Dia Internacional da Diversidade Biológica

 

Citação

NOSSA CASA, NOSSA VIDA

 
Olá Pessoal!
 
Dia 22 de Maio é dia internacional da biodiversidade.
 

Então vamos conhecer um pouco essa tal biodiversidade?

 

 
 
 

 
Dia Internacional da Biodiversidade

A biodiversidade é o termo utilizado para definir a variabilidade de organismos vivos, flora, fauna, fungos macroscópicos e microorganismos, abrangendo a diversidade de genes e de populações de uma espécie, a diversidade de espécies, a diversidade de interações entre espécies e a diversidade de ecossistemas.

Mais claramente falando, diversidade biológica, ou biodiversidade, refere-se à variedade de vida no planeta terra, incluindo a variedade genética dentro das populações e espécies, a variedade de espécies da flora, da fauna e de microrganismos, a variedade de funções ecológicas desempenhadas pelos organismos nos ecossistemas; e a variedade de comunidades, hábitats e ecossistemas formados pelos organismos.

Biodiversidade refere-se tanto ao número (riqueza) de diferentes categorias biológicas quanto à abundância relativa (equitabilidade) dessas categorias; e inclui variabilidade ao nível local (alfa diversidade), complementaridade biológica entre hábitats (beta diversidade) e variabilidade entre paisagens (gama diversidade). Biodiversidade inclui, assim, a totalidade dos recursos vivos, ou biológicos, e dos recursos genéticos, e seus componentes. A espécie humana depende da biodiversidade para a sua sobrevivência.

Atualmente, estima-se em 1,7 milhões o número de espécies identificadas. O número exato de espécies existentes sobre a Terra é ainda desconhecido e a sua estimação varia entre 5 e 100 milhões.

A extinção das espécies vivas presentes sobre o nosso planeta é um fenômeno natural que se inscreve no quadro do processo da evolução. Contudo, devido às atividades humanas, as espécies e os ecossistemas são hoje objeto de ameaças mais graves do que em qualquer outra época histórica. As perdas tocam particularmente as florestas tropicais onde vivem 50 a 60% das espécies identificadas, assim como os rios e os lagos, os desertos e as florestas temperadas, as montanhas e as ilhas. De acordo com as estimações mais recentes, tendo em conta as taxas atuais de desmatamentos, assistiremos ao desaparecimento de dois a oito porcento das espécies vivas do nosso planeta nos próximos 25 anos.

A Biodiversidade é uma das propriedades fundamentais da natureza, responsável pelo equilíbrio e estabilidade dos ecossistemas. As funções ecológicas desempenhadas pela biodiversidade são ainda pouco compreendidas, muito embora considere-se que ela seja responsável pelos processos naturais e produtos fornecidos pelos ecossistemas e espécies que sustentam outras formas de vida e modificam a biosfera, tornando-a apropriada e segura para a vida.

A diversidade biológica possui, além de seu valor intrínseco, valor ecológico, genético, social, econômico, científico, educacional, cultural, recreativo e estético. Com tamanha importância, é preciso evitar a perda da biodiversidade e cada vez mais preservá-la. 

    
  

 

Ameaça à Biodiversidade Brasileira

O Brasil é considerado o país de maior diversidade biológica do planeta. Segundo o Ibama, órgão responsável pelas listas oficiais de espécies da fauna e da flora brasileiras ameaçadas de extinção, 219 espécies animais (109 aves, 67 mamíferos, 29 insetos, nove répteis, um anfíbio, um artrópode, um coral, um peixe e um crustáceo) e 106 espécies vegetais correm o risco de desaparecer. Entre elas, algumas estão praticamente extintas, como a ararinha-azul.

Os fatores que ameaçam a biodiversidade são a caça predatória e ilegal, a derrubada de florestas, as queimadas, a destruição dos ecossistemas para loteamento e a poluição de rios. Outro problema grave que ameaça a fauna e a flora brasileira é a chamada biopirataria, a saída ilegal de material genético ou subprodutos de plantas e animais para pesquisas sobre novos medicamentos e cosméticos no exterior sem o pagamento de patentes.

Baseada em um projeto de lei, a medida prevê que estados, municípios, proprietários privados e comunidades indígenas tenham direito a parte do lucro resultante de produtos obtidos de vegetais e animais descobertos em suas áreas, além de um maior controle das coletas.  

A regulamentação no País da Convenção da Biodiversidade, assinada durante a ECO-92, no Rio de Janeiro, por cerca de 150 países, depende da aprovação desse projeto de lei. O Acre e o Amapá são os únicos estados brasileiros que possuem leis específicas sobre a biopirataria. No Acre, para ter acesso aos recursos naturais da floresta Amazônica, as empresas estrangeiras precisam se associar a uma empresa ou entidade brasileira de pesquisa. O Brasil, em decorrência de suas características geográficas, diversidade de recursos naturais e níveis distintos de industrialização, convive com problemas ambientais bem diversos.

Além da poluição, causada por dejetos domésticos, industriais e por agrotóxicos, e do problema do lixo, há a degradação de riquezas naturais. Nas grandes cidades as condições ambientais são nocivas, o desmatamento, a desertificação e a extinção de espécies biológicas (fauna e flora) ameaçam a biodiversidade e põem em risco a sustentabilidade dos ecossistemas e, por conseqüência, da própria qualidade de vida. 

Segundo o Fundo Mundial para a Natureza (WWF), o Brasil tem a maior taxa de desmatamento do mundo. Todos os anos, aproximadamente 18.200 km² da floresta Amazônica são desmatados, de acordo com relatório elaborado, entre 1995 e 1996, pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e pelo Ibama. Como conseqüência, há redução da biodiversidade, aumento da erosão e comprometimento dos cursos d’água. Outros efeitos indiretos também podem ocorrer, como alterações no regime de chuva e no clima.

Depois da Amazônia, a Floresta Atlântica é uma das áreas mais atingidas pelo desmatamento no País. Além destas, outras áreas de vegetação encontram-se ameaçadas por ocupação ou exploração inadequadas. Considerado um dos maiores patrimônios naturais do planeta, o Pantanal vem sofrendo progressiva degradação por causa da intensa expansão das atividades agropecuárias. Essa área é a maior planície inundável do mundo – 150.000 km² – com uma zona de cerrado, onde, nos pontos mais úmidos, crescem espécies árboreas de floresta tropical.

 
                                                       

 

                                 Convenção da Biodiversidade
 

A Convenção sobre Diversidade Biológica – CDB – foi assinada por 156 países incluindo o Brasil durante a Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento ou Rio 92, e ratificada pelo Congresso Nacional em 1994. Além de preconizar a conservação da biodiversidade e a utilização sustentável de seus componentes, a CDB ressalta a necessidade da repartição justa e eqüitativa dos benefícios derivados dos usos diversos dos recursos genéticos.

A CDB busca, acima de tudo, a compatibilização entre a proteção dos recursos biológicos e o desenvolvimento social e econômico. O que inova sobremaneira as ações de conservação da biodiversidade. A Convenção propõe uma série de estratégias para sua implantação, dentre elas, a elaboração e consecução de programas inovadores de conservação dos recursos "in situ" e "ex situ", além da disseminação de informações e do retorno de benefícios gerado pela utilização da biodiversidade, inclusive de produtos advindos da biotecnologia (qualquer aplicação tecnológica que utilize sistemas biológicos, organismos vivos, ou seus derivados para fabricar ou modificar produtos ou processos para utilização específica).

Segundo a CDB os países têm direito soberano sobre a biodiversidade de seus territórios e o dever de conservá-la e usá-la de forma sustentável, quando for o caso. A falta de plena certeza científica não deve ser usada como razão para que não se tomem medidas destinadas a evitar ou minimizar a perda da diversidade biológica. 

                                           
                          
                       MENSAGEM DO SECRETÁRIO-GERAL DA ONU
                                                         KOFI ANNAN,
                                                     POR OCASIÃO DO
                              DIA INTERNACIONAL DA DIVERSIDADE BIOLÓGICA
                                                    22 de Maio de 2005
                                   Fonte: Centro Regional de Informação da ONU em Bruxelas – RUNIC

O Dia Internacional da Diversidade Biológica, salienta o papel fundamental que a diversidade biológica tem no desenvolvimento sustentável e na proteção das sociedades contra as conseqüências de choques inesperados, como a escassez de água, o aparecimento de doenças infecciosas, os fenômenos climáticos extremos e a vulnerabilidade genética das culturas e do gado.

Nas últimas décadas, o desenvolvimento econômico e o progresso tecnológico ajudaram a melhorar as condições de vida de muitos habitantes do mundo e a arrancar da pobreza extrema algumas das pessoas mais desfavorecidas. No entanto, durante o mesmo período, padrões de produção e de consumo insustentáveis reduziram a diversidade biológica como nunca antes acontecera e ameaçam a capacidade dos ecossistemas no que se refere a manter os progressos econômicos alcançados, com tanto esforço, pela humanidade.

Segundo o relatório publicado recentemente sobre a Avaliação do Milênio relativa aos Ecossistemas, quase todos os ecossistemas do planeta foram transformados pelas atividades humanas. Por exemplo:

  • 25% das unidades populacionais de peixes marinhos são sobre-exploradas, o que leva ao encerramento de várias zonas de pesca, com conseqüências socioeconômicas significativas;
  • As modificações do manto vegetal, nomeadamente o desflorestamento e a desertificação das zonas tropicais, tendem a reduzir as precipitações locais e a contribuem para a desertificação e para a falta de água;
  • A capacidade dos ecossistemas no que diz respeito a atenuar os efeitos dos fenômenos climáticos extremos, como o recente tsunami no Oceano Índico, diminuiu, devido à transformação sofrida pelas terras húmidas, as florestas e os mangues.

O relatório do Projeto do Milênio, publicado em Janeiro, apresenta algumas propostas práticas para alcançar o objetivo mundial de reduzir consideravelamente, até 2010, o ritmo de perda da diversidade biológica. Essas propostas, que visam principalmente os mecanismos de mercado, as reformas políticas, a melhoria da regulamentação e os investimentos na gestão de ecossistemas importantes, podem igualmente contribuir para a realização dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio. Para isso, é fundamental que os governos apliquem a Convenção sobre Diversidade Biológica e canalizem mais recursos financeiros e de outros tipos para esse fim.

A diversidade biológica fornece-nos os materiais de que precisamos para a alimentação, o vestuário e a habitação. Permite-nos viver com saúde e contribui para o bem-estar humano de muitas outras maneiras. Para travar a degradação e a perda de recursos genéticos e para garantir a utilização eqüitativa dos mesmos, é necessário adotar medidas novas e mais vigorosas, em todos os níveis. A Cúpula de Setembro da Assembléia Geral será uma oportunidade importante para os Chefes de Estado e de Governo assumirem compromissos políticos e financeiros que visem conservar e utilizar de uma maneira sustentável aquilo que constitui o fundamento da própria vida. Mas, neste Dia Internacional da Diversidade Biológica, todos devemos reafirmar esse compromisso. 

 
Fonte:
 
 

* As imagens e barrinhas foram retiradas do space abaixo através de pesquisa na intenet.

By http://gi-colunistas.spaces.live.com

Anúncios

Sobre maryalcantaras

Sou uma pessoa calma e bastante tímida. Não costumo sair muito e por isso vivo na internet. Sou bem eclética em questões referentes a preferências... adoro ler, ouvir música, dançar e tomar umas biritas de vez em quando... mas o que eu adoro mesmo é DORMIR e BEIJAR!!! Meu hobbie é DORMIR. Me interesso por coisas variadas, gosto tanto de coisas simples quanto de coisas rebuscadas. "O Amor conquista-se com Amor e não impondo regras." (A.D.) E talvez tenha de praticar um pouco mais a minha tolerância...
Esse post foi publicado em Datas Comemorativas e marcado , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Dia Internacional da Diversidade Biológica

  1. Lu disse:

    Olá vim retribuir a visita e dizer-te que adorei a tua visita ao meu spaces naõ tenho palavras bonitas mas é com sinceridade que tedesejo muitas felicidades e aceite meu abraço de gratidão e por tua amizade. Tenha uma linda semana. Fica com Deus, Beijo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s