0" /></a>
     
    Xau !!!
     
     
     
     

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s