Dia Mundial do Diabético

 

Citação

Um refrigerante! Diet, por favor…

Dia Mundial do Diabético

O QUE É Diabetes?

O Diabetes Mellitus é uma síndrome decorrente da falta de insulina e/ou da incapacidade da insulina exercer adequadamente suas ações. Caracteriza-se por excesso de açúcar no sangue (hiperglicemia crônica), com alterações no metabolismo de açúcares (carboidratos), gorduras (lípides) e proteínas. Representa um grupo de distúrbios metabólicos nos quais existe uma menor utilização de glicose, induzindo hiperglicemia.

A insulina é o principal responsável pelo aproveitamento e metabolização da glicose pelas células do nosso organismo, com finalidade de gerar energia. É produzida pelo pâncreas e sua falta ou ação deficiente acarreta modificações importantes no metabolismo das proteínas, das gorduras, sais minerais, água corporal e principalmente da glicose.

O Diabetes é classificado em dois tipos mais freqüentes:

TIPO I:

A incidência do Diabetes Mellitus tipo I, insulino-dependente, que ocorre comumente na faixa etária de 0 a 15 anos, é de 7,8% da população. Surge mais freqüentemente em crianças e adultos jovens. Ocorre a destruição das células Beta, geralmente ocasionando deficiência absoluta de insulina, necessitando fazer uso de insulina diariamente. É de natureza auto-imune.

Esta forma de diabetes resulta de ausência acentuada e absoluta de insulina; representa de 5 a 10% dos portadores de diabetes (pâncreas pára de produzir a insulina). Poucos casos têm relação com hereditariedade. A evolução clínica é rápida se não for tratado prontamente com insulina.

TIPO II:

É a forma clássica com graus variados de resistência à ação da insulina e uma deficiência relativa de insulina, geralmente está associado a obesidade. A prevalência maior era entre os mais velhos, mas com o aumento de crianças obesas tem-se observado uma incidência maior em faixas etárias mais baixas.

Neste caso, causas subjacentes são fatores genéticos, assim como os efeitos do estilo de vida ocidental, como obesidade e comida excessiva; representa 90% dos portadores de diabetes (pâncreas diminui a produção de insulina e/ou a insulina produzida não é bem aproveitada). O início dos sintomas é lento, podendo permanecer assintomático por longos períodos, levando a complicações crônicas.

A incidência é maior após os 40 anos e fatores genéticos são freqüentes influências. Estima-se que 60% a 90% dos portadores da doença sejam obesos. O diabetes tipo II é cerca de 8 a 10 vezes mais comum que o tipo I e pode responder ao tratamento com dieta e exercício físico. Outras vezes vai necessitar de medicamentos orais e por fim, a combinação destes com a insulina.

Outros tipos:

Existem outros tipos específicos de diabetes sem a história genética (familiar) na sua origem. O diabetes que aparece na gravidez é classificado em separado como diabetes gestacional ou da gravidez.

O Diabetes Gestacional surge em mulheres grávidas que não eram diabéticas, ocorre alteração da tolerância a glicose em graus diversos diagnosticado durante a gestação. Geralmente, desaparece quando esta termina. Podem futuramente desenvolver o Diabetes tipo 2.

Hoje são conhecidos mais de 20 tipos de enfermidades, que cursam com hiperglicemia e portanto, são catalogadas como Diabetes Mellitus.

PREVENÇÃO – Um dos meios de prevenir as diabetes é fazer exercícios físicos e manter o peso saudável. Com apenas essas medidas o risco de se tornar diabético é reduzido em 50%. Os testes de taxa de glicose poderão ser realizados em qualquer Unidade de Saúde ou no Programa de Saúde da Família (PSF) e é um direito do usuário do SUS garantido pela Lei nº. 11.347.

SINTOMAS – Sede intensa, fome intensa, perda de peso (mesmo sentindo fome além do habitual), aumento do volume urinário, cicatrização difícil e infecções na pele, fadiga, dores nas pernas, além de impotência sexual e problemas na visão. Histórico familiar com diabetes faz com que haja mais probabilidades de a pessoa manifestar a doença. No diabetes tipo dois, em alguns casos, não há sintomas. Neste caso a pessoa pode passar meses ou até anos assintomáticos. Portanto, é importante pesquisar diabetes em todas as pessoas com mais de quarenta anos de idade.

PERGUNTAS & RESPOSTAS

O diabetes poderá ser causado por razões emocionais?
Não. O que observarmos é aumento dos níveis de glicose – glicemia, em resposta ao stress emocional, em indivíduos já diabéticos ou propensos à doença. Nesta situação, são liberados hormônios que têm a capacidade de elevar a glicemia.

O uso constante de bebidas alcoólicas pode provocar o diabetes?
Sim. Existe um tipo de diabetes decorrente do uso de bebida alcoólica de forma crônica. Isto pode levar a um quadro de pancreatite e eventual destruição das células beta pancreáticas (local de produção da insulina). Vale lembrar que, mesmo nos casos em que o álcool não foi o causador direto do diabetes, o seu uso excessivo pode levar ao descontrole da glicose.

A incidência do diabetes é maior entre pessoas que consomem muito açúcar?
Não. O uso de açúcar não causa diabetes. No entanto, é importante frisar que o açúcar é contra-indicado para indivíduos diabéticos, uma vez que pode levar a grandes elevações nos níveis de glicemia.

Doenças infecciosas podem influenciar no surgimento do diabetes?
Algumas doenças infecciosas, podem colaborar no desencadeamento do processo que leva ao diabetes Tipo I.

A obesidade pode levar ao aparecimento do diabetes?
A obesidade é importante fator de risco para o diabetes Tipo II. O excesso de peso, sobretudo em pessoas com histórico familiar de diabetes Tipo II, aumenta de forma significativa o risco de surgimento desta doença. Indivíduos com estas características podem diminuir o risco em mais de 50%, caso modifiquem hábitos alimentares, percam peso e pratiquem atividade física sistemática.

Qual a probabilidade dos filhos, de pais diabéticos, nascerem diabéticos?
A probabilidade de aparecimento de diabetes já no nascimento, é muito pequena quando os pais são diabéticos Tipo I e não existe nos diabéticos Tipo II.

Uma vida sedentária favorece o aparecimento do diabetes?
Em pacientes predispostos a diabetes, sim. Os estudos têm comprovado que, em indivíduos com predisposição para o diabetes, a atividade física diária auxilia na prevenção, além de ajudar na manutenção do peso ideal.

Caminhadas de 30-60 minutos por dia, 3 a 4 vezes por semana, ou até mesmo natação, ginástica, hidroginástica, entre outras atividades aeróbicas, são muito importantes nestas situações.

Qual a denominação correta: antidiabéticos ou hipoglicemiantes orais?
A diferença entre essas denominações é sutil. Antidiabético oral é qualquer medicamento que, administrado por via oral, contribui para manter a glicose sangüínea dentro dos limites normais. Ele pode ser um hipoglicemiante, se for capaz de diminuir níveis de glicose previamente elevados, ou um anti-hiperglicemiante, se agir impedindo a elevação da glicemia após uma refeição.

O que é neuropatia ?
Neuropatia é a perda gradual da função do nervo devido a diabete. A alteração mais comum é a perda da sensibilidade, ou melhor, da sensação tátil dos pés e pernas.

Como eu sei que tenho neuropatia ?
Neuropatia geralmente acontece de forma lenta. Você pode não notá-la inicialmente porque ela é a ausência ou redução da sensação tátil. É difícil ficar atento para aquilo que a gente não sente! Um exame médico ou ás vezes testes especiais pode ajudar a fazer o diagnóstico.

A neuropatia causa perda da sensibilidade. Porque ás vezes eu sinto dor ou dormência no meu pé ?
A neuropatia pode fazer com que os nervos fiquem "fora de controle" ou transmita impulsos que você pode experimentar como ausência de sensibilidade tátil, dormência, sensação de queimação, agulhadas, choques ou qualquer combinação dos sintomas acima.

Todos os diabéticos têm neuropatia ?
A probabilidade de ter neuropatia aumenta com a idade. Quanto mais tempo de diabetes maior a chance de desenvolver neuropatia. Muitos casos são leves, mas outros são muito severos. A gravidade da neuropatia não necessariamente corresponde com a gravidade do diabetes. Algumas pessoas com diabetes leve pode ter neuropatia grave.

A neuropatia afeta somente os pés ?
A neuropatia pode também envolver os tornozelos, pernas e as vezes mesmo as mãos. A tendência a ser mais grave nos pés que nas pernas. A neuropatia das pernas raramente vai acima dos joelhos.

O que pode acontecer com meu pé se eu tiver neuropatia ?
Você pode machucar ou cortar os seus pés sem perceber, simplesmente porque você não sente dor ou usar calçados que não são adequados e formar bolhas ou feridas (úlceras). Inicialmente isto pode causar pequenos problemas, que podem progredir para outros mais sérios.

Isto quer dizer que toda vez que você tiver um pequeno machucado ou uma infecção menor deve procurar seu médico. É muito freqüente o paciente notar uma pequena área de inchaço ou avermelhada, mas não valoriza porque não sente dor. Depois o paciente pode perder toda a parte do pé. O que é mais perigoso na neuropatia é a falta de sensibilidade, porque isto faz com que a lesão não seja reconhecida.

A Neuropatia Diabética pode ser prevenida?
Estudos evidenciam que mantendo níveis de açúcar no sangue o mais próximo do normal quanto possível, reduz a progressão de doenças nos nervos causadas pela diabetes.

Como o diabetes afeta a circulação?
O diabetes pode contribuir para o estreitamento das artérias e a diminuição da circulação na perna. Entretanto, a neuropatia e não a circulação é a principal causa dos problemas do Pé Diabético.

Uma circulação pobre afeta a cicatrização?
Sua pele e outros tecidos do corpo dependem de uma boa circulação sangüínea para leva oxigênio e nutrição. Uma circulação pobre pode resultar em alterações na pele e causar cortes, queimaduras. bolhas e outras lesões de pobre cicatrização. Algumas vezes um cirurgião vascular pode através de cirurgia aumentar a circulação para os pés e pernas ajudando na cicatrização de úlceras e machucados.

Por que as infecções causam problemas nos pés?
As infecções podem espalhar-se rapidamente pelos pés, dando pouco aviso. Lesões menores podem tornar-se úlceras e então desenvolver infecções profundas. Infecções graves dos tecidos e ossos necessitam de cirurgia além de antibióticos.

Quais são os sinais de um possível infecção ?
Alguns sinais podem levar a suspeita de infecção. Febre associada a machucado ou bolhas nos pés, aumento de açúcar na urina, difícil controle da glicemia, necessitando de dose maior de insulina.

Podem os antibióticos tratar as infecções ?
Sim, os antibióticos são importantes, mas se você tem uma circulação pobre, os antibióticos podem não chegar a infecção. Examine seus pés freqüentemente para evitar problemas sérios.

Visão turva, opaca ou fora de foco são sintomas de que há um descontrole na glicemia?
Sim, se comprou um óculos novo e parece estar errado, confira se suas taxas de glicemia estão nos níveis normais. Assim que as taxas voltarem ao normal, sua visão também voltará, desde que não existam complicações mais sérias.
Ser diabético não influi no uso ou não de lentes de contato. A recomendação é consultar um oftalmologista para saber qual o melhor tipo de lente (duras ou gelatinosas).

Importante: os sintomas das complicações visuais só aparecem quando a doença já está instalada a algum tempo. Por isso não espere sentir alguma manifestação para procurar um especialista, pois se forem diagnosticadas precocemente podem ser tratadas.

A retinopatia diabética é responsável por 2% dos casos de cegueira e 10% dos pacientes sofrem severos problemas visuais. Metade dos casos de cegueira poderia ser evitada. Basta manter a glicemia sob controle e fazer exames oftalmológicos anuais.

Achou pouco, saiba mais… : http://www.unimeds.com.br/sites_especiais/saiba.htm ou www.diabetes.org.br


* A citação acima foi rtirada do space abaixo através de pesquisa na internet.

By http://oscar-vg.spaces.live.com

Sobre maryalcantaras

Sou uma pessoa calma e bastante tímida. Não costumo sair muito e por isso vivo na internet. Sou bem eclética em questões referentes a preferências... adoro ler, ouvir música, dançar e tomar umas biritas de vez em quando... mas o que eu adoro mesmo é DORMIR e BEIJAR!!! Meu hobbie é DORMIR. Me interesso por coisas variadas, gosto tanto de coisas simples quanto de coisas rebuscadas. "O Amor conquista-se com Amor e não impondo regras." (A.D.) E talvez tenha de praticar um pouco mais a minha tolerância...
Esse post foi publicado em Datas Comemorativas, Saúde e bem-estar e marcado , , , . Guardar link permanente.

5 respostas para Dia Mundial do Diabético

  1. Hidra disse:

    Algo para nunca esquecer
    Sua presença é um presente para o mundo.Você é único e só há um igual a você.Sua vida pode ser o que quiser que ela seja.Viva os dias, apenas um de cada vez.Conte suas bençãos, não seus problemas.Você os superará venha o que vier.Dentro de você há muitas respostas.Compreenda, tenha coragem, seja forte.Não coloque limites em si mesmo.Muitos sonhos estão esperando para serem realizados.As decisões são muito importantes para serem deixada ao acaso.Alcance seu máximo, seu melhor e seu prêmio.Nada consome mais energia do que a preocupação.Quanto mais tempo se carrega um problema, mais pesado ele fica.Não leve as coisas tão a sério.Viva uma vida de serenidade, não de arrependimentos.Lembre-se de que um pouco de amor dura muito.Lembre-se muito disso: "dura para sempre".Lembre-se que a amizade é um investimento sábio.Os tesouros da vida são todas as pessoas.Perceba que nunca é tarde demais.Faça coisas simples e de forma simples.Tenha saúde, esperança e felicidade.Encontre tempo para fazer pedidos a uma estrela.E nunca jamais esqueça,por se quer um diaO quanto você é especial !!!E sempre se lembre Sorria !!!
     
    (`\’·.¸(`\’·.¸(`\’·.¸ ¸.·\’´)¸.·\’´)¸.·\’´)        «♥ BJUS NO CORAÇÃO♥» ((¸.·\’´(¸.·\’´(¸.·\’´ `\’·.¸)`\’·.¸)`\’·.¸)
              Da amiga Hidra
     

    Curtir

  2. Andrea Cristina disse:

    Bom dia amiga!
    Vim agradecer sua visita carinhosa e conferir as novidades!
    Um dia maravilhoso para você
    Beijos
    Andrea

    Curtir

  3. Rebeca disse:

    OLÁ LINDA BOA TARDE!Eu jogo a bola da Felicidade para você! A vida é como jogar uma bola na parede: Se for jogada uma bola azul, ela voltará azul; Se for jogada uma bola verde, ela voltará verde; Se for jogada uma bola fraca, ela voltará fraca; Se for jogada com força, ela voltará com força. Por isso numca "jogue uma bola na vida" de forma que você não esteja pronto a recebê-la. A vida não dá nem empresta; não se comove nem se apieda. Tudo o que ela faz é retribuir e transferir aquilo que nós lhe oferecemos.BEIJOS COM  CARINHOANNA

    Curtir

  4. sandra disse:

    Assim é a amizade….
    Quando nasce uma flor, ela recebe do sol a energia de que ela precisa, da água o oxigênio fundamental para sua sobrevivência e, claro, não poderíamos deixar de mencionar a terra de onde ela tira nutrientes que irão complementar tudo de que ela precisa para viver.
    Essa flor, com o passar do tempo, poderá permanecer bela, com vigor, exalando o perfume característico de sua espécie, se tudo o que ela precisar continuar ao seu redor, ao seu alcance.
    Quando vem a tempestade, ela irá lutar com as suas forças para continuar a sobreviver, pode até perder alguma pétala, mas ela é forte para seguir adiante até se recuperar, pois apesar de frágil, a vida, o instinto de sobrevivência fala mais alto e após essa experiência ela torna-se até mais mais forte do que antes.
    Na nossa vida dá-se o mesmo, nascemos, crescemos e passamos por diversas situações que às vezes não sabemos o porquê nem a razão do que nos acontece, mas sabemos que depois elas nos tornarão mais fortes para outros momentos adversos que voltarem a surgir em nosso caminho.
    A amizade é um bem precioso que surge na vida das pessoas quando menos se espera, tornando a nossa vida mais feliz.
    Compartilhamos muitos momentos com os amigos, com alguns mais do que com outros, por afinidade, por confiança ou por força de circunstâncias.
    Da mesma forma que a flor, a amizade precisa de cuidados para continuar com a mesma força e intensidade, mas a distância, as adversidades, o corre-corre do dia-a-dia, o tempo, faz com que a amizade sofra certa perda, o que não significa que ela enfraqueça, apenas se modifique.
    Mas, com certeza, se ela for verdadeira e sincera, ela terá da mesma maneira que a flor, forças para se manter, e muitas vezes será até mais sólida porque nasce a saudade, um ingrediente a mais que vem para completar.
     mil  beijosssssno seu coração;   Sandra

    Curtir

  5. disse:

    Bom dia doce amiga obrigada por sua amável visita e a meu spaces fico feliz por te-la como amiga Deus te ilumine hoje e sempre um beijo em tua alma. Um abraço.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s